A Conferência  “Sinais que vem da Rua: Redes Vivas Existenciais e Multidões em Busca do Comum na Diferença”, proferida pelo professor da UFRJ Emerson Merhy, marcou o início (13/11) do Encontro Regional Centro-Oeste da Rede Unida.  Relacionando os “sinais da rua” e as mais diversas formas de viver, de compreender o mundo e as pessoas, Merhy despertou reflexões nos convidados trazendo a necessidade de pensar no desafio de olharmos para as diferenças do outro não como fragilidades ou ameaças, mas como potências. Ressaltou a importância de termos vivências como polos fortes e frágeis para, somente assim, desenvolvermos  a capacidade de nos colocarmos no lugar do outro e identificarmos,  enquanto profissionais ou estudantes do campo saúde, os sinais do corpo e das nossas relações com a rua e com a sociedade.

 

rede-unida
                               Emerson Merhy

 

O Encontro, realizado sob a temática “Diálogos oportunos: formação, trabalho, saúde e vida”, está sendo o ponto de partida para as discussões que permearão os trabalhos e o processo de construção do 12º Congresso Internacional da Rede Unida, que será realizado em Março de 2016, na cidade de Campo Grande (MS).

  rede-unida-2

Mesa de abertura 
rede-unida-3

No período da tarde, foram oferecidas algumas atividades, tais como:
Oficinas sobre diversos temas, entre os quais PMAQ, a formação técnica do Agente Comunitário de Saúde, estudantes e a defesa do SUS.  Também ocorreram o Encontro do COSEMS/MS, do Encontro da Comissão Intergestores Bipartite/CIB/MS, o Encontro VER-SUS no Centro Oeste, o Encontro de Residências em Saúde e o Encontro dos programas Mais Médicos e PROVAB Centro Oeste.

Oficina “O SUS do nosso jeito: estudantes em defesa do Sistema Único de Saúde” 

rede-unida-4

Produção da oficina “Formação Interprofissional para o SUS”

rede-unida-5

 

O Encontro da Rede Unida Centro-Oeste segue amanhã, dia 14/11, com os paineis “Formação para o SUS” e “A Integralidade do Cuidado”, além da finalização dos encontros do COSEMS/MS e da CIB/MS. Também serão promovidos rodas de conversa com a apresentação de trabalhos e o Encontro do Laboratório Ítalo-Brasileiro de Formação, de Pesquisa e de Práticas em Saúde Coletiva.

Texto e fotos: Francyne Silva e Mariana Martins