FSP: PowerPoint ou Impress?

Folha de São Paulo:

Fonte: http://tecnologia.uol.com.br/especiais/ultnot/2006/01/16/ult2888u136.jhtm

16/01/2006 – 22h58
PowerPoint ou Impress? Veja prós e contras desse software livre

Bruno Aragaki
Especial do UOL Tecnologia

Prós

1) É gratuito – mais uma vez, a primeira vantagem é mesmo o quesito
financeiro. A última versão do PowerPoint, da Microsoft, custa, em
média, R$ 700 (mas há também versões completas do Office por a partir de
R$ 600, para estudantes). Já o Impress é uma alternativa econômica e,
diferentemente das cópias piratas, é legalizada. O fato de ser um
software livre permite que sejam feitas cópias do programa sem infringir
a lei. É possível também encontrar fóruns e contar com o apoio da
comunidade de software livre, que é bastante ativa, para tirar dúvidas
sobre o uso do programa.

2) Cria apresentações em Flash – o Impress permite exportar os slides
criados para o formato .swf, da Macromedia Flash. Basta clicar em
Arquivo > Exportar. Selecione, então, o formato swf. Com isso, é
possível enviar os seus slides mesmo àquelas pessoas que não tenham
instalado nem Impress, nem o PowerPoint, já que é comum ter o plugin do
flash instalado no próprio navegador de Internet.

3) É compatível com o PowerPoint – além do formato próprio, .odp, o
Impress também lê e salva arquivos no formato .ppt. O PowerPoint, por
sua vez, não abre arquivos gerados no formato do OpenOffice.

4) Permite tratar imagens – o Impress oferece recursos interessantes
para lidar com as imagens dentro do slide. Depois de importá-las (o que
pode ser feito pelo menu Inserir > Figura), é possível até aplicar
alguns filtros na fotografia inserida. Clique sobre a figura e note a
barra com opções de imagem que aparece no alto da tela. Lá, há opções de
canais de cor, alguns filtros – simples, mas eficientes – e opções de
posicionamento da figura.

Contras

1) É mais lento – a diferença é perceptível. O Impress demora mais para
carregar e para responder a comandos simples – como incluir um plano de
fundo – do que o PowerPoint.

2) Traz menos modelos prontos – eles são úteis para quem tem pouca
prática com a criação de slides. No PowerPoint, são abundantes. Essa
deficiência, no entanto, pode ser remediada: além de poder continuar
utilizando os modelos da Microsoft, é possível baixar modelos de
apresentação do site “Extras” do OpenOffice. Lá, há dezenas de modelos
de apresentações criados por usuários. Depois de baixar os modelos que
lhe interessar, vá, no Impress, em Arquivos > Modelos > Organizar.
Clique em Apresentações, à esquerda, e clique no botão Comandos.
Selecione a opção Importar Modelos e selecione os arquivos baixados.

3) Não permite gravar narração – esse recurso interessante, que permite,
com um microfone, gravar comentários ou locuções para serem reproduzidos
sincronizados com a apresentação de slides, não está presente no
Impress, embora esteja no PowerPoint. Para compensar essa deficiência do
Impress, você pode gravar um arquivo no formato .wav, com a sua voz, e
inseri-lo através do menu Inserir > som.

LEIA TAMBÉM
Apresentamos o Impress, programa grátis para fazer… apresentações!
Saiba como instalar o Impress
Aprenda a criar um show de slides no Impress

CAMPANHA EDUCACIONAL (3)

CAMPANHA EDUCACIONAL (autorias)

Identifique corretamente as suas autorias.

Ao utilizar o editor de textos Microsoft Word, ou algum outro programa da suíte Microsoft Office, como o Power Point ou o Excel, procure se assegurar de ter fornecido corretamente as informações de autoria.

No processo de instalação do Microsoft Office sao solicitadas algumas informações: nome do proprietário do programa, nome do gerente e nome da empresa.

Veja um exemplo de preenchimento correto dessas informações no arquivo anexado a esta mensagem. Abra o arquivo com o editor de textos Word ou com o Word Viewer. Clique no menu Arquivo e em Propriedades. Depois, clique na aba Resumo. Faça o teste. Serão exibidos os seguintes dados:

Arquivo: modelo_cadastramento_projeto_ies.doc.

Título: MEC – UAB – Formulário de Cadastramento de Projetos – 2º Edital – Instituições de Ensino Superior.

Assunto: Versão 2.0.

Autor: Jusmar Chaves Júnior.

Gerente: SISUAB – Sistema de Gestão do Programa Universidade Aberta do Brasil.

Empresa: Ministério da Educação.

Verifique se o Microsoft Office exibe corretamente as informações de autoria nos arquivos que você cria. Se os seus dados não estiverem sendo exibidos corretamente, reinstale o Microsoft Office e forneça as informações de autoria e propriedade adequadas durante o processo de reinstalação.

SEJA LEGAL!

Se você não possui os recursos financeiros necessários para adquirir o Microsoft Office, utilize software livre e gratuito, como o BrOffice (OpenOffice) http://broffice.org. Identifique-se ao instalar o programa ou no menu Ferramentas, Opções, Dados do Usuário.

SEJA LIVRE!

CAMPANHA EDUCACIONAL (2)

CAMPANHA EDUCACIONAL (2)

Como posso saber se minha cópia do Microsoft Office é original?

Para ajudar você a verificar se está usando o Microsoft Office original, a Microsoft oferece um processo online fácil e rápido chamado *validação*.

http://www.microsoft.com/genuine/office/WhyValidate.aspx?displaylang=pt-br

Na página indicada acima, clique em “Validar agora”. A validação leva apenas alguns minutos.

Não serão coletadas quaisquer informações, como seu nome ou email, que possam ser usadas para identificá-lo ou contatá-lo.

O editor de textos Microsoft WORD, o gerador de apresentações POWER POINT e a planilha de cálculo EXCEL sao alguns dos programas que fazem parte da suite Microsoft Office.

SEJA LEGAL!

——————-

Se você não possui os recursos financeiros necessários para adquirir o Microsoft Office, utilize software livre e gratuito, como o BrOffice (OpenOffice) http://broffice.org .

SEJA LIVRE!