Depressão na adolescência: como diagnosticar e tratar

Publicado em 20/04/17

depressao

Notícias sobre um jogo com tendências depressivas, voltado para adolescentes, tiveram grande repercussão, nos últimos dias, na grande mídia e redes sociais.

O TelessaúdeRS-UFRGS faz um alerta aos profissionais de saúde e à população sobre o tema, que reacende o debate sobre a depressão.

Convidamos o médico Dr.  Thiago Botter Maio Rocha, Psiquiatra da Infância e da Adolescência,  para falar sobre a doença que atinge 11,5 milhões de brasileiros, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), e responder, entre outras perguntas:

Como os pais e responsáveis devem agir junto aos jovens?

Quais medidas os profissionais de saúde devem tomar ao se deparar com pacientes em estado depressivo?

Confira também a nota emitida pela Secretaria Municipal de Porto Alegre para os serviços de saúde municipais, na quarta-feira, 19 de abril. Nela são elencados sinais característicos que podem ser observados nas crianças e adolescentes com problemas de depressão. Clique aqui

Confira com atenção os conteúdos que seu filho acessa na internet. Ao observar qualquer movimentação ou contato estranho pelas redes sociais, denuncie!

Pela mídia social Facebook é possível denunciar um conteúdo inadequado, basta ir ao canto superior direito da publicação e clicar em “Denunciar Publicação”. O Facebook irá abrir uma caixa de diálogo que lhe perguntará por qual motivo está denunciando. Escolha um dos motivos, como por exemplo “Conteúdo violento ou prejudicial”. Clique em concluir.

No WhatsApp caso algum desconhecido entre em contato com mensagens estranhas, clique no canto superior direito e em “Denunciar como spam e bloquear”

No Instagram, clique no canto superior direito e “Denunciar…”, escolha a opção “é inapropriada” e bloqueie o usuário.

Qualquer outra ação, em casos de ameaças ou se tiver materiais que comprovem a ação de pessoas de má índole, tire print (foto da tela) e ligue para o Disque-Denúncia, número 181. O canal funciona 24 horas por dia e os sete dias por semana.

Não hesite, denuncie!

Os profissionais de saúde da Atenção Primária à Saúde que tiverem dúvidas em relação ao diagnóstico e manejo de pacientes podem entram em contato conosco pelo 0800 644 6543, disponível para enfermeiros e médicos das Unidades de Saúde do Brasil, ou pela Plataforma de Telessaúde, voltada para os outros profissionais de saúde da Atenção Primária Saúde (APS).

Depressão: como identificar um caso?

Faça download do app ADDS – Apoio ao diagnóstico de Depressão e Avaliação do Risco de Suicídio.

Curso EaD sobre saúde mental na Atenção Primária à Saúde para médicos

Gostou do Nosso Conteúdo? Compartilhe com seus contatos:

Notícias Relacionadas