Unidade remota do Teleoftalmo é inaugurada em Farroupilha

Publicado em 25/10/17

teleoftalmo_noticia

A partir de hoje a saúde pública de Farroupilha receberá um novo projeto de telemedicina que buscará agilizar o acesso da população ao diagnóstico de oftalmologia e reduzir a fila de espera por consultas especializadas. A unidade remota do Teleoftalmo – Olhar Gaúcho no município foi inaugurada hoje,  27 de outubro,  na Unidade Básica de Saúde do Bairro América.  O município sediará uma das oito unidades no Estado.

Duas unidades estão instaladas em Porto Alegre e uma nas cidades de Farroupilha e Santa Rosa. Cada uma atenderá preferencialmente os pacientes de sua macrorregião de saúde.

O projeto Teleoftalmologia como Estratégia de Atenção Integral à Saúde Ocular é uma iniciativa  do TelessaúdeRS-UFRGS, do Hospital Moinhos de Vento, do Ministério da Saúde, pelo PROADI-SUS,  do Governo do Estado e da Prefeitura de Farroupilha.

O Teleoftalmo atende crianças a partir de 8 anos e adultos com dificuldades de visão. Conforme o diagnóstico, o paciente poderá ter seu problema resolvido na própria unidade básica de saúde. Além disso, os casos que necessitarem de avaliação com especialista, terão prioridade no encaminhamento ao oftalmologista.

 

tel

Como funciona o serviço

O médico do posto de saúde envia sua solicitação via Plataforma de Telessaúde (www.plataformatelessaude.ufrgs.br), e a equipe do TelessaúdeRS-UFRGS efetua o agendamento com o paciente. O exame é realizado remotamente pelos oftalmologistas do projeto, com apoio presencial do médico clínico e da equipe de enfermagem. O laudo é enviado pela Plataforma de Telessaúde/MS para o médico solicitante com recomendações de conduta. Diante da necessidade de lentes corretivas, os óculos poderão ser fornecidos sem custo ao paciente. Cada consultório terá capacidade de realizar mais de 500 atendimentos por mês.

A avaliação no TeleOftalmo inclui: aferição da acuidade visual e teste de refração para medida do grau de óculos; medida da pressão ocular; fotodocumentação para avaliação de córnea, catarata e fundo do olho; e testes de estrabismo.

 

Saiba mais sobre o projeto aqui

Gostou do Nosso Conteúdo? Compartilhe com seus contatos:

Notícias Relacionadas