Variedades

Novos Poetas

O mundo dos poetas incompreendidos e solitários ganha voz em tempos de redes sociais. Antes, achávamos textos em portas de banheiros ou rabiscos em salas de aula, bancos de ônibus ou qualquer outro espaço público sujeito às intervenções desses que sempre têm algo muito original a falar. Agora, somos fulminados com psicologia de boteco no Facebook, no twitter ou qualquer outra rede de compartilhamento.

Qualquer um pode entrar nesses grupos e falar “o que lhe der na telha”- como diziam antes. O que torna insuportável esses novos  personagens tão pensantes é a futilidade e a prepotência com que escrevem o que estão fazendo no momento: seja almoçando, jogando videogame e até mesmo que estão no banheiro. Só por que somos conhecidos deles, não precisamos entrar nas suas casas ou ficarmos acompanhando uma espécie de  Big Brother  de uma pessoa só.

O que proponho é: sejam mais refinados em suas publicações, ou seja, se não tiveres nada melhor para postar, não escreva.

Tags: , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*