O que é fenômeno de Raynaud e como diferenciar o primário do secundário?

27/05/2019

O fenômeno de Raynaud (FR) é uma resposta vascular exagerada à temperatura fria ou ao estresse emocional que cursa com alteração da cor da pele dos dedos de mãos e/ou pés. Considera-se que a vasoconstrição anormal das artérias digitais e das arteríolas cutâneas ocorra devido a um defeito local nas respostas vasculares.

O FR é considerado primário se os sintomas ocorrerem isoladamente, sem evidência de outra doença relacionada, como lúpus eritematoso sistêmico, esclerose sistêmica, distúrbios hematológicos, hipotireoidismo, alterações vasculares, enxaqueca, exposições ambientais (como exposição a cloreto de polivinila (PVC) e síndrome de vibração mão-braço associada à exposição ocupacional a máquinas vibrantes), síndrome do túnel do carpo, fibromialgia, drogas e toxinas (como nicotina, cocaína, estrogênio, narcóticos, agentes simpaticomiméticos, derivados do ergot, clonidina, interferon, quimioterápicos).

Estimativas da prevalência do fenômeno de Raynaud na população em geral variam de 3 a 20% em mulheres e 3 a 14% em homens. FR é mais comum entre jovens e familiares de pacientes com FR. Há associação com enxaqueca e tabagismo. Nos pacientes com fenômeno de Raynaud, ele é primário em 80 a 90% do casos e secundário em 10 a 20%.

A avaliação começa com as três perguntas de triagem para o FR:

  • Os seus dedos são excepcionalmente sensíveis ao frio?
  • Seus dedos mudam de cor quando expostos a temperaturas frias?
  • Os seus dedos ficam brancos, azuis/roxos ou ambos?

O FR pode ser diagnosticado se o paciente tiver resposta positiva para as três perguntas ou se for visualizado um ataque durante o exame físico. Após o diagnóstico é importante identificar se o Raynaud é primário ou secundário.

Algumas características clínicas aumentam a suspeita de causa secundária:

  • Idade de início mais tardio (maior que 40 anos);
  • Sexo masculino;
  • História de um precipitante conhecido;
  • Vasoespamo durante todo o ano;
  • Eventos graves dolorosos com sinais de isquemia tissular (ulceração/microcicatrizes);
  • Ataques assimétricos;
  • Sinais ou sintomas de outra doença associada (como por exemplo: esclerodactilia, rash malar);
  • Capilares do leito ungueal anormais;
  • Parâmetros laboratoriais anormais que sugerem doença vascular ou distúrbio autoimune;
  • Sinais ou sintomas isquêmicos proximais aos dedos (como mão/pé ou braço/perna) .

São critérios de diagnóstico definitivo de Raynaud primário, quando todos os itens abaixo estiverem presentes:

  • Ataques reversíveis de palidez ou cianose de extremidades;
  • Pulsos periféricos fortes e simétricos;
  • Ausência de microcicatrizes (“pitting scars”), úlceras ou gangrena digital;
  • Ausência de anticorpos antinucleares;
  • Capilaroscopia periungueal normal.

Não é necessário realizar nenhum teste para pacientes com suspeita de FR primário, podendo ser feito um diagnóstico presuntivo de FR primário, na ausência de características clínicas de FR secundário. No entanto, em pacientes com suspeita clínica de FR secundário, deve-se considerar exames diagnósticos conforme a suspeita clínica da condição subjacente.

Referências:

Wigley FM. Clinical manifestations and diagnosis of the Raynaud phenomenon [Internet]. Waltham (MA): UpToDate, Inc.; 2018 [acesso em 24 maio 2019]. Disponível em: https://www.uptodate.com/contents/clinical-manifestations-and-diagnosis-of-the-raynaud-phenomenon

Wigley FM. Pathogenesis of the Raynaud phenomenon [Internet]. Waltham (MA): UpToDate, Inc.; 2018 [acesso em 24 maio 2019]. Disponível em: https://www.uptodate.com/contents/pathogenesis-of-the-raynaud-phenomenon

Hochberg, MC, Rheumatology. 7ª ed. Filadélfia: Elsevier; 2019.

Vasconcelos JTS, editor. Livro da Sociedade Brasileira de Reumatologia. 1ª ed. Barueri (SP): Manole; 2019.

Wigley FM, Flavahan NA. Raynaud’s Phenomenon. N Engl J Med. 2016 Aug 11;375(6):556-65.

West SG, editor. Rheumatology secrets. 3rd ed. Philadelphia: Elsevier; 2015. p. 452-461.

Dynamed Plus. Record nº T115788, Raynaud phenomenon [Internet]. Ipswich (MA): EBSCO Information Services; 2017 [acesso em 24 maio 2019]. Disponível mediante senha e login em:  http://www.dynamed.com/topics/dmp~AN~T115788/Raynaud-phenomenon

Teleconsultoria por:

Guilherme Leví Tres

Reumatologista

ver Lattes

Revisão por:

Natália Sarzi Sartori

Reumatologista

ver Lattes

Elise Botteselle de Oliveira

Médica de Família e Comunidade

ver Lattes

Outras Perguntas

Como realizar avaliação e manejo inicial do paciente com comportamento suicida na APS?

10 min leitura ler mais

Quais são as indicações de punção lombar na investigação de sífilis?

3 min leitura ler mais

Qual é o tratamento para doença inflamatória pélvica (DIP)?

8 min leitura ler mais

Qual o manejo da candidíase oral na primeira infância?

5 min leitura ler mais

Como manejar a constipação intestinal em adultos na Atenção Primária à Saúde?

7 min leitura ler mais