Marino Marini

Pistóia/Itália, 1901 – Viareggio/Itália, 1980

Formação:
1917–192?: Academia de Belas Artes de Florença, Itália;
1919–1928: Estuda escultura em Paris, França;
1929–1940: Professor na Escola de Arte da Villa Realle de Monza, Itália;
1940–19??: Professor titular de escultura da Academia de Brera em Milão, Itália;

Trajetória:
Escultor, pintor e gravador.
Marino Marini ingressou com dezesseis anos na Academia de Belas Artes de Florença onde iniciou seus estudos em desenho e pintura e, a partir de 1922, começou a trabalhar com escultura. Residiu em várias ocasiões em Paris para estudar escultura e do fim dos anos vinte em diante passou a atuar como docente em instituições de ensino italianas. Sua trajetória na escultura é marcada pelo bronze e um dos temas que mais lhe interessaram foi O Cavalo e o Cavaleiro. Marini, considerado um dos maiores escultores italianos do século XX, viveu grande parte de sua carreira em Milão, recebeu diversos prêmios, possui um museu dedicado a sua obra, em Florença, e seu trabalho está representado em grandes coleções de arte moderna. Em 2015 a Fundação Iberê Camargo apresentou oitenta e nove obras na primeira exposição individual do artista no Brasil, intitulada Marino Marini: do arcaísmo ao fim da forma.

Obras:
Grande Cavalo