Visita Virtual ao Museu da UFRGS

O Museu da UFRGS promoverá duas atividades virtuais durante o 21º Salão de Extensão. Por meio do seu canal no YouTube, o órgão disponibilizará uma exposição e uma atividade de contação de histórias. Ambos os vídeos serão legendados.

Exposição virtual percorre a história do Museu da UFRGS
A exposição virtual “Museu e Universidade: trajetórias que criam conexões” foi inaugurada em 2019, por ocasião das das comemorações dos 85 anos da universidade e dos 35 anos do museu. Com ela, o Museu da UFRGS propõe uma reflexão sobre a sua trajetória histórica e seu papel como museu universitário.

Criado em 1984, momento em que a Universidade comemorava 50 anos, o Museu surgiu como uma proposta inovadora. Acolhido pela comunidade acadêmica e pela sociedade, reúne a interdisciplinaridade e a diversidade como características principais, e o patrimônio cultural da UFRGS como matéria-prima.

O Museu da UFRGS convida os visitantes virtuais a percorrer de forma remota e panorâmica esse percurso de encontros, debates, dúvidas e acontecimentos que atravessam a nossa história em uma seleção que representa a trajetória de mais de 167 exposições já realizadas. Para mostrar esse entrelaçamento, o grande desafio foi o de realizar escolhas uma extensa lista de narrativas que envolveram pesquisas, ensino, extensão, patrimônio cultural, identidades, memória, pessoas e comunidades. “Ao selecionar, fizemos conviver no presente, no agora da exposição, épocas variadas representando o que há de mais vivo e instigante no processo de construção de conhecimento na UFRGS organizado em formato de exposições no Museu” explica Lígia Ketzer Fagundes, curadora da mostra.

Contação de histórias aborda memória e patrimônio cultural
Também estará disponível no canal do YouTube do Museu a contação de histórias “Um dia no Museu da UFRGS”. Trata-se de uma história escrita, ilustrada, roteirizada e produzida coletivamente pela equipe educativa do Museu da UFRGS. Aborda, de forma lúdica, questões de memória e patrimônio cultural. Foi inspirada no livro Aventuras da Memória, de Patricia Engel Secco, da editora Boa Companhia, 2008.