Saúde do homem, além da próstata

Saúde do homem: o que é importante fazer?

  • Incluir atividade física na rotina.
  • Não fumar ou parar de fumar.
  • Evitar sobrepeso ou obesidade.
  • Evitar consumo excessivo de álcool.

É importante procurar atendimento médico de rotina?

Para homens sem sintomas, não há regra em relação a periodicidade das consultas médicas. Entretanto há várias medidas preventivas que funcionam e devem ser feitas:

  • Medir a pressão arterial.
  • Medir o peso corporal.
  • Medir o colesterol até de 5 em 5 anos após os 35 anos (nas pessoas que não utilizam medicamento).
  • Teste para Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), como HIV, Sífilis, Hepatites.

Conhecer o seu corpo e observar alterações:

Na pele, no hábito intestinal, no apetite ou na qualidade do sono.

Manter uma rotina de hábitos saudáveis. Conviver com amigos, famílias ou pessoas agradáveis.

Essas são medidas que melhoram a saúde e a qualidade de vida.


O que é a próstata?

A próstata é uma glândula pequena, presente nos homens, responsável pela produção de líquido seminal (líquido lubrificante que faz parte do esperma masculino).


O que é o câncer de próstata?

O câncer de próstata é o crescimento desgovernado das células da próstata. As células cancerígenas são capazes de se multiplicar e invadir órgão vizinhos ou, podem ainda, se espalhar para outras regiões do corpo, gerando metástases.


Existem tipos diferentes de câncer de próstata?

Sim! A maioria das vezes é um câncer de desenvolvimento lento, não dá sintomas e não causa prejuízo pra saúde O objetivo é identificar os pacientes que apresentam câncer de evolução rápida e progressivo com grande capacidade de invadir outros locais do corpo.

O PSA não diferencia o câncer de desenvolvimento lento do câncer agressivo.


Quais os fatores de risco para o câncer de próstata?

  • Idade > 50 anos.
  • Irmão ou pai com câncer de próstata.
  • Cor de pele preta.

O Câncer de Próstata é o tumor maligno mais frequente na população masculina, após o câncer de pele.

Os números da Próstata:

No Brasil aproximadamente 61.200 novos casos por ano, ou seja 62 casos para cada 100 mil habitante.

A estimava para 2016 é que o Rio Grande do Sul tenha 6000 novos casos de câncer de próstata, aproximadamente 109 casos para cada 100 mil habitantes. As taxas mais alta de todo Brasil.


Rastreamento é o exame oferecido para pacientes sem sintoma.

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, a Sociedade Brasileira de Urologia – seccional RS, Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Faculdade de Medicina da UFRGS e o TelessaúdeRS- UFRGS:

Contraindicam o rastreamento populacional para o Câncer de Próstata como uma estratégia de saúde pública. Entretanto, se você é homem e tem mais de 45 anos e fator de risco para câncer de próstata, ou tem mais de 50 anos, converse com seu médico: a decisão conjunta e personalizada é com certeza a melhor conduta no seu caso.


Descobri que tenho Câncer de Próstata. Tenho que fazer uma cirurgia de retirada da próstata, ou tratamento com radioterapia?

O câncer de próstata pode ter um comportamento lento ou agressivo. Nos casos de câncer com comportamento agressivo, geralmente é necessário tratamento com cirurgia ou radioterapia. Entretanto, 30 a 50% dos cânceres de próstata são de baixo risco, e por isso tem crescimento lento,sendo possível não realizar um tratamento logo no diagnóstico (e talvez nunca precise). Esse tipo de conduta é chamada de “Vigilância Ativa”. Nesses casos, o paciente é acompanhado para avaliar o comportamento do câncer, e evita as complicações dos tratamentos como a impotência e a incontinência urinária. O melhor é discutir o tratamento com seu urologista. Se durante o acompanhamento o câncer parecer agressivo, o tratamento pode ser alterado conforme critério médico.