A doação de órgãos pode ser feita também em vida!

Publicado em 27/09/2017

orgaos_doados_vida_20170927_v002_ipn-01

Há casos em que pacientes necessitam de transplante de órgãos para alcançar a cura.

Hoje, dia 27 de setembro, é o Dia Nacional da Doação de Órgãos e o TelessaúdeRS-UFRGS relembra a importância da doação. Além dos órgãos doados por pessoas diagnosticadas com morte encefálica, alguns tecidos podem ser doados em vida, como no caso da medula óssea, do rim e de partes do fígado e do pulmão. Entretanto, diferentemente da medula óssea, os outros transplantes só podem ser feitos em vida quando, além de possuir compatibilidade, doador e receptor possuírem parentesco em até quarto grau. Para doações que não envolvam parentesco é exigida uma autorização judicial.

A maioria dos transplantes ainda é realizada com órgãos de doadores falecidos. Se você quer se declarar um possível doador, é extremamente necessário informar familiares e amigos sobre seu desejo. Muitos órgãos não são doados devido à negativa familiar para a doação. Conforme dados divulgados pela ABTO, relativos a 2016, a taxa de não autorização familiar chegou a 43% no ano.

 

Fonte Ministério da Saúde e Associação Brasileira de Transplante de órgãos.

 

Referências:

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS. Dimensionamento dos transplantes no Brasil e em cada estado (2009-2016) [Internet]. RTB, Registro Brasileiro de Transplantes, São Paulo, n. 4, 2016. Disponível em:

<http://www.abto.org.br/abtov03/Upload/file/RBT/2016/RBT2016-leitura.pdf>. Acesso em: 18 set. 2017.

PORTAL BRASIL. Saiba quais órgãos podem ser doados ainda em vida [Internet]. Brasília: Governo Federal, 2016. Disponível em:

<http://www.brasil.gov.br/saude/2016/10/saiba-quais-orgaos-podem-ser-doados-ainda-em-vida>. Acesso em: 18 set. 2017.

Texto: Vitória Pacheco

Revisão: Rosely Andrade, Ana Paula Borngraber Correa, Camila Hofstetter Camini e Carlos André Aita Schmitz  – CRM RS: 25631

Gostou do Nosso Conteúdo? Compartilhe com seus contatos:

Notícias Relacionadas