Qual a recomendação sobre o uso de ibuprofeno frente à epidemia de coronavírus (COVID-19)?

Não há evidências científicas que sustentem a contraindicação da utilização de ibuprofeno em pacientes com suspeita de COVID-19. No entanto, para controle de sintomas relacionados à síndrome gripal, considerando risco teórico e outras possíveis opções, sugerimos utilizar paracetamol ou dipirona para manejo dos sintomas.

A plausibilidade para a hipótese de associação entre ibuprofeno e gravidade de doença por COVID-19 vem do fato de que o vírus utiliza receptor ECA2 no mecanismo de infecção e de que ibuprofeno, assim como medicações utilizadas para doença cardiovascular e diabetes, aumenta a disponibilidade de ECA2 in vitro e em animais. Porém, não há evidências que demonstrem associação do uso dessa medicação com aumento de incidência ou de gravidade da doença por COVID-19.

Referências:

Qiao W, Wang C, Chen B, Zhang F, Liu Y, Lu Q, et al. Ibuprofen attenuates cardiac fibrosis in streptozotocin-induced diabetic rats. Cardiology 2015;131(2):97-106. Doi 10.1159/000375362. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25896805.i

Fang L, Karakiulakis G, Roth M. Are patients with hypertension and diabetes mellitus at increased risk for COVID-19 infection? Lancet Respir Med. 2020 Mar 11; [citado em 18 Mar 2020]. Doi 10.1016/S2213-2600(20)30116-8. Disponível em: https://www.thelancet.com/action/showPdf?pii=S2213-2600%2820%2930116-8

Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde. Coordenação Geral de Fomento à Pesquisa em Saúde. Coordenação-Geral da Evidências e Informações Estratégicas para Gestão em Saúde. Nota Informativa nº 1/2020/COEVI/CGFPS/DECIT/SCTIE-MS. Brasília, DF; 17 Mar 2020.

Com dúvida clínica?

conheça nossa teleconsultoria

Essa resposta foi gerada a partir de uma da mais de 100 mil teleconsultorias realizadas por nós atráves do 0800 644 6543, canal gratuito para resolução de dúvidas de profissionais da saúde de todo o Brasil.

+ Lidas

acessar todas

Qual a aplicabilidade dos testes diagnósticos para COVID-19?