Atividade na rua – Geração de Renda

Oi Pessoal,
 
Quero relatar a vocês a atividade de quinta-feira dia 01 de setembro na Garibaldi com a voluntários.
 
Combinei com o pessoal, Bruna, a bolsista do Fuão da filosofia popular e Josebel e Sr Luis(que não foi) para nos encontrarmos na faculdade de arquitetura.Saimos as 14h.
 
Lá chegando, entramos no bar e falamos com a Jaqueline(dona do Bar).Tinham três pessoas bebendo,um já bêbado dançando,tres meninas sentadas esperando trabalho.
 
A bolsista foi logo convidando as pessoas para participarem da atividade. Colocamos a mesa na calçada e várias cadeiras em volta. Tinhamos que ter fotografado. Pessoas paradas ao longo da rua(prostitutas e pessoas em situação de rua,carroceiros) foram se aproximando. E eu de olho, pensando um pouco na segurança. A Jurema ali em volta nos cuidando e apresentando pessoas, donos de outros bares. Ela estava muito feliz de ter a gente ali.
 
Ficamos sentados no sol das 14:30h as 17h. Conversamos com muitas pessoas.
 
A experiência foi muito boa. Escutei estória de um bêbado(muiiiiito bêbadooooo)que me fez chorar quando cheguei em casa.Tinha um casal que já vende balinhas que juntos fizeram 6 cadernetas(artesanato). A Josebel foi reconhecida por muitos indivíduos ali. Ela estava muito feliz!!!Como se mostrasse que assim como ela, os outros por ali ,também poderiam mudar.
Obs: Esse menina trabalhava na rua e ajudamos ela e hoje ela trabalha conosco.
 
Falamos sobre o EPA (precisávamos de propaganda do local com folder e fotos) e sobre o consultório de rua: incrível que muitos não conheciam o serviço.
 
Pessoal ali é um local como o projeto almoço na praça, só que mais fácil de acontecer e de melhor resolutividade.
 
A Natália do sabão, iria amar o local. Uma menina que estava trabalhando ali em frente, ficou toda contente de nos ensinar a fazer caixinhas de papel.
 
A dona do bar(Jaqueline)não quis nem cobrar o suco, água e coca cola que comprei para oferecer, pois estava amando tudo aquilo.
 
Sai de lá e fui na Maristoni. Levei o casal que poderia morar num dos quartos daquela associação.Vamos ver como vai ficar.
 
Fiz contato com o banco social de material de construção e me responderam que estavam encaminhando nosso pedido. Pedi telhas,calhas e fios.
 
Professora Themis

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *