Manual de Teleconsultas na APS é lançado pelo TelessaúdeRS-UFRGS e SMS-POA

22/06/2020

O TelessaúdeRS, núcleo de telemedicina da UFRGS, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre (SMS), elaborou e disponibilizou o Manual de Teleconsultas na Atenção Primária de Saúde. O lançamento do novo manual deu-se pela necessidade de um material de apoio aos profissionais de saúde após a publicação da Instrução Normativa 23/2020, que regulamenta a realização de atividades clínicas remotas nas unidades de Atenção Primária da capital.

Diante da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) e as indicações de distanciamento social, as unidades de saúde passaram por mudanças nos processos de gestão e por restrição de atendimentos. Na APS, a redução do acesso da população ao serviço de saúde favorece o aumento das taxas de descompensação dos doentes crônicos e podem acabar exigindo recursos inexistentes.

 “Nesse contexto, é necessário manter as atividades clínicas aos pacientes e os princípios dos serviços de saúde, não causando danos e riscos às pessoas”, afirma a médica Diane Nascimento, coordenadora da Atenção Primária de Saúde da SMS. Assim,, a regulamentação das ações de teleconsulta apresenta-se para garantir o cumprimento dos atributos básicos da APS e a interação, mesmo a distância, entre profissional e paciente. Para isso, equipamentos de tecnologia e internet serão oferecidos pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre às equipes de saúde, para que possam promover efetivamente a prática.

A teleconsulta caracteriza-se pelo atendimento remoto mediado por tecnologia, no qual o profissional de saúde e o paciente estão em espaços geográficos diferentes. O profissional fica autorizado a oferecer assistência pré-clínica, monitoramento e diagnóstico. Em caso de necessidade, pode encaminhar o paciente ao atendimento presencial. 

O material elaborado por colaboradores do TelessaúdeRS e da SMS apresenta as definições e atribuições da teleconsulta dentro da APS, os processos de preparação e execução por parte do profissional, além de referências para suporte. Marcos Mendonça,  médico teleconsultor do TeleRS, colaborou na construção do manual de teleconsulta e frisa sobre a importância das ferramentas de comunicação remota: “É uma oportunidade das unidades de saúde se conectarem aos pacientes nesse momento que precisamos de distanciamento social”.

Com dúvida clínica?

conheça nossa teleconsultoria

Essa resposta foi gerada a partir de uma da mais de 100 mil teleconsultorias realizadas por nós atráves do 0800 644 6543, canal gratuito para resolução de dúvidas de profissionais da saúde de todo o Brasil.

+ Lidas

acessar todas

Avaliação das Evidências Científicas sobre o uso de Hidroxicloroquina/Cloroquina como terapia específica para COVID-19