Qual é o tratamento alternativo para sífilis, na impossibilidade do uso de penicilina?

06/06/2016 - atualizada em: 16/08/2019

Na indisponibilidade de tratamento com penicilina, em pacientes não gestantes, o tratamento pode ser realizado com doxiciclina, conforme a tabela:

Estadiamento Tratamento alternativo
Sífilis primária, secundária ou latente recente (menos de dois anos de evolução) Doxiciclina 100 mg, via oral, de 12 em 12 horas, por 15 dias
Sífilis latente tardia (mais de dois anos de duração) ou latente com duração ignorada ou sífilis terciária Doxiciclina 100 mg, via oral, de 12 em 12 horas, por 30 dias

O acompanhamento clínico e laboratorial após o tratamento alternativo deve ser rigoroso, para garantir resposta clínica e cura sorológica.

Clique aqui para ler sobre o monitoramento após o tratamento para sífilis.

Todas as parcerias devem ser testadas e receber tratamento, quando indicado, na mesma oportunidade. A avaliação e tratamento das parcerias sexuais é crucial para interromper a cadeia de transmissão da sífilis.

Clique aqui para ler sobre o tratamento das parcerias sexuais.

Os tratamentos alternativos só devem ser utilizados quando houver histórico de alergia/anafilaxia após uso de penicilina ou na falta de penicilina.

A região ventro-glútea é a via preferencial para aplicação da penicilina, por ser livre de vasos e nervos importantes, sendo tecido subcutâneo de menor espessura, com poucos efeitos adversos e dor local. Outros locais alternativos para aplicação são a região do vasto lateral da coxa e o dorso glúteo. A presença de silicone (prótese ou silicone líquido industrial) nos locais recomendados para aplicação intramuscular podem impossibilitar a aplicação de tratamentos injetáveis, sendo, nesse caso, recomendada a doxiciclina.

Se a paciente for gestante ou estiver amamentando e tiver história de reação leve a moderada, sem anafilaxia após uso de penicilina, deve-se realizar o tratamento com penicilina. Se a paciente for gestante ou estiver amamentando e tiver história de reação grave/anafilaxia após uso de penicilina, deve-se encaminhar para dessensibilização.

A benzilpenicilina benzatina é a única opção segura e eficaz para tratamento adequado das gestantes. Qualquer outro tratamento realizado durante a gestação, para fins de definição de caso e abordagem terapêutica de sífilis congênita, é considerado tratamento não adequado da mãe. Assim, o recém-nascido será notificado como sífilis congênita e submetido a avaliação clínica e laboratorial.

Não existem estudos controlados em gestantes que tenham determinado a eficácia da ceftriaxona no tratamento do feto, e por essa razão não é uma medicação recomendada para o tratamento de sífilis na gravidez. Segundo protocolo da OMS, para gestante com sífilis recente (primária, secundária e latente recente), em situações especiais como o desabastecimento, pode-se utilizar Ceftriaxona 1g, via intramuscular, por 10 a 14 dias, desde que a gestante não apresente histórico de anafilaxia/reação grave à penicilina, devido ao risco de reação alérgica cruzada com uso de cefalosporinas. Nesses casos, será necessário notificar/investigar e tratar a criança para sífilis congênita. Para os casos de sífilis tardia ou de duração desconhecida, não existem outras opções terapêuticas na literatura.

Referências:

  1. Brasil. Ministério da Saúde. Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas: atenção integral às pessoas com infecções sexualmente transmissíveis. Brasília: Ministério da Saúde, 2019. Disponível em: <http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2015/protocolo-clinico-e-diretrizes-terapeuticas-para-atencao-integral-pessoas-com-infeccoes>.
  2. Brasil. Ministério da Saúde. Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para prevenção da transmissão vertical de HIV, sífilis e hepatites virais. Brasília: Ministério da Saúde, 2019. Disponível em: <http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2015/protocolo-clinico-e-diretrizes-terapeuticas-para-prevencao-da-transmissao-vertical-de-hiv>.
  3. Hicks CB, Clement M. Syphilis: Treatment and monitoring. Waltham (MA): UpToDate Inc.; 2016 [atualizado em 2018 Mai 21, citado em 2019 Ago]. Disponível em: <www.uptodate.com/contents/syphilis-treatment-and-monitoring>.
  4. Errol RN, Charles BH. Syphilis in pregnancy. Waltham (MA): UpToDate, Inc.; 2019 [citado em 2019 Ago]. Disponível em: <https://www.uptodate.com/contents/syphilis-in-pregnancy>.
  5. Dynamed. Record No. 115619, Primary syphilis [Internet]. Ipswich (MA): EBSCO Information Services, 1995 [atualizado em 30 nov. 2018]. Disponível em: <http://www.dynamed.com/login.aspx?direct=true&site=DynaMed&id=115619>.
  6. Dynamed. Record No. 115040, Latent syphilis [Internet]. Ipswich (MA): EBSCO Information Services, 1995 [atualizado em 30 nov. 2018]. Disponível em: <http://www.dynamed.com/login.aspx?direct=true&site=DynaMed&id=115040>.
  7. World Health Organization. WHO Guideline for the treatment of Treponema pallidum (syphilis). Geneva: WHO; 2016. Disponível em: <https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/249572/9789241549806-eng.pdf?sequence=1>.
  8. Kimberlly GB, Roland S. Allergy evaluation for immediate penicillin allergy: Skin test-based diagnostic strategies and cross-reactivity with other beta-lactam antibiotics [Internet]. Waltham (MA): UpToDate, Inc.; 2017 [citado em 2019 Ago]. Disponível em: <https://www.uptodate.com/contents/allergy-evaluation-for-immediate-penicillin-allergy-skin-test-based-diagnostic-strategies-and-cross-reactivity-with-other-beta-lactam-antibiotics>.

 

Teleconsultoria por:

Elise Botteselle de Oliveira

Médica de Família e Comunidade

ver Lattes

Revisão por:

Ana Cláudia Magnus Martins

Médica de Família e Comunidade

ver Lattes

Ana Flor Hexel Cornely

Médica Infectologista

ver Lattes

Outras Perguntas

Qual a conduta em gestantes com teste rápido positivo para hepatite B ou HBsAg positivo?

5 min leitura ler mais

Como realizar a avaliação cardiológica dos pacientes que serão submetidos a cirurgias não cardíacas eletivas?

15 min leitura ler mais

Quando é recomendada e como fazer a Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) ao HIV?

10 min leitura ler mais

Como investigar adultos com queixa de perda de peso involuntária na APS?

12 min leitura ler mais

Como iniciar morfina para tratamento de dor oncológica na APS?

19 min leitura ler mais