Imagem: Divulgação
Notícia 8 setembro, 2017

Evento exibe documentário sobre a 1° torcida de homossexuais no futebol gaúcho

No dia 13 de setembro, às 17h30, o Museu da UFRGS (Av. Osvaldo Aranha, 277 – Campus Centro) exibirá o documentário “Para o que der e vier”. Com direção e roteiro de Pedro Guindani, o curta-metragem conta a história da torcida organizada Coligay, do Grêmio. Após a sessão, o evento segue com uma roda de conversa com Pedro Guindani, Sérgio Luiz Silva da Cunha, Luiza Aguiar dos Anjos e representantes da coordenação do Futebol Magia que debaterão assunto como os preconceitos nos estádios de futebol e as práticas esportivas do público homossexual.

O documentário, inspirado no livro “Coligay: Tricolor e de todas as cores”, do jornalista Leo Gerchmann, ambienta-se em 1977, ano em que o time de futebol Grêmio passa por um período complicado em sua história, após perder oito campeonatos gaúchos para o clube Internacional. Em meio a essa situação, nasce uma torcida organizada que movimentaria as estruturas e preconceitos do futebol gaúcho, deixando registrado seu nome na história: a Coligay, primeira torcida de futebol formada por homossexuais.

O evento “Coligay: para o que der e vier”, promovido pelo Museu da UFRGS, Faculdade de Educação Física, Dança e Fisioterapia (ESEFID) e Centro de Memória do Esporte (CEME), integra a programação educativa da exposição “Paisagens da memória: cidade e corpos em movimento”. A atividade é gratuita e não é necessária inscrição prévia.

Para mais informações, acesse o site do Museu e acompanhe a página do evento.

Share this:

Notícias relacionadas:

Av. Paulo Gama, 110 - Reitoria, 5° andar - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul - CEP: 90040-060

divulgacao@prorext.ufrgs.br - +55 51 3308.3374 (Atendimento: 9h-12h e 14h-17h30)