Últimas Postagens

  • Tutoriais

    Segue abaixo alguns tutoriais e sites de softwares livres de jogos educativos e editores de áudio e vídeo.

    Tux Paint

    Site

    Gcompris

    Site 1

    Site 2

    Site 3

    Site 4

    Tux Math

    Site 1

    Site 2

    Tux type

    Site 1

    Site 2

    Homem Batata

    Site 1

    Site 2

    BrOffice Impress

    Site 1

    Site 2

    Site 3

    Tutorial Como fazer jogos interativos no impress?

    Audacity

    Site 1

    Site 2

    Site 3

    Kaltura

    Site

    Zorelha

    Página

    Artigo 1

    Artigo 2

    Artigo 3

    Artigo 4

    continue lendo
  • Editores de Vídeo

    Olá pessoal! Olhem os seguinte editores de vídeo, eles são softwares livres.

    Editores de vídeo

    Kdenlivehttp://softwarelivrenaeducacao.blogspot.com/2008/11/kdenlive-editor-de-videos-no-linux.html . Não há versão deste programa para Windows, só para Linux. Site: http://www.kdenlive.org.

    Jahshaka – Tutorial: http://szaszak.files.wordpress.com/2008/06/tutorial_jahshaka.pdf . É compatível com Windows. Site para baixar: http://www.baixaki.com.br/download/jahshaka.htm . Site: http://www.jahshaka.com.

    Kino – Tutorial: http://estudiolivre.org/tiki-index.php?page=KinoManualBasico Site: http://www.kinodv.org. Sem versão para Windows.

    Cinelerra
    – Tutorial: http://estudiolivre.org/cinelerra . Site: http://cinelerra.org. Sem versão para Windows.

    Openshot – Site: http://www.openshotvideo.com . Tutorial: http://www.openshotusers.com/help/1.3/pt_BR . Não há versão para Windows.

    AviDeMux – Site: http://avidemux.org . Download: http://www.baixaki.com.br/download/avidemux.htm . Possui versão para Windows. Tutorial: http://havokdan.wordpress.com/2008/06/22/tutorial-avidemux-24-mkvhd-e-mp4hd-para-avi.

    OpenMovie – Site: http://www.openmovieeditor.org . Não possui versão para Windows. Tutorial: http://propirate.net/repos/openme-developers/doc/tutorial_es.html

    Liveshttp://lives.sourceforge.net . Não possui versão para Windows.

    Pitivi – Site: http://www.pitivi.org . Tutorial: http://www.youtube.com/watch?v=EiVBCE3yNEc . Download: http://www.baixaki.com.br/linux/download/pitivi.htm ; Não tem versão para Windows.

    VLMC – Site: http://trac.videolan.org/vlmc . Download: ftp://ftp.videolan.org/pub/videolan/testing/vlmc .

    Kaltura – Site: http://www.kaltura.com . Descrição: http://www.baixaki.com.br/download/kaltura.htm . Tutorial: http://pt.scribd.com/doc/4797126/tutorial-kaltura. É necessário conexão com a Internet. Funciona online.

    VirtualDub http://virtualdub.org. Pré-processador de vídeos em AVI e MPEG. Versão apenas para Windows http://www.baixaki.com.br/download/virtualdub.htm.

    Edição de vídeo em GNU/Linux: http://www.estudiolivre.org/tiki-index.php?page=V%C3%ADdeo .

    Autoria de DVD Devede – Site: http://www.rastersoft.com/programas/devede.html . Versão pra Windows http://www.baixaki.com.br/download/devede.htm.

    Autoria de DVD Bombono http://www.bombono.org. Tutorial http://www.hardware.com.br/artigos/bombono. Versão para Windows http://www.baixaki.com.br/download/bombono-dvd.htm.

    Conversor de formatos Winff – Site: http://winff.org. Possui versão para Windows. Download: http://www.baixaki.com.br/download/winff.htm.

    BLENDERhttp://www.blender.org . Animações em 3D. Versão para Windows http://www.blender.org/download/get-blender.

    continue lendo
  • Normas da ABNT para trabalhos acadêmicos

    No dia 8 de setembro de 2010, a Pró-reitoria de Pesquisa, por meio da Divisão de Iniciação Científica, promoveu o seminário temático “Como elaborar um trabalho acadêmico de acordo com as normas da ABNT 14724 e 10520”, ministrado pela bibliotecária Maria Cristina Burger. A atividade, com uma hora e meia de duração, aconteceu em dois horários: às 10 horas, no auditório do Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados (Av. Bento Gonçalves, 9500 – Campus do Vale) e às 16 horas, no auditório da Faculdade de Ciências Econômicas (Av. João Pessoa, 52 – Campus Centro).

    Eu participei deste seminário e considerei bastante interessante e de grande utilidade para esta etapa que me encontro no Curso de Pedagogia (oitavo semestre), em que tenho de elaborar meu trabalho de conclusão (TCC). Dessa forma, resolvi postar no meu blog dois links que dão acesso à slides elaborados pela bibliotecária Maria Cristina Burger, e que certamente serão de grande utilidade para quem necessita configurar seu trabalho acadêmico nas normas da ABNT.

    O primeiro link é de slides mais antigos, do ano de 2009, mas que contém informações sobre como acessar no site da biblioteca da UFRGS as normas da ABNT.

    Referencias Bibliográficas 2009

    O segundo link dá acesso aos slides apresentados no seminário este ano.

    Normas da ABNT 2010

    Este último link foi retirado do seguinte site http://www.ufrgs.br/psicoeduc/variados/abnt-2010/

    continue lendo
  • Teste de rastreamento automático 2

    Olá Lucia! Estou citando seu blog para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Karol! Estou citando o teu blog para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Deise! Estou citando o teu blog para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Tati! Estou citando o teu blog para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Tise! Estou citando o teu blog para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Cátia! Estou citando o teu blog para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Felipe! Estou citando o artigo no teu blog para que possamos verificar se está tudo bem com o rastreamento automático (trackback).

    continue lendo
  • Teste do rastreamento automático

    Olá Lucia! Estou citando a imagem que você postou para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Karol! Estou citando o teu blog para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Deise! Estou citando o teu blog para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Tati! Estou citando o teu blog para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Tise! Estou citando o teu blog para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Cátia! Estou citando o teu blog para testar o rastreamento automático (trackback).

    Olá Felipe! Estou citando o artigo no teu blog para que possamos verificar se está tudo bem com o rastreamento automático (trackback).

    continue lendo
  • MINITUTORIAL DO EDITOR DE IMAGENS GIMP

    -Para acessar o GIMP, clique em “Aplicativos/Gráficos/GIMP” (caso esteja usando o GNU/Linux com a interface GNOME). Abrirá três janelas: a primeira janela a esquerda é a Caixa de Ferramentas; a janela central é a GIMP; e a janela da esquerda é a de Camadas, Canais, Vetores, Desfazer – Pincéis, Texturas, Degradês.

    -Na janela GIMP, clique com o botão esquerdo do mouse sobre “Arquivo/Abrir/” abrirá uma janela. Selecione uma imagem do computador e clique no botão “Abrir”, ou dê dois cliques sobre a figura com o botão esquerdo do mouse.

    -A figura escolhida aparecerá na janela central (janela GIMP).

    -Na barra de ferramentas da janela GIMP, clique na opção “Filtros/Artísticos/Aspecto de Tecido”, abrirá uma janela em que se pode modificar o foco, azimute, elevação e profundidade. Após, alterar o que for necessário, clique no botão “OK” e veja a alteração na imagem.

    -Clique novamente na opção “Filtros/Combinar/Tira de filme”, abrirá uma outra janela com opções de modificação da tira de filme (altura e cor), da numeração (índice inicial, fonte e cor), seleção de imagens, entre outras. Faça as modificações que desejar e clique em “OK”. Abrirá uma outra janela GIMP com a imagem sob o efeito “Tira de filme”.

    -Agora, na janela GIMP, clique em “Filtros” e explore as possibilidades de edição de imagem disponíveis.

    -Na barra de ferramentas da janela GIMP, cliquem em “Arquivo/Criar/Texturas/Redemoinho ladrilhável”, abrirá uma janela com opções de modificação da profundidade, azimute, elevação, raio do desfoco, altura, largura, quantidade de voltas, aspereza, cor de fundo. Realizadas as modificações desejadas, clique em “OK”. Ao fazer isso, abrirá nova janela GIMP com a textura escolhida.

    -Na terceira janela (janela direita), selecione uma opção de textura.

    -Após, na janela GIMP, clique em “Editar/Preencher com textura”. A sua figura será preenchida com a textura escolhida.

    -Novamente na terceira janela, clique sobre a opção de pincéis, escolha um tipo de pincel, leve o cursor do mouse sobre sua imagem, clique e arraste.

    -Ainda na terceira janela, ao lado da opção de textura, tem a opção de degradês, clique sobre ela e escolha um degradê. Após, na primeira janela (Caixa de ferramentas), clique sobre a quarta ferramenta de cima para baixo e quarta da esquerda para a direita (está entre a figura do balde de tinta e a figura do lápis), esta é a ferramenta de mistura. Depois de selecioná-la, mova o cursor do mouse até a sua imagem, clique, arraste e solte.

    -Na “Caixa de ferramentas” clique na quarta ferramenta de cima para baixo e primeira da esquerda para a direita (está no lado esquerdo da figura de um “A” e sobre a figura de uma borracha), esta é a ferramenta de espelhar. Após clique sobre a imagem. Ao selecionar esta ferramenta, também há a possibilidade de modificar o tipo de espelhamento “Horizontal” ou “Vertical”, esta opção aparece ainda na primeira janela, logo abaixo das ferramentas.

    -Caso você deseje trocar a cor do pincel (cor de frente), na Caixa de ferramentas, é só clicar com o mouse sobre o quadrado que mostra a cor atual (este quadrado aparece logo abaixo das ferramentas, sobreposto a outro quadrado com a cor branca (cor de fundo).

    -Ao selecionar a ferramenta pincel, também é possível fazer alterações: logo abaixo dos botões de ferramentas pode-se modificar o modo, opacidade, pincel, escala, dinâmica de pincel, esvanecer, espelhar, incremental, usar cores do degradê.

    -Explore as funcionalidades do editor de imagens GIMP. Quando quiser salvar seu trabalho clique, na barra de ferramentas da janela GIMP, em “Arquivo/Salvar”, abrirá uma outra janela, escreva o nome do seu trabalho e selecione a pasta em que você deseja salvá-lo, após, clique em “Salvar”.

    continue lendo
  • Sobre “A Guerra dos Navegadores”

    Neste post considerei importante comentar sobre algumas personalidades que aparecem no documentário “A guerra dos navegadores”:

    Tim Berners Lee

    Tim Berners Lee

    Tim Berners Lee, nascido em Londres em 8 de junho de 1955, é um engenheiro britânico e cientista da computação e professor do MIT (Massachusetts Institute of Technology), a quem é creditada a invenção do World Wide Web, fazendo a primeira proposta para sua criação em março de 1989. Em 25 de dezembro de 1990, com a ajuda de Robert Cailliau e um jovem estudante do CERN, implementou a primeira comunicação bem-sucedida entre um cliente HTTP e o servidor através da internet.

    Berners-Lee é o diretor do World Wide Web Consortium (W3C, fundado em 1994), que supervisiona o desenvolvimento continuado da web. Também é o fundador da Fundação World Wide Web e é um pesquisador sênior e titular e fundador da cadeira de 3Com no Laboratório de Inteligência Artificial e Ciência da Computação do MIT (CSAIL). É um diretor da The Web Science Research Initiative (WSRI) e um membro do conselho consultivo do Centro de Inteligência Coletiva do MIT. Em abril de 2009, foi eleito como membro da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, sediada em Washington, D.C. Em 2004, Timothy venceu o Millennium Technology Prize, o que lhe rendeu um milhão de euros.

    Informações retiradas do site:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Tim_Berners-Lee

    Mak Andreessen

    Mak Andreessen

    Mark Andreessen, nasceu em 9 de julho de 1971 em Cedar Falls, Iowa, nos Estados Unidos e criou-se em New Lisbon, em Wisconsin. É o presidente da Opsware, uma empresa de software. Ele é mais conhecido por ser o co-fundador da Netscape Communications Corporation e o co-autor do Mosaic, o primeiro navegador WWW gráfico.

    Andreessen recebeu seu Bacharelado em ciência da computação da Universidade de Illinois. Ele fez estágio durante um verão na IBM, emAustin, no Texas. Ele também trabalhou no Centro Nacional para Aplicativos de Supercomputação, aonde ficou acostumado com oViolaWWW criado por Pei-Yuan Wei que era baseado nos padrões abertos da World Wide Web de Tim Berners-Lee. Estes navegadores antigos de Internet eram criados para funcionar apenas com as antigas e caras estações de trabalho em Unix. Então Andreessen e Eric Bina, trabalhador assalariado do local, trabalharam juntos para criar um navegador que fosse mais amigável, melhor e com gráficos que funcionasse em PCs. O código resultante tornou-se o navegador Mosaic. Andreessen era rápido em responder a todos os comentários e sugestões para o navegador que recebia dos usuários, o que aumentou sua acessibilidade e sua popularidade.

    Após sua graduação da universidade em 1993, Andreessen mudou-se para a Califórnia para trabalhar na Terisa Systems, uma subsidiária da Enterprise Integration Technologies. Andreessen então conheceu Jim Clark, o fundador da Silicon Graphics. Clark estava infeliz com a diretoria superior da Silicon Graphics e estava procurando investir em outras oportunidades. Clark acreditou que o navegador Mosaic tinha grandes oportunidades comerciais e forneceu o investimento inicial. Logo a Mosaic Communications Corporation estava em funcionamento em Mountain View, Califórnia, com Andreessen apontado como vice-presidente. A Universidade de Illinois estava infeliz com o uso do nome Mosaic, então a Mosaic Communications mudou seu nome para Netscape Communications, e o seu navegador tornou-se o Netscape Navigator.

    O alto valor das ações da Netscape em 1995 trouxe Andreessen à imaginação das pessoas. Colocado na capa da revista People e outras publicações, Andreessen tornou-se um ídolopara a nova geração de fanáticos por Internet que se repetiria sempre: jovem, vinte-e-poucos-anos, altamente tecnológica, ambiciosa e valendo milhões (ou bilhões) de dólares praticamente do dia para a noite.

    O sucesso do Netscape chamou a atenção da Microsoft, que reconheceu o potencial da rede e queria se colocar na frente da crescente revolução da Internet. A Microsoft licenciou o código-fonte do Mosaic da Spyglass, Inc., da Universidade de Illinois, e tornou-se no Internet Explorer. A batalha resultante entre as duas empresas ficou conhecida como a guerra dos navegadores; a Microsoft eventualmente (e muitos acreditam que foi inevitavelmente) tornou-se a vencedora, e o Netscape foi comprado em 1999 pela AOL, que tornou Andreessen chefe de tecnologia da empresa.

    Informações retiradas do site:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Marc_Andreessen

    James H. Clark

    James H. Clark

    James H. Clark, nascido em 23 mar 1944 em Plainview no Texas, sofreu uma infância difícil. Ele saiu da escola após ter sido suspenso, e passou quatro anos na Marinha. Clark começou a fazer cursos noturnos na Tulane University’s University College, onde, apesar de sua falta de um diploma do ensino médio, ele foi capaz de ganhar créditos suficientes para ser admitido na Universidade de New Orleans. Lá, Clark ganhou um diploma de licenciatura e de mestrado em física e em seguida, um PhD em ciência da computação da Universidade de Utah em 1974. Clark, em seguida, trabalhou na NYIT’s Computer Graphics Lab, serviu como um professor assistente na Universidade da Califórnia, Santa Cruz 1974-1978, e depois como professor associado de engenharia elétrica na Universidade de Stanford 1979-1982.

    É um prolífico empresário e ex-cientista da computação. Fundou várias notáveis empresas de tecnologia do Vale do Silício, incluindo a Silicon Graphics, Inc., a Netscape Communications Corporation, myCFO e Healtheon. Seu trabalho de pesquisa em computação gráfica leva ao desenvolvimento de sistemas para processamento rápido de imagens de computador. Ele também é dedicado marinheiro e proprietário de vários veleiros high-tech que ele ajudou a projetar.

    Informações retiradas do site:

    http://en.wikipedia.org/wiki/James_H._Clark

    Bill Gates

    Bill Gates

    Bill Gates, nasceu em Seattle em 28 de outubro de 1955, é um magnata, filantropo, autor e, em parceria com o sócio Paul Allen, fundador da Microsoft, a maior e mais conhecida empresa de software do mundo. É um dos pioneiros na revolução do Computador pessoal.

    Gates nasceu em uma família de classe média de Seattle. Seu pai, William H. Gates, era advogado de grandes empresas, e sua mãe, Mary Maxwell Gates, foi professora da universidade de Washington e diretora de bancos. Bill Gates e as suas duas irmãs, Kristanne e Libby, frequentaram as melhores escolas particulares de Seattle, sua cidade natal, e Bill também participou doMovimento Escoteiro ainda quando jovem. Bill Gates, foi admitido na prestigiosa Universidade Harvard, (conseguindo 1590 SATs dos 1600 possíveis) mas abandonou o curso de Matemática e Direito no 3° ano, para dedicar-se à Microsoft.

    Trabalhou na Taito com o desenvolvimento de software básico para máquinas de jogos eletrônicos (fliperamas) até seus 16 anos. Também trabalhou como pesquisador visitante na University of Massachusetts at Amherst, UMASS, Estados Unidos, quando com 17 anos, desenvolveu junto com Paul Allen um software para leitura de fitas magnéticas, com informações de tráfego de veículos, em um chip Intel 8008. Com esse produto, Gates e Allen criaram uma empresa, a Traf-o-Data, porém os clientes desistiram do negócio quando descobriram a idade dos donos.

    Enquanto estudavam em Harvard, os jovens desenvolveram um interpretador da linguagem BASIC para um dos primeiros computadores pessoais a serem lançado nos Estados Unidos – o Altair 8800. Após um modesto sucesso na comercialização deste produto, Gates e Allen fundaram a Microsoft, uma das primeiras empresas no mundo focadas exclusivamente no mercado de programas para computadores pessoais ou PCs.

    Gates adquiriu ao longo dos anos uma fama de visionário (apostou no mercado de software na época em que o hardware era considerado muito mais valioso) e de negociador agressivo, chegando muitas vezes a ser acusado por concorrentes da Microsoft de utilizar práticas comerciais desleais.

    Informações retiradas do site:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Bill_Gates

    continue lendo
  • A INTERNET

    O texto abaixo foi retirado do seguinte site:

    http://www.contactnews.com.br/dados_noticias_interna.php?view_noticia=504

    INTERNET

    DAS ORIGENS À REVOLUÇÃO – SAIBA COMO A INTERNET MUDOU O SEU MUNDO

    03/09/2008

    Série inédita do Discovery Channel relata o impacto da revolução digital e conta com depoimentos dos fundadores do eBay, Google, Yahoo, Amazon e Netscape, além de outros personagens importantes.

    A internet surgiu há pouco menos de 20 anos, mas se integrou tão rapidamente à vida das pessoas que para a grande maioria é impossível imaginar como seria pesquisar, pagar contas, enviar mensagens ou trabalhar sem ter acesso ao mundo virtual. Para desvendar como uma tecnologia desenvolvida por um pequeno grupo de estudantes alcançou relevância mundial em tão pouco tempo, o Discovery Channel produziu uma série de conteúdo inédito. O primeiro episódio de A INTERNET (DOWNLOAD: THE TRUE STORY OF THE INTERNET), será exibido em 3 de setembro, com exclusividade, no site do Discovery Channel (www.discoverybrasil.com/internet). A partir de quinta-feira, 11 de setembro, às 23h, a série começa a ser exibida no canal Discovery e apresentará desde a criação do primeiro sistema de navegação, passando pela concorrência acirrada entre os mecanismos de busca e comércio eletrônico, até os bastidores das bilionárias disputas de poder na Web.

    A série é apresentada por John Heilemann, correspondente especial da revista Wired, uma das mais respeitadas do universo pontocom, além de ser amigo da maioria dos personagens mais importantes do Vale do Silício que se envolveram e contribuíram para o enorme sucesso da internet: fundadores de companhias online bem-sucedidas, como a eBay, Yahoo, Amazon, Netscape, Google e muitas outras. As histórias de como homens e mulheres se transformaram de nerds obcecados por computadores em visionários do século 21, produzindo incontáveis bilhões nesse processo, servem de pano de fundo para revelar como foi o início e o desenvolvimento de uma das maiores revoluções tecnológicas da atualidade.

    Como um bom romance, A INTERNET também mostra as políticas de punhaladas nas costas, as batalhas envolvendo grandes corporações e governo, os momentos de pura genialidade e outros simplesmente hilariantes.

    A seguir descrição de cada um dos quarto episódios que compõem a série.

    A Guerra dos Navegadores

    Estréia: 11 de setembro, às 23h. Reprise: domingo, 14 de setembro, às 19h.

    Esta é a história de uma batalha épica entre a mais forte corporação dos Estados Unidos e um pequeno grupo de nerds que criou uma tecnologia revolucionária. A disputa envolveria o governo dos Estados Unidos, criaria bilhões de dólares em riquezas e mudaria a vida de todos – trata-se da guerra dos navegadores. A janela para o mundo da rede é o navegador – o simples software que permite aos usuários navegar pelo ciberespaço. Para muitos, o Internet Explorer é a opção mais óbvia, mas nem sempre esse foi o único navegador disponível. Após Sir Tim Berners-Lee ter inventado a rede, em 1991, essa corrida começou a direcionar as suas idéias para algo que tivesse um apelo popular universal. Um grupo de estudantes da Universidade de Illinois criou um navegador simples, porém atraente, chamado Mosaic. Sua ascensão meteórica aliada a uma atitude arrogante despertou o gigante adormecido do Vale do Silício – a Microsoft – desencadeando uma reação tão rápida e brutal que faria com que o governo dos Estados Unidos tivesse que intervir. Com relatos das equipes criadoras do Netscape e do Internet Explorer, John Heleimann mostra como um grupo de garotos com uma grande idéia quase desbancou a maior empresa de software do mundo.

    Para assistir ao episódio ‘A Guerra dos Navegadores’ acesse:

    http://www.press.discovery.com/login.cfm?video=095b891b1ed96e08d4e5cbc9db492d484f77868e

    A Pesquisa

    Estréia: 18 de setembro, às 23h. Reprise: domingo, 21 de setembro, às 19h.

    Quando Larry Page e Sergey Brin se voltaram para os problemas da utilização de mecanismos de buscas na internet, muitos não deram atenção. Afinal, o Yahoo havia aparentemente monopolizado o mercado com seu mecanismo de busca onipresente e parecia não existir a necessidade de mudar algo que funcionava bem. Mas os dois intelectuais estavam convencidos que tinham uma maneira melhor para que as pessoas encontrassem o que estavam procurando na então confusa internet. Isso marcou o nascimento do Google, que mudaria tudo. Ao invés de buscas, as pessoas faziam “Googles”. Mas até se transformarem na gigante atual, o desenvolvimento da empresa foi recheado de idéias brilhantes, de oportunidades perdidas e de uma maneira completamente nova de pensar os negócios.

    Para assistir ao episódio ‘A Pesquisa’ acesse:

    http://www.press.discovery.com/login.cfm?video=2c19a013d59cfe4a2c69ab968592e3c5319dbdd1

    eBay e Amazon

    Estréia: 25 de setembro, às 23h. Reprise: domingo, 28 de setembro, às 19h.

    Amazon e eBay, os dois titãs do moderno comércio eletrônico, são bem-sucedidos e também muito diferentes. Neste episódio, seus fundadores, Jeff Bezos e Pierre Omidyar, contam a história de como seus negócios cresceram do nada para o domínio da economia global e mudaram profundamente o modo de vida das pessoas. Quando Jeff Bezos apareceu pela primeira vez com a idéia do Amazon, ninguém acreditava que ela tivesse futuro. Já Pierre Omidyar concebeu o eBay como um hobby que vale hoje 45 bilhões de dólares. Por meio desses e de outros personagens, reviva o crescimento estratosférico da internet e como o mundo passou do desconhecimento total da internet para a super valorização de ações de qualquer companhia pontocom, não importando quão medíocre fosse o seu plano comercial.

    Para assistir ao episódio ‘eBay e Amazon’ acesse:

    http://www.press.discovery.com/login.cfm?video=127d7d8796ff59ef1d6a50ba57a3a3c6ee0e5f5b

    O Futuro Digital

    Estréia: 2 de outubro, às 23h. Reprise: domingo, 5 de outubro, às 19h.

    Tudo começou com o Napster, um meio para a troca de músicas concebido por um adolescente chamado Shawn Fanning, que foi considerado um marco controverso na história da internet. Para alguns, o Napster era um serviço que facilitava o roubo digital. Mas para outros, a maneira revolucionária de compartilhamento de dados do Napster celebrou a popularização do que os primeiros nerds já sabiam o tempo todo: a Web é o lugar perfeito para a colaboração e para formação de comunidades. Mas o sucesso do Napster também foi o motivo da sua queda. A maciça popularidade chamou a atenção do mundo corporativo, que viu as pessoas baixando músicas de graça e entrou com pesados processos contra o Napster e seus usuários. Mas graças a esse sistema os usuários estavam acostumados a colaborar, a comunicar e a compartilhar informações de graça por toda e rede. Embora o Napster tenha sido extinto rapidamente, as sementes haviam sido plantadas para uma nova revolução que iria finalmente liberar todo o potencial da Web, criando a Web 2.0. A partir do Digg, passando por Second Life e grandes sucessos como Wikipedia, Delicious e YouTube, John Heilemann mostra que são os usuários da Net que lhe conferem um grande poder – empresas que entendem e sabem tirar proveito disso têm sido os maiores vencedores da corrida pelo “ouro digital”.

    Para assistir ao episódio ‘O Futuro Digital’ acesse:

    http://www.press.discovery.com/login.cfm?video=5d5e787160f42b24afba19aaafb6c0f541a1d2d8

    SERVIÇO – A INTERNET

    Canal: Discovery Channel

    Data: 11 de setembro, às 23h

    Classificação indicativa: Livre

    continue lendo
  • A Guerra dos Navegadores

    Comentário sobre o vídeo “A guerra dos navegadores”, retirado do site http://www.ufrgs.br/soft-livre-edu/blog/tv-discovery-exibe-versao-sobre-historia-da-internet/

    Vídeo de 42 minutos “A guerra dos navegadores”, que está disponível na Internet. Tem aspectos importantes. Recomendo.

    http://tinyurl.com/video-discovery-tv-navegadores

    Embora esteja faltando abordar vários pontos igualmente importantes… Por exemplo, o fato da Microsoft ter alegado perante a Justiça dos EUA que o navegador Internet Explorer fazia parte – inseparável – do sistema operacional Windows, pois era o mesmo programa que o gerenciador de arquivos Windows Explorer. A Justiça dos EUA aceitou esse argumento, tanto quanto eu saiba. Faça um teste: acione o Windows Explorer e digite www.ufrgs.br na barra de endereços. Imediatamente ele se transforma no Internet Explorer. Mas a Justiça da União Européia acolheu uma ação antitruste contra a Microsoft porque o navegador Internet Explorer é entregue conjuntamente com o sistema operacional Windows.

    http://idgnow.uol.com.br/mercado/2008/01/14/microsoft-enfrenta-duas-novas-investigacoes-antitruste-na-europa

    Desde 2004 a Microsoft está sendo obrigada a vender na Europa uma versão do seu sistema operacional sem o tocador multimídia Windows Media Player.

    http://idgnow.uol.com.br/computacao_pessoal/2007/01/30/idgnoticia.2007-01-30.9142887025/IDGNoticia_view

    O sítio internacional IDG NOW – que é amplamente financiado $$ pelos anúncios publicitários da Microsoft – publicou um pequeno histórico das ações judiciais sofridas pela Microsoft devido à conduta anticompetitiva.

    http://idgnow.uol.com.br/mercado/2006/02/15/idgnoticia.2006-02-15.9675421793

    continue lendo

  • GIMP

    O GIMP é um software livre de edição de imagens www.gimpbrasil.org.

    Vejam dois tutoriais sobre o Gimp: http://www.ufrgs.br/soft-livre-edu/tutorial-gimp e
    http://penta3.ufrgs.br/tutoriais/GIMP.

    Hoje, o Professor Slomp e eu testamos algumas funcionalidades do GIMP, veja as imagens abaixo:

    .

    Foto de Bill Gates antes da edição no GIMP

    Foto de Bill Gates quando foi preso por excesso de velocidade em 1977 (antes da edição no GIMP)

    Edição do GIMP utilizando-se o efeito "foto-antiga"

    Edição do GIMP utilizando-se o efeito “foto-antiga” (Filtros/Decoração/Foto-antiga)

    Edição utilizando o efeito "fotocópia"

    Edição utilizando o efeito “fotocópia” (Filtros/Artísticos/Fotocópia)

    Figura de borboleta

    Figura de borboleta

    Efeito "arredondar cantos"

    Efeito “arredondar cantos” (Filtros/Decoração/Arredondar Cantos)

    Efeito "aspecto de tecido"

    Efeito “aspecto de tecido” (Filtros/Artísticos/Aspecto de Tecido)

    Efeito "desfocar pixelizar gimp"

    Efeito “pixelizar” (Filtros/Esbater/Pixelizar)

    Efeito "Entalhar"

    Efeito “Entalhar” (Filtros/Distorções/Entalhar)

    Efeito "esculpir"

    Efeito “esculpir” (Filtros/Distorções/Esculpir)

    Efeito "fractal"

    Efeito “fractal” (Filtros/Renderizar/Natureza/Fractal)

    Efeito "mosaico"

    Efeito “mosaico” (Filtros/Mapear/Mosaico)

    Efeito "textura de tela"

    Efeito “textura de tela” (Filtros/Artísticos/Textura de Tela)

    Efeito "tira de cinema"

    Efeito “tira de filme” (Filtros/Combinar/Tira de Filme)

    Imagem da Estátua Marco Aurelio

    Imagem da Estátua Marco Aurelio

    Efeito "cubismo"

    Efeito “cubismo” (Filtros/Artísticos/Cubismo)

    Imagem natureza morta

    Imagem natureza morta

    Efeito "impressionismo"

    Efeito “impressionismo” (Filtros/Artísticos/GIMPressionista)

    Esses e muitos outros efeitos são possíveis aplicar em uma imagem através do GIMP, na barra de ferramentas da janela onde aparece a imagem, clicando-se na opção “Filtros”.

    continue lendo