Erich Hauser

Rietheim/Alemanha, 1930 – Rottweil/Alemanha, 2004

Formação:
1945–1948: Estudos em gravura em metal no Monastério beneditino de Beuron,
Alemanha;
1949–1951: Estudos em escultura na Escola Livre de Arte de Stuttgart, Alemanha;
1964–1965: Professor convidado na Academia de Belas Artes de Hamburgo, Alemanha;
1984–1985: Professor convidado na Faculdade de Belas Artes de Berlim, Alemanha;

Trajetória:
Escultor, pintor e gravador.
A carreira artística de Erich Hauser iniciou em gravura em metal no Monastério Beneditino de Beuron. Após este primeiro contato com a arte, o artista passou a realizar estudos em escultura na Escola de Arte Livre de Stuttgart, tendo como influências os trabalhos escultóricos de Pablo Picasso (1881–1973) e Berto Ladera (1911–1989). Em relação ao metal como material expressivo sua atividade como docente na Escola de Artes Visuais, em Hamburgo foi decisiva. Foi a partir deste momento que E. Hauser começou a trabalhar com chapas de aço pré-fabricadas e suas obras passaram a apresentar superfícies lisas, em suas formas geométricas espaciais escultóricas. De renome internacional, participou de importantes mostras contemporâneas (Documenta de Kassel em 1964, 1968 e 1977) e foi premiado na 10ª Bienal de São Paulo (1969).
Durante os anos 70 o artista tornou-se membro da Academia de Arte de Berlim, atuando como professor convidado nesta instituição nos anos 1980 e produziu diversas esculturas para espaços públicos como, por exemplo, nas cidades de Darmstadt, Hannover, Kiel e Kassel. Ainda nesta década E. Hauser ajudou a criar o Fórum de Arte de Rottweil e, ao lado de sua oficina na chamada Saline, criou um jardim de esculturas que, desde 1996, integra a Fundação de Arte Erich Hauser.

Obras:
Obra sem título