Escorpiões amarelos no Rio Grande do Sul

Publicado em 12/11/2018

publicacao_escorpiao_amarelo_20181113_ipn_noticia

Desde 2001, os escorpiões amarelos têm sido encontrados em Porto Alegre, segundo a Secretaria Municipal de Saúde do município, e em outras cidades do Rio Grande do Sul.

Recentemente, casos de acidente envolvendo o animal tem sido registrados em diversas regiões da cidade, principalmente na região central.

É importante saber identificar o escorpião para que não haja confusão entre os tipos de animais, visto que são muito semelhantes. Só no ano de 2018 o Centro de Informação Toxicológica do Rio Grande do Sul (CITRS), registrou mais de 470 acidentes escorpiônicos, no entanto apenas 11 foram com o escorpião-amarelo.

Confira como identificar escorpião amarelo, como prevenir o aparecimento do animal, o que fazer quando encontrá-lo e em casos de acidente.

No app Animais Peçonhentos, produzido em parceria com o CIT-RS, você também pode conferir informações sobre os animais peçonhentos existentes no Rio Grande do Sul e soros antivenenos. Ele está disponível gratuitamente para celulares Android. https://goo.gl/yfc83n

 

Características:
  • corpo marrom escuro;
  • patas e cauda amarelo claro;
  • são noturnos;
  • se alimentam de insetos, como baratas.
Prevenção:
  • colocar telas em ralos;
  • rebocar paredes, para evitar rachaduras e frestas;
  • vedar soleiras de portas;
  • consertar rodapés;
  • colocar telas em janelas;
  • em áreas comuns, como prédios, atentar ao fosso do elevador, caixas de gordura, lixeiras e pontos de luz.
Sintomas:
  • dor intensa no local da picada;
  • em casos mais graves, pode haver alterações cardíacas e pulmonares.
EM CASOS DE ACIDENTE, PROCURE ATENDIMENTO MÉDICO, IMEDIATAMENTE, E LIGUE PARA O CIT – 0800 7213000
Gostou do Nosso Conteúdo? Compartilhe com seus contatos:

Notícias Relacionadas