tavola-saude-1

No 11º Congresso Internacional da Rede Unida em Fortaleza/ Ceará, entre os muitos trabalhos apresentados, rodas de conversa e távolas, dança, música, alegria e amor, o congresso contou com diversos nomes da saúde pública dentre eles tivemos Madel Therezinha Luz, graduada em Filosofia (UFRJ), mestre em Sociologia (Universite Catholique de Louvain), doutora em Ciência Política (USP). Ela, em uma távola que abordou o tema da Saúde, qualidade de vida, medicina: dilemas da sociedade contemporânea, ocorrida no dia 11 de abril de 2014, trouxe reflexões a serem pensadas e dentre elas a Rádio Web Saúde UFRGS captou determinadas ideias da socióloga:

 
“Vivemos em uma época de adoecimento da saúde, principalmente do trabalhador que a faz. Em nossa contemporaneidade adoecemos por pequenos acontecimentos, perdemos a alteridade de olhar o outro.  E fica o pensamento do que é qualidade de vida? O que estamos perdendo com a inclusão da sociedade em uma vida cada vez mais consumista. Os sentimentos que esta “inclusão” nos traz é muitas vezes de cobiça, arrogância, sendo assim um ressentimento social.”
É possível ter saúde sem ter ética? Segundo Made,l se não formos solidários estamos condenados a morte. Com todos estes problemas, se faz necessário pensar como esta o “produto interno de infelicidade”? Insistimos na petulância de nos acharmos melhores do que os outros. Estamos sendo cada dia, mais impostos a pensar de forma destrutiva, consumista, é uma ditadura disfarçada, na qual devemos pensar, falar, sentir, problematizar, para mudá-la. Não somos seres onipotentes, devemos prestar atenção nos sinais de nossos corpos, nos pressentimentos da vida…
tavola-saude-2
 
Escrito por: Ingrit Medeiros Seehaber. Fotos: RWS UFRGS/ Ingrit Medeiros Seehaber.