História

O trabalho com orientação profissional e aconselhamento de carreira na UFRGS nasceu a partir da necessidade de uma prática de orientação profissional vinculada à disciplina de Seleção e Orientação Profissional do Curso de Psicologia. Essa prática foi se estruturando de tal forma que, em 1991, foi criado o Serviço de Orientação Vocacional, um projeto ligado à Pró-Reitoria de Extensão. Em 1993 passou a chamar-se Serviço de Orientação Profissional, já que o foco do trabalho foi ampliado para atender não apenas adolescentes em processo de escolha profissional, mas também adultos em transições de carreira, desadaptados ocupacionalmente ou preocupados em construir um projeto profissional mais satisfatório. Por motivos operacionais, no ano de 2003 o SOP uniu-se a outro laboratório, o Centro de Avaliação Psicológica (CAP), passando a constituir o Centro de Avaliação Psicológica, Seleção e Orientação Profissional (CAP-SOP). A partir de 2012, no entanto, o SOP e o CAP tornaram-se novamente projetos independentes e passaram a integrar o Centro Integrado de Pesquisa e Atenção à Saúde do Instituto de Psicologia (CIPAS).

A responsável pela criação do SOP e pela consolidação da área de orientação profissional dentro do Instituto de Psicologia foi a professora Dra. Maria Célia Pacheco Lassance, que coordenou o serviço desde a sua criação até sua aposentadoria em 2013. A partir de 2006, o serviço passou a contar com a colaboração do professor Marco Antônio Pereira Teixeira, que é o atual coordenador do SOP.

Atualmente, o serviço conta com dois professores da área de orientação profissional. Além destes profissionais, uma vez que o SOP é um espaço de formação em sua base, contamos com alunos de graduação em Psicologia em fase de estágio curricular, alunos de mestrado e doutorado, e psicólogos extensionistas em curso de educação continuada.

A crescente demanda pelo serviço reflete o ritmo acelerado do aumento das dificuldades que jovens e adultos percebem frente a um mercado de trabalho em constante mutação e em constante ampliação nas suas possibilidades de inserção. Ao longo dos anos, o aumento no número de clientes que já eram alunos da própria UFRGS motivou a criação de um outro serviço voltado exclusivamente aos estudantes de graduação e pós-graduação da universidade: o Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE).

Hoje, SOP e NAE são locais de extensão, ensino e pesquisa na área de orientação profissional e aconselhamento de carreira, pilares sobre os quais assenta-se a excelência universitária e através dos quais temos desenvolvido uma tecnologia de atendimento, dentro de uma abordagem que chamados de integrada. O SOP e o NAE são administrados e têm sua construção teórica a cargo de todos os que deles participam. Profissionais e estagiários com referenciais teóricos distintos têm feito desta convivência o foco de nossa riqueza: valorizamos as diferenças e com elas nos beneficiamos continuamente. Nossa abordagem integrada tem como centro o cliente e a eficácia, e como referenciais teóricos as abordagens desenvolvimentista de Donald Super, cognitiva de Denis Pelletier e, mais recentemente, a perspectiva construtivista de Mark Savickas.