Pesquisa está desenvolvendo substância mais segura e eficiente para conservação de obras de arte em bronze

Obras de arte em bronze, muitas expostas ao ar livre, ficam sujeitas ao clima e sofrem processos corrosivos (Foto: Pixabay)

Neste programa, conversamos com o professor do Instituto de Química da UFRGS Henri Schrekker. Na sua pesquisa, ele busca desenvolver uma substância para auxiliar na conservação de obras de arte em bronze.

As obras de arte de bronze sofrem processos corrosivos devido a fatores como as intempéries e o passar dos anos. Por isso, o objetivo é desenvolver uma nova classe de derivados do benzotriazol, que já é utilizado na conservação de peças de cobre. No entanto, a nova substância teria vantagem de não ser tóxica para as pessoas ou para o meio ambiente.

Ouça a entrevista no Ciência 1080, espaço do Jornal da UFRGS que aborda as pesquisas realizadas na Universidades e suas contribuições para a sociedade. O programa é produzido pelo Departamento de Jornalismo da Rádio da Universidade, em parceria com a Assessoria de Imprensa da UFRGS. Edição e entrevista de Mariane Quadros.