Quanto tempo o vírus que causa a COVID-19 sobrevive em superfícies?

Não se sabe ao certo quanto tempo o vírus que causa a COVID-19 sobrevive em superfícies, mas ele parece se comportar como outros coronavírus. Uma revisão recente aponta que os coronavírus podem persistir nas superfícies de 2 horas a 9 dias (1). Isso pode variar conforme diferentes condições (por exemplo, tipo de superfície, temperatura, umidade do ambiente e cepa específica do vírus). Calor, pH alto ou baixo, luz solar e desinfetantes comuns (como cloro) facilitam a morte do vírus (2).

Quadro 1. Persistência de coronavírus em diferentes superfícies.

Fonte: TelessaúdeRS (2020), adaptado de Kampf (2020) e van Doremalen (2020).
Superfície Tempo máximo de viabilidade
Aerossol 3h (meia-vida 1.2 horas)
Plástico

Até 72h (meia-vida de 6.8 horas) em estudo que compara SARS-CoV-1 e

SARS-CoV-2 (3)/ até 9 dias em revisão com outros coronavírus (1)

Aço inoxidável Até 72h (meia-vida 5.6 horas)
Cobre 4h
Papelão 24h
Alumínio 2-8h
Metal 5 dias
Madeira 4 dias
Papel 5 dias
Vidro 5 dias
Luva (látex) 8h
Avental descartável 2 dias
Cerâmica 5 dias

Se uma superfície pode estar infectada, limpe-a com água e sabão, seguido de um desinfetante a base de álcool 70% ou hipoclorito de sódio a 0,5% (água sanitária). A inativação do vírus pode ser alcançada após 1 minuto com uso destes desinfetantes. Limpe as mãos com higienizador à base de álcool ou lave-as com água e sabão. Evite tocar nos olhos, boca ou nariz. Profissionais de saúde devem higienizar as mãos após tocar em superfícies ao redor do paciente (um dos 5 momentos preconizados de higiene das mãos). A higiene das mãos é a medida mais importante para frear a disseminação do vírus.

O vírus da COVID-19 não tem sido detectado em fontes de água tratadas para consumo. Métodos tradicionais de tratamento centralizado da água que utilizam a filtração e desinfecção devem inativar o vírus da COVID-19. Outros coronavírus demonstraram ser sensíveis à cloração e desinfecção com luz ultravioleta. Em locais onde o tratamento centralizado e o abastecimento seguro de água encanada não estão disponíveis, uma opção eficaz na remoção ou destruição do vírus na água para uso doméstico é a fervura (2).

Referências:

1. Kampf G, Todt D, Pfaender S, Steinmann E. Persistence of coronaviruses on inanimate surfaces and their inactivation with biocidal agents. J. Hosp. Infect. 2020 Feb;104:246-51. Doi 10.1016/j.jhin.2020.01.022;

2. World Health Organization. Department of Communications. Water, sanitation, hygiene and waste management for the COVID-19 virus: technical brief. Geneva: WHO; 2020 Mar 20 [citado em 23 Mar 2020]. Disponível em: https://www.who.int/publications-detail/water-sanitation-hygiene-and-waste-management-for-covid-19;

3. Van Doremalen N, Bushmaker T, Morris DH, Holbrook MG, Gamble A, Williamson BN, et al. Aerosol and surface stability of SARS-CoV-2 as compared with SARS-CoV-1. N Engl J Med. 2020 17. Doi 10.1056/NEJMc2004973.

Com dúvida clínica?

conheça nossa teleconsultoria

Essa resposta foi gerada a partir de uma da mais de 100 mil teleconsultorias realizadas por nós atráves do 0800 644 6543, canal gratuito para resolução de dúvidas de profissionais da saúde de todo o Brasil.

+ Lidas

acessar todas

Qual a aplicabilidade dos testes diagnósticos para COVID-19?