Gripe, H1N1 e resfriado: Você sabe a diferença?

Publicado em 27/04/16

Gripe, H1N1 e resfriado Você sabe a diferença

Tosse, febre alta, dor de cabeça, cansaço, coriza. Estes são alguns dos sintomas mais recorrentes de gripes e viroses, doenças que começam a ter maior incidência nesse período do ano. Mas quais são as diferenças entre elas e as variações de gripe?

Saiba alguns conceitos pouco conhecidos sobre as doenças que mais incomodam no inverno:

Síndrome Gripal

As viroses e os diferentes tipos de gripes têm sintomas parecidos e nem sempre podem ser distinguidos pela intensidade e duração destes sinais.

O conjunto de características: febre acima de 38º, dor de cabeça e tosse é denominado clinicamente como síndrome gripal, porém nem toda pessoa que apresenta a síndrome gripal está necessariamente com o vírus da gripe.

Conforme a Drª Cynthia Goulart Molina-Bastos, Teleconsultora do TelessaúdeRS/UFRGS, o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde sobre influenza mostra que aproximadamente 40% das síndromes gripais são causadas por vírus Influenza, e os outros 60% são quadros virais por outros vírus respiratórios.

Vírus da Gripe X vírus do Resfriado

A gripe é uma infecção causada pelo vírus Influenza.

Existem atualmente 3 tipos de vírus, com muitas variações e grande capacidade de modificação. Esses vírus são responsáveis pela ocorrência de dores e febre com maior intensidade, normalmente piores até o terceiro dia, e com duração de cerca de 7 dias ou mais. O grupo de vírus que podem causar as conhecidas “viroses” ou resfriados são vírus que causam sintomas mais brandos, e por isso causam dores e desconforto em menor intensidade e costumam ser combatidos naturalmente pelo organismo em três ou quatro dias, raramente geram complicações

Gripe A e H1N1

Segundo a Drª. Cynthia Goulart Molina-Bastos, as variações do vírus Influenza, causador da gripe são divididas em três grupos virais: A, B e C. O que os diferencia basicamente:

  • Influenza tipo A: grupo com alta circulação no Brasil nos últimos anos. Entre eles estão os vírus H5N3 e o H1N1, também chamado de gripe A. Na verdade, o H1N1é uma das muitas variações de gripe A, ele é mais difícil de ser combatido pelo organismo e pode levar a morte se não for tratado corretamente. O Influenza A H1N1 é considerado o vírus mais letal entre as variações de Influenza.
  • Influenza tipo B: grupo com uma circulação variável no Brasil, menos letal que o vírus A.
  • Influenza tipo C: esta é variação de vírus que é combatida com mais facilidade pelo organismo e acaba não tendo relevância epidemiológica

GIF

Dúvidas sobre gripe para toda a população do Rio Grande do Sul:

Ligue – 0800 645 3308

Acesse – www.telessauders.ufrgs.br/gripe

Você Sabia?

  1. Toda pessoa desenvolve naturalmente anticorpos contra os vírus de gripe já contraídos durante a vida. Como os tipos de vírus sofrem variações de uma região para outra, é comum para algumas pessoas ficarem gripadas ao viajar, pois entram em contato com uma variação desconhecida de Influenza.
  1. A vacina trivalente distribuída nos postos de saúde abrange dois tipos de Influenza A (entre eles o H1N1) e um tipo de Influenza B. A vacina quadrivalente protege contra os mesmos tipos de Influenza e uma variação a mais do tipo B. Entre estas variações de vírus, a que tem maior necessidade de vacinação é o H1N1, pois é o maior responsável por mortes.
  1. Não existe até o momento uma medicação específica para combater a gripe. Os remédios existentes aliviam os sintomas como a febre, dor de cabeça e coriza, mas o responsável pela eliminação do vírus é o próprio sistema imunológico humano. Alguns medicamentos chamados antivirais são recomendados para combater vários vírus, e só podem ser utilizados com recomendação médica. Nos casos de infecção por gripe e fator de risco para complicações o uso da medicação antiviral é indicado.

 

Leia também:

Inicia hoje campanha RSContraGripe

População pode telefonar para 0800 e receber orientações sobre cuidados com a gripe e quando procurar atendimento médico

 

 

Gostou do Nosso Conteúdo? Compartilhe com seus contatos:

Notícias Relacionadas