Stallman e a Educação

Informações diponibilizadas na Wikipédia sobre Richard Stallman.

Estava publicado no endereço abaixo uma entrevista com Richard Stallman, mas depois a página sumiu…
http://www.fabriciorocha.jor.br/textos/matstall.htm

Ainda bem que temos o arquivo de tudo que foi publicado na Internet e é possível recuperar a informação. Veja aqui.

Fabricio Rocha – Uma lei pode ser usada para determinar a utilização de software livre pelo governo?
Richard Stallman – Na sociedade em geral, acho que o mais importante é não ter leis que proíbam o software livre. Mas é sim uma boa idéia para o governo criar uma política de uso do software livre, especialmente em escolas, porque elas ensinam às pessoas o que elas vão fazer. Atualmente, a escola está andando no círculo cada vez mais fundo do software não-livre, que a cada ano tira mais dinheiro do país e fica mais difícil se livrar dele. Existem quatro razões para as escolas usarem software livre. A primeira, mais superficial, é economizar dinheiro, porque elas nunca têm dinheiro suficiente. A segunda é treinar as crianças a usar software livre. Dar cópias de Windows para as crianças é como dar a elas cigarros: são feitos pra viciar, e é o que a Microsoft quer fazer. A terceira razão, mais profunda, é o ganho em educação. Se você é um adolescente esperto e curioso, com software proprietário você não pode aprender. Com software livre isso é bem vindo. Para ser um bom programador você tem que ler muitos programas e escrever muitos. Como iniciante, você não está pronto pra escrever grandes programas, mas você pode ler um e fazer pequenas melhorias nele, e assim ir melhorando até que um dia você pode escreve um programa grande. Foi assim que aprendi. Hoje, qualquer PC pode dar essa oportunidade, se você usa software livre. O terceiro benefício é que a escola ganha administradores de sistemas: o clube de informática da escola poderia cuidar dos computadores. A quarta razão é mais profunda, e se aplica à escola primária. Crianças precisam aprender não somente fatos e habilidades, mas também o espírito de colaboração e ajuda. A escola deveria ter uma regra: se você trouxer um software para a escola, você não pode ficar com ele só para você, e tem que compartilhar com os coleguinhas. E, claro, as escolas também poderiam deixar as crianças levarem o software usado em sala para casa. É informação para elas. As escolas também poderiam desenvolver material didático livre, no mesmo sentido de ser livre para se copiar, distribuir e modificar. É uma tarefa para professores, principalmente. Se os professores do Brasil se interessassem em escrever material didático livre sobre suas disciplinas, em dez anos você teria tudo. A maior enciclopedia da história é gratuita. É a Wikipedia (www.wikipedia.org). Começou há menos de cinco anos, e hoje é maior que qualquer outra.


Autor: admin

Professor da disciplina Software Livre na Educação, da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.