Junho Vermelho

O Junho Vermelho é o mês voltado para valorização e conscientização sobre a doação de sangue no Brasil.

Desde 2015, o Ministério da Saúde caracteriza o mês de junho como período voltado para a valorização e conscientização sobre a doação de sangue no país, através da campanha “Junho Vermelho”. Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) escolheu o dia 14 de junho como Dia Mundial do Doador de Sangue, em homenagem a Karl Landsteiner, imunologista que em 1930 ganhou o Prêmio Nobel pela classificação do sistema ABO e pela descoberta do fator Rh.

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), apenas 1,6% dos brasileiros doam sangue, sendo que o número ideal seria entre 3% a 5%. No país, em junho são registrados os menores índices de doação, um dos motivos que faz com que a campanha seja realizada neste mês. É neste período em que as temperaturas começam a ficar mais baixas e também, é quando percebe-se um aumento da incidência de infecções respiratórias, levando as pessoas a se recolherem, deixando-as menos propensas a sair de casa.

A pandemia de covid-19 agravou ainda mais este cenário. O Ministério da Saúde estima que o medo por parte da população de contaminação pelo vírus pode ter causado uma diminuição da ordem de 15% a 20% no total de doações de sangue em comparação ao número registrado em 2019. 

A doação de sangue é essencial e como forma de evitar aglomerações, para que não haja riscos de transmissão do novo coronavírus, muitos hemocentros mudaram suas rotinas de coleta. Os centros iniciaram o agendamento on-line individual para realização das doações e ampliaram as medidas de segurança. Para fazer a inscrição, basta entrar no site do banco de sangue de sua preferência e verificar a disponibilidade de data e horário. 

Algumas regras foram adicionadas: além dos pré-requisitos padrão, quem for diagnosticado com a covid-19 ou estiver com suspeita e sintomas da doença não deve doar sangue por pelo menos 30 dias após a recuperação completa. Pessoas gripadas ou resfriadas devem seguir a mesma especificação.

São pré-requisitos para a doação de sangue:

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Apresentar documento oficial de identidade com foto;
  • Ter idade entre 16 e 69 anos, sendo que os candidatos a doadores com menos de 18 anos deverão estar acompanhados pelos pais ou por responsável legal;
  • Pesar no mínimo 50 quilos com desconto de vestimentas;
  • O limite de idade para a primeira doação é de 60 anos;
  • Não estar em jejum e evitar alimentação gordurosa;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas antes da doação;
  • Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação;
  • Não fumar pelo menos duas horas antes da doação.

Cuidados básicos para evitar a transmissão do vírus como uso de máscaras, higiene das mãos e distanciamento social devem ser mantidos para garantir a segurança efetiva.

Atente-se para as recomendações, busque mais informações nos hemocentros mais próximos e agende sua coleta. O procedimento é simples, rápido e seguro.

Doar sangue é doar vida.

Confira maiores informações no site do Ministério da Saúde.

Conheça nossas demais Campanhas, o Calendário Nacional de Saúde e fique por dentro de tudo que acontece durante o ano todo.

Conheça nosso calendário Conhecer