Revista da APPOA nº 33 – Angústia

Recebi por imeil:

“REVISTA DA APPOA Nº 33

Angústia

Colocar o corpo como resposta ao desejo do Outro é um dos efeitos de nossa forma de lidar com angústia,cuja estrutura é a mesma do fantasma fundamental: a um Outro desejante eu me ofereço como objeto. Já pagamos com “uma libra de carne” desde o início. Perdemos o objetivo muito antes de nos darmos conta de sua distância.

A angústia é sinal dessa estrutura, sinal para outro da heterogeneidade de nossa relação com linguagem. Angústia é um afeto, mas um afeto primordial que sinaliza o quanto estamos todos a-fetados pela linguagem.

TEXTOS

Sobre o conceito de angústia em Freud – Cristian Giles

Pânico: uma neurose de angústia – Nilson Sibemberg

Porque a angústia é necessária – Alfredo Jerusalinsky

A quem confiar minha tristeza? – Ligia Victora

A angústia de Lacan, uma terceira teoria? – Sidnei Goldberg

O objeto a e a angústia – Elaine Starosta Foguel

Corpo e angústia – Daniel Paola

O pequeno incrível Hulk – questões sobre o duplo – Fernanda Pereira Breda

Peter Pânico – Otávio Augusto Winck Nunes

Vergonha, olhar e angústia – José de Araújo Filho

Caminhos da angústia na rede assistencial de saúde pública – Elaine Rosner Silveira

O afeto que se encerra – Robson de Freitas Pereira

RECORDAR, REPETIR, ELABORAR

Contratransferência -Lucia E. Tower

ENTREVISTA

Depressão, a grande neurose contemporânea? – Roland Chemama

VARIAÇÕES

Atopia e deriva: intervenção num caso de psicose não decidida na infância –

Beatriz Kauri dos Reis e Edson Luiz André de Souza

O Outro institucional: gozo e angústia nas relações de trabalho – Rosana de Souza Coelho

Faça já suas assinaturas:

Revista da APPOA
* 2 edições por ano

Correio da APPOA
* 11 edições temáticas por ano

Associação Psicanalítica de Porto Alegre – APPOA
Rua Faria Santos, 258 – Petrópolis
90670-150 – Porto Alegre RS

Informações:

Fone: (51) 3333 2140 – Fax: (51) 3333 7922
appoa@appoa.com.br – http://www.appoa.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.