Introdução ao GNU/Linux no Cesup

Recebi por imeil:

“Estão abertas as inscrições para o curso de Introdução ao GNU/Linux. Este vai ter duração de 21h divididas em seis dias que serão: 30/06, 02/07, 04/07, 07/07, 09/07, 11/07 (segundas, quartas e sextas).

As aulas serão ministradas das 17 horas até as 20h30min no Centro Nacional de Supercomputação – CESUP/UFRGS, localizado na Av. Osvaldo Aranha, 99. O custo será de R$ 100,00 para pessoas com vínculo com a UFRGS ou R$ 200,00 para externos à UFRGS, já inclusos o material e o certificado, e este valor deverá ser pago no ato da inscrição, que deve ser feita no próprio CESUP. Informamos ainda que esta turma conta com um número máximo de 8 pessoas, e as vagas serão ocupadas conforme a ordem de pagamento das inscrições.

Objetivo do curso: Este curso pretende apresentar o Sistema Operacional GNU/Linux até o nível de plena utilização de um usuário. Para isso, serão abrangidos tópicos desde utilização de comandos básicos do Sistema, estrutura básica e permissões de arquivos, até administração dos recursos elementares do Linux. Na última parte do curso serão apresentados tópicos sobre compilação e submissão de jobs ao Cluster do CESUP. O objetivo máximo do curso é gerar usuários familiarizados ao sistema computacional do CESUP.

Para contato, ligue para (51) 3308-3350. http://www.cesup.ufrgs.br/Cursos/cursos.htm.”

CAMPANHA EDUCACIONAL (1)

CAMPANHA EDUCACIONAL

Proteja o seu computador.

Atualize regularmente o seu sistema operacional.

Adote precauções contra vírus, programas espiões, troianos, invasões, etc.

Se você utiliza o Windows, proteja o seu sistema com as atualizações críticas e de segurança. Valide seu Windows como original.

http://www.microsoft.com/brasil/original

http://www.microsoft.com/genuine/default.aspx?displaylang=pt-br

Clique em “Validar o Windows” no quadro Validar Agora, à direita na tela.

O processo de validação é rápido, simples e totalmente confidencial – você não precisa digitar o seu nome, e-mail ou fornecer qualquer identificação.

http://www.microsoft.com/genuine/downloads/WhyValidate.aspx?displaylang=pt-br

SEJA LEGAL!

Se você não possui os recursos financeiros necessários para adquirir o Windows, utilize software livre e gratuito, como o sistema operacional Gnu-Linux.

SEJA LIVRE!

Live CDs Educacionais

Recebi um imeil indicando uma pagina que possui uma lista de
distribuicoes educacionais de software livre que disponibilizam live CDs.

http://www.livecdlist.com/?pick=All&sort=&showonly=education

A lista de todas as distribuicoes com live CDs em
http://www.livecdlist.com.

Claro, a listas estao incompletas...

Preços dos Softwares Livres

Texto de outubro de 2006:

A questão do preço do software livre é um pouco intrincada. Tem seus
meandros…

Como a mensagem ficou longa, antecipo o resumo do que direi abaixo:

“Existem distribuições comerciais de software livre que vendem SUPORTE
TÉCNICO E MANUAIS IMPRESSOS, mas não o software. Por outro lado, existem
distribuições sem fins lucrativos, como a ONG Debian e várias outras,
que não vendem nada, apenas disponibilizam software de forma gratuita.”

Ponto.

Três distribuições comerciais de software livre são bastante respeitadas
no Brasil e na maioria dos países ocidentais: A americana Red Hat, a
alemã Suse (que foi comprada pela americana Novell) e a Mandriva.

Vejam o preço do suporte e dos manuais impressos da Mandriva Conectiva
em http://www.mandrivastore.com.br. Fica em torno de R$ 100,00 (edição desktop
para residências e escritórios) e 350,00 (edição de servidor e
profissional).

Por outro lado, os CDs de software (sem suporte ou documentação) podem
ser baixados sem qualquer pagamento na própria página da Mandriva
http://www.mandriva.com/pt_br/download. Isso pode ser feito na Faculdade
de Educação. No LIES, por exemplo. Basta levar os CDs graváveis.

No http://www.linuxmall.com.br temos a Red Hat (suporte e manuais da versão
profissional) por R$ 530,00. Mas o derivado Fedora pode ser baixado sem
pagamento na própria página da Red Hat http://www.redhat.com/apps/download.

A distribuição Suse (suporte e manuais da versão profissional) aparece
no www.linuxmall.com.br por 10 x R$ 224,00 (!). E, por outro lado,
pode-se baixar diversas versões sem pagamento na própria página do
fabricante http://en.opensuse.org/PT-BR-Download.

Mas o bom mesmo é utilizar distribuições que não visam o lucro e
portanto não são vendidas, como a acima citada e respeitadíssima ONG
Debian e dezenas e dezenas de outras (Ubuntu, Kurumin, Kelix, Poseidon,
GoboLinux, etc.).

Vejam exemplos de distribuições disponíveis para baixar gratuitamente:
http://superdownloads.uol.com.br/linux/distribuicoes
http://www.gratis.com.br/index.mv?pagina=secoes&sistema=Linux&titulo=Linux

Saudações livres!

A moderada ambição financeira de Linus Torvalds

Linus Torvalds concedeu entrevista para a Computer World.

http://computerworld.uol.com.br/mercado/2007/08/09/idgnoticia.2007-08-08.5994055076/

Um fragmento:

Computer World – Muitos programadores fizeram milhões com as novas tecnologias, mas você preferiu permanecer desenvolvendo o Linux. Não acha que perdeu a chance de uma vida ao não criar um sistema proprietário?

– Não, de verdade. Em primeiro lugar, eu vivo muito bem. Tenho uma casa de um bom tamanho e com um belo jardim, onde de vez em quando cervos surgem para comer as rosas (minha mulher prefere as rosas, eu prefiro os cervos, mas no fundo nós não ligamos pra isso). Tenho três filhos e sei que posso bancar a educação deles. Do quê mais eu preciso?

O ponto é o seguinte: um bom programador ganha bem. Um sujeito conhecido mundialmente ganha ainda melhor. Eu simplesmente não preciso criar empresa nenhuma. Além de esta ser a coisa menos interessante que eu possa imaginar para fazer. Eu ODEIO papelada. Jamais poderia tomar conta de empregados mesmo que tentasse. Uma companhia que eu criasse jamais teria sucesso – eu simplesmente não estou interessado! Então, ao invés disso, eu tenho uma boa vida, faço algo que realmente me interessa e que ao mesmo tempo faz a diferença para as pessoas, não só pra mim. E isso me faz bem.

Portanto, acho que teria perdido a chance de uma vida se NÃO tivesse tornado o Linux largamente disponível. Se tivesse tentado torná-lo comercial, ele jamais teria se saído tão bem, nunca teria sido tão relevante, e provavelmente eu estaria estressado. Estou muito feliz com as minhas opções de vida. Eu faço o que me importa e sinto que estou fazendo a diferença.