Behaviorismo

Condicionamento Operante - O Reforço

Existem dois tipos de reforço: o positivo e o negativo. O positivo, consiste na apresentação de um estímulo agradável ou recompensador após a ocorrência da resposta. O negativo, consiste em retirar um estímulo aversivo ou desagradável após a ocorrência da resposta.

Por exemplo, o comportamento de estudar poderá ser mantido com grande probabilidade de ocorrência se o aluno obtiver boas notas. As boas notas servem como reforço positivo para o comportamento de estudar.

Um exemplo de reforço negativo é quando a pessoa está numa siuação desagradável, como uma pedra no sapato. O comportamento de retirar a pedra elimina o estímulo avesivo, e esse comportamento tenderá a se repetir sempre que esse incômodo se apresentar.

Mais um exemplo: numa sala de aula, um aluno apresenta um comportamento considerado inadequado pela professora, que o encaminha para a sala de orientação educacional. Como a orientadora estava ocupada em entrevistas com pais, permitiu que o aluno utilizasse o computador. Ele brincou com jogos eletrônicos enquanto aguardava. Seu comportamento inadequado em sala de aula foi reforçado positivamente. Ou seja, ele poderá repetir o comportamento para voltar a brincar no computador. Por outro lado, o comportamento da professora de encaminhar a criança para o SOE foi reforçado negativamente na medida em que eliminou uma situação desagradável para ela. Das próximas vezes em que comportamentos inadequados ocorrerem, é provável que ela encaminhe os alunos para o SOE.

Um elogio também pode funcionar como reforço positivo. Procure lembrar situações corriqueiras em que você tenha recebido um elogio. Provavelmente, o comportamento elogiado passou a ocorrer com maior freqüência.