Quais as causas e qual a investigação inicial de leucopenia?

Publicado em 24/11/2017

Pergunta-da-Semana

Diversas condições clínicas podem desencadear leucopenia. A anamnese deve revisar sinais e sintomas, morbidades, medicações em uso e complicações infecciosas associadas à leucopenia. O exame físico pode mostrar linfonodomegalias e/ou esplenomegalia, lesões de pele, sinais de hepatopatia crônica ou sinais de outras patologias.  Essa avaliação inicial orientará a investigação subsequente a ser realizada.

Considera-se leucopenia a contagem total de leucócitos abaixo do limite inferior normal para a população. De maneira geral, a contagem de leucócitos é normal entre 3.500 a 10.500 células/µL, com predomínio de neutrófilos segmentados. Deve-se avaliar a gravidade e a duração da leucopenia (revisar hemogramas anteriores, se houver) e avaliar o diferencial (neutropenia ou linfopenia). A revisão microscópica do hemograma também pode auxiliar no diagnóstico, se demonstrar alterações.

leucopenia
Fonte: TelessaúdeRS-UFRGS adaptado de BERLINER (2017).

Pacientes com febre e neutropenia (< 1.500 neutrófilos/µL) ou aqueles com citopenias com critérios de gravidade (quadro abaixo) devem ser encaminhados para investigação em serviços de urgência/emergência. Já pacientes que não apresentem critérios de gravidade e não tenham causa definida para a leucopenia, mesmo após investigação inicial na atenção primária, deverão ser encaminhados para avaliação ambulatorial com hematologista.

leucopenia1
Fonte: TelessaúdeRS-UFRGS (2016).

 

Referências

BERLINER, N. Approach to the adult with unexplained neutropenia [Internet]. Waltham (MA): UpToDate, 2017. Disponível em: <http://www.uptodate.com/contents/approach-to-the-adult-with-unexplained-neutropenia>. Acesso em: 21 nov. 2017.

BRAR, R. S. et al. Consultative Hematology. In: KAUSHANSKY, K. et al. Williams Hematology. 9th ed. New York, NY: McGraw-Hill, 2016.

DYNAMED PLUS. Record n. 116576, Neutropenia – approach to the patient [Internet]. Ipswich (MA): EBSCO Publishing, 2016. Disponível mediante login e senha em: <http://www.dynamed.com/topics/dmp~AN~T116576/Neutropenia-approach-to-the-patient>. Acesso em: 2 out. 2017 via portal periódicos (saude.gov.br).

RICE, L.; JUNG, M. Neutrophilic leukocytosis, neutropenia, monocytosis and monocytopenia. In: HOFFMAN, R. et al. Hematology: Basic principles and practice. 6th ed. Philadelphia: Elsevier, 2013.

TELESSAÚDERS-UFRGS. RegulaSUS: protocolos de regulação ambulatorial: hematologia. Porto Alegre: TelessaúdeRS, 2016. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/telessauders/documentos/protocolos_resumos/protocolo_encaminhamento_hematologia_20161108.pdf>. Acesso em: 21 nov. 2017.

 Teleconsultoria respondida por: Carolina da Fonte Pithan, Teleconsultora do TelessaúdeRS-UFRGS, Médica Hematologista, Doutoranda em Epidemiologia pela UFRGS, Mestre em Epidemiologia pela UFRGS. Especialista em Epidemiologia e Pesquisa Clínica pela Universidade de Erasmus, Netherlands Institute of Health Sciences, Residência Médica em Hematologia e Hemoterapia no HCPA, Residência Médica em Clínica Médica no Hospital Nossa Senhora de Pompeia  e graduada em Medicina pela UFRGS, Luíza Emília Bezerra Medeiros, Médica e Teleconsultora do TelessaúdeRs-UFRGS, com residência médica em Medicina da Família e Comunidade pelo HCPA, graduada em Medicina pela UFRN.

Gostou do Nosso Conteúdo? Compartilhe com seus contatos:

Notícias Relacionadas