Rede de Solidariedade da POPRUA

Nova carta foi enviada às autoridades pelo grupo suprapartidário do qual o projeto de extensão Rede de solidariedade da POPRUA.

Seguem fotos e vídeo curtíssimo de entrega de cestas básicas em aldeias guaranis do Cantagalo e Itapoã, organizadas pela Ocupação Baronesa e realizadas em parceria com o projeto.

      

Abaixo está disponível a carta aberta às autoridades de Porto Alegre para proteção da população em situação de rua da pandemia de Covid-19:

 

A REDE DE SOLIDARIEDADE A POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA COM A PANDEPIDEMIA DE COVID19 é uma ação de extensão que tem por objetivo realizar ações conjuntas com diversos coletivos da sociedade civil, contribuindo para contingenciamento da pandemia de COVID19 entre a população em situação de rua (PSR) de Porto Alegre. Dentre essas ações:

– Identificar grupos parceiros da sociedade civil e do poder público que atuam com a PSR;

– Planejar a organização de ações conjuntas;

– Levantar as ofertas oriundas da sociedade civil e dos serviços públicos voltadas para a PSR; 

– Divulgar informações das ofertas identificadas entre a POPRUA (acesso a água e sabão, banhos, alimentação, espaços protegidos, etc);

– Acompanhar informações de adoecimento e óbito na PSR identificadas pelos coletivos envolvidos na rede de solidariedade;

– Avaliar no decorrer da pandemia e após a mesma, o atendimento às necessidades da PSR;

Produtos das ações já desencadeadas:

Elaboração do Plano de contingenciamento para a PSR – acesso à água, à banheiro públicos, à saúde e à alimentação. Clique aqui para acessar o documento em PDF.

Parceria: organizações da sociedade civil (Banho Solidário, Enfermagem na Rua, Prato Feito das Ruas, Misturaí, Boca de Rua, Coletivo Alicerce, Coletivo PoA_Inquieta); trabalhadores de serviços públicos, privados e conveniados (UFRGS, Unisinos, Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre, Escola Porto Alegre, AMURT-AMURTEL, Grupo Hospitalar Conceição, Defensoria Pública da União, Ilê Mulher), movimentos sociais (Movimento Nacional da População de Rua – MNPR); Pastoral do Povo de Rua; Comissão de Saúde Mental do Conselho Municipal de Saúde de Porto Alegre).

Mapeamento de ações de apoio à poprua: Clique aqui

Distribuição de refeições: baixo está disponível a planilha de refeições da poprua em abril de 2020:

Quer ajudar? ASSINE O BOCA ONLINE JÁ!

Prezados leitores,

Apesar de sermos moradores de rua e termos dificuldade em seguir as recomendações médicas, estamos na luta contra a COVID-19. Por isso, transformamos o Boca em jornal virtual apenas nesta fase de isolamento social. Em 19 anos, é a primeira vez que uma edição do jornal não vai ser vendida diretamente por nós.

Para receber em seu computador ou celular, é só fazer uma assinatura social no link https://forms.gle/t2dsfkJTpK4BfXzB8

Além de ficar sabendo informações que a mídia não divulga, você estará contribuindo com nosso trabalho, pois o valor das assinaturas será distribuído entre todos os integrantes, como forma de pagamento da coleta de notícias/imagens e também da organização das reportagens.

Seu apoio é mais importante do que nunca porque a maioria de nós perdeu as principais fontes de renda como guardar carros, catar material reciclável, produzir o pão da Amada Massa e vender o Boca, entre outras. Muitos, inclusive, já tinham saído da rua, mas agora não conseguem pagar os aluguéis e estão voltando. Quando tudo normalizar, estaremos de volta para vender os jornais de mão em mão, porque o contato com vocês é muito importante para nós.

Agradecemos imensamente o Mnpr/rs – Movimento Nacional da População de Rua – Rio Grande do Sula prof. Maria Gabriela Curubeto Godoy e os Amigos Da Terra Brasil/RSpelo apoio ao grupo e pela colaboração fundamental nesta edição.

Muito obrigado e até breve!

Equipe do jornal Boca de Rua

Abaixo está disponível a planilha de refeições da poprua em abril de 2020:

Coordenação:  Profa. Maria Gabriela Curubeto Godoy