O Banrisul e a Microsoft

Em setembro de 2005 estava sob suspeita a licitação para a compra de micros novos pelo Banrisul.

Não sei como está a situação atualmente, mas a licitação, que exigia que os processadores fossem da Intel, foi impugnada pela AMD. Veja a notícia publicada pelo Baguete: “AMD impugna licitação do Banrisul” http://www.baguete.com.br/noticia.php?id=5073.

A mesma licitação do Banrisul exigia que o sistema operacional fosse o Microsoft Windows. Então, setor do Ministério Público Estadual que presta assessoria ao Tribunal de Contas do RS emitiu parecer em que recomenda que os diretores do Banrisul sejam multados e processados por terem infringido normas que regem a boa gestão de recursos públicos.

Está em andamento no Tribunal de Justiça do RS uma ação pupular sobre o caso. O Ministério Público acompanha o processo. Veja em
http://www.tj.rs.gov.br/site_php/consulta/consulta_processo.php?tipo=1&nome_comarca=Porto%20Alegre&id_comarca=porto_alegre&num_processo=10523930619

No Banrisul, o Diretor de Gestão da Informação, Ney Michelucci, e o Superintendente Executivo da Unidade de Rede, Ricardo Ernesto Keller, tiveram suas fotos publicadas e receberam muitos elogios na Revista Microsoft Business. Veja nas imagens em anexo as páginas da matéria na revista da Microsoft e a chamada jornalistica em http://www.microsoft.com/brasil/Casos/interna.aspx?id=337.

Observe que na revista o Sr. Keller declara que no Banrisul “existia eventualmente dificuldade de acessar alguns portais porque o browser utilizado nas estações com Linux não aceitava todas as páginas que precisávamos consultar,como o Banco Central, Receita Federal, etc.”. Achei que esse Sr. fez uma inversão: não é mais o programador das páginas dos portais que deve fazer seu trabalho conforme a padronização da linguagem HTML (www.w3.org), mas sim os navegadores web que devem se adaptar a determinados portais.

Andres R. Biagi foi quem me forneceu algumas das informações acima.

Autor: admin

Professor da disciplina Software Livre na Educação, da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.