TV / Viés

Ano Hana: um anime inesquecível

Quem teve infância sabe o que é ter aquele grupo de amigos dos quais não desgruda e com os quais apronta todas as travessuras possíveis. Também sabe que, conforme a infância vai passando e a vida adulta, se aproximando, o contato com aquele(a) melhor amigo(a) vai diminuindo e, muitas vezes, o contato se perde por inteiro. Ano Hana (abreviação de Ano Hi Mita Hana no Namae wo Bokutachi wa Mada Shiranai) teve sua estreia nas televisões japonesas em 15 de abril de 2011. O anime conta a história de um grupo de amigos inseparáveis que, após a trágica morte de um deles, tomam rumos diferentes na vida e começam a se tratar como completos estranhos.

O Anime

O anime começa quando Jintan recebe a visita inusitada de Menma em seu quarto. Tudo normal, não fosse o fato de Menma já estar morta. Os dois faziam parte do grupo Superprotetores da Paz, do qual também participavam Anaru, Poppo, Yukiatsu e Tsuruko, seus outros amigos. No começo, Jintan achava que Menma não passava de uma visão, algo que apenas ele poderia ver. Apesar de perceber todo o sofrimento do amigo, que começava a duvidar da própria sanidade, Menma dizia que precisava realizar um desejo, para só assim poder descansar em paz. Segundo ela, era um desejo que só poderia ser realizado com a presença de todos os amigos. Seria quase impossível reuni-los, já que nenhum falava com o outro.

Jintan começou a acreditar que Menma era apenas a materialização dos sentimentos que ele acumulou desde sua morte e, após uma recaída, pede a ela o deixe em paz. Arrependido, decide procurá-la e vai até a base secreta, nome dado à cabana que frequentavam quando crianças. Ao chegar lá, encontra Poppo e, talvez em um ato desesperado, Jintan revela suas estranhas visões ao amigo. Para surpresa dele (e minha, também!), Poppo acredita em tudo!

Acreditando que Menma realmente havia voltado, Poppo decide ajudá-lo. No entanto, Jintan ainda teria que fazer todo o resto do grupo acreditar em sua história, para somente assim poder realizar o desejo de Menma.

 

Conclusão

Quem acha que anime bom é aquele que tem mais de cem episódios, vai se surpreender. Em apenas 11 episódios Ano Hana traz uma história simples, mas com personagens e narrativa profundos. Conforme cada personagem ia se apresentando, percebíamos também o sofrimento que cada um guardava desde a morte de Menma. Mais do que a narrativa em si, esse foi o fator que mais me prendeu ao anime. Com poucos episódios, é mais fácil de dedicar-se a cada personagem e aprofundá-los de modo que o público se identifique com eles. O ritmo constante e intenso da narrativa contribuiu para que a emoção se mantivesse em cada episódio. Vale destacar também os traços dos personagens e a trilha sonora, que oferecem um tom mais realista à obra.

Não nos é especificado como Menma morreu, mas aparenta ter escorregado e caído em um riacho ao correr atrás de Jintan, após uma discussão na cabana do grupo. Alguns provavelmente vão pensar: “Outra história boba sobre fantasma”… Engano. A história não trata sobre isso, mas sim sobre jovens que tentam superar o sentimento de culpa  deixado pela morte da amiga. A inclusão do fantasma de Menma é feita de uma maneira muito sutil, natural e agradável. Pelo fato de Jintan ser o único a vê-la, nos fica a dúvida: ela voltou ou é apenas uma ilusão?

Para aqueles que adoram animes envolventes, fica a dica de um cujo único ponto negativo é ter poucos episódios.

Tags: ,

6 comentários

  1. Car achei este post no forum muito bom , esse anime é demais

  2. Bem legal, esse anime é realmente lindo e foda e gostei bastante da sua resenha. Se eu não tivesse assistido, tinha assistido depois de lê-la.
    Só reparei num pequeno errinho ali, ao dizer que todos eles eram da mesma escola. A Tsuruko e o Yukiatsu são de uma escola, Anaru e Jintan de outra e acho que o Poppo nem estuda…
    Mas enfim, seus sentimentos em relação ao anime puderam ser vistos com clareza, e foi uma ótima análise. Adorei.

    • Oi, Maah! Tudo bom?
      Desculpa pelo erro. Estava tri empolgada escrevendo que nem reparei nesse detalhe e no fim deixei todos como colegas! Hashahshashsa! Valeu por me corrigir.
      Siiim! Poppo nem estuda e só fica viajando.
      Que bom que tu gostou e fico muito feliz em saber que meu post teria te feito assistir ao anime. Abraço.

  3. Hair reshape in after a long time of existence and under any circumstances of growth. Longest-living fraction on his big cheese – to 4 or even 10 years, but the hair under the armpits, eyebrows and eyelashes – only 3-4 months. Japanese wife Hiroko Yamaske took 18 years to reach its band measure of 2.6 m common extension of whisker per date – involving 0.35-0.4 mm, and at evensong they stem poorly, and preferably in the evening. On the chairlady, beard and underarm hair grows more actively than in the rest of the body.

  4. Cristian Santos says:

    Olá Zele, adorei o post, a história foi muito bem resumida de forma clara sobre o conteúdo que anime proporciona.

    Eu estava meio sem ter o que fazer e comecei a buscar na internet nomes de animes de qualidade, comecei assistindo sword art online e adorei o anime no foco do romance e aventura entre os protagonistas da história. Quando terminei SAO comecei a procurar por algum anime de drama para aproveitar o embalo da angustia e liberar as lagrimas de nostalgia que alguns animes causam em mim (nesse caso em específico, me emocionei com o fim do SAO mas não cheguei a chorar).Já o ANO HANA foi tiro certo, assisti todos os 11 episódios seguidos e quando desde a metade dos capítulos chorei-chorei-chorei,porque nenhum outro anime me emocionou tanto quanto este. De certa forma me identifiquei muito com o Jintan e pela seu jeito meio calado e timido na presença da garota que gosta.

    Enfim, excelente post, vou usá-lo até como referencia para fazer propaganda deste anime para meus amigos se motivarem a assisti-lo e com certeza se emocionarem.

    Me apaixonei por Ano Hana!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*