Variedades / Viés

Campanha Pró Armamento

M16 em ação

Foto por Aaron M. em U.S. Navy Imagery no Flickr

É isso mesmo, defendemos que todos possam ter suas armas. Que cada um possa levar a sua segurança na cintura. Que seja como nos Estados Unidos, porte de arma facilitado e índices de criminalidade lá em baixo.

Ficou chocado com o parágrafo acima?

Eu também. Foi mais ou menos isso que encontrei hoje ao acessar meu facebook pela manhã. Uma campanha pró armamento. Não acreditei e tive que clicar na imagem. E, ao contrário do início deste post, não era ironia, não era uma forma de chamar a atenção. Era verdade. Por mais que não dê para acreditar é verdade. Existe uma campanha pró armamento na web.

Terra sem lei, a internet se presta a essas coisas. Qualquer um pode publicar o que quer. Essa é a maravilha da grande rede, mas também o seu calcanhar de Aquiles. Não é raro se deparar com ideias absurdas como essa sendo defendidas avidamente por usuários cheios de dados, pesquisas e citações que “comprovam” seus pontos de vistas.

Entretanto, não é sobre a rede que quero falar hoje. É sobre essa campanha ridícula. Defendida por pessoas ridículas, sem um mínimo de critério ou visão social. Não entra na minha cabeça que alguém com polegar opositor e com capacidade de andar pra frente, possa usar seu tempo para defender uma teoria tão ignorante como essa.

Veja abaixo um print da tela no facebook e tire suas próprias conclusões:

campanha pro armamento no facebook

Campanha Pró Armamento no facebook

E os argumentos utilizados? Em termos retóricos, apenas frases vazias, recheadas (ok, vazio recheado.. mas enfim) de opinião maquiada, tentando se fazer passar por verdades comprovadas, até científicas.

Algumas pérolas:

Estudos mostram que populações mais armadas, são menos violentas

Han? Que estudo? Feito por quem? Sob qual método científico?

Estudos mostram que a maior parte dos bandidos jamais assaltariam alguém que saibam estar armado

Mais estudos. Sempre eles. Mas essa afirmação é lógica e plenamente aceitável, afinal que bandido assaltaria um assassino em potencial (se está armado, pode matar, concordam?)

Apenas 3% por cento das tentativas de estupro são consumadas quando a vítima está armada.

Claro. Mas falta comentar qual o índice de morte em vítimas de agressão que tentam reagir.

A lista segue. Nem vale a pena seguir comentando.

Agora, você se pergunta: Ok sabichão, o que você sugere?

Eu sugiro (e comentei na postagem do facebook exatamente isso) que o porte de armas seja ABSOLUTAMENTE PROIBIDO (autoridades competentes podem, óbvio). Que seja proibido vender e comprar e que seu porte (automaticamente ilegal) seja considerado crime gravíssimo, com pena de 30, 50, 100 anos, quanto for possível.

Assim sendo, aposto que os atuais marginais pensariam duas vezes antes de sair armados na rua para cometer crimes. Quantas vezes já vimos casos de marginais presos com armas e suspeitos de crimes sendo liberados por falta de prova? Uma proibição nesse nível, tornaria muito mais fácil condenar qualquer infrator. Muito extremo? Não acho, nada justifica alguém andar por aí com um objeto que tem como única finalidade acabar com a vida humana.

 

125 comentários

  1. post muito legal Fernando.
    Achei ainda a última frase de uma lucidez sem tamanho, por que mantemos uma produção e distribuição de algo que tem o único objetivo de tirar vidas? ou, as vezes pior do que isso, ameaçar vidas a ponto de terem o poder sobre outras pessoas…

    • Fernando Freitas says:

      Olá Juliana,

      Tens toda a razão. As vezes a morte não é nem o pior que uma pessoa pode impor a outra por meio das armas de fogo. E em tragédias desse tipo, ainda tem os familiares das vítimas que são obrigadas a viver com a dor e o sofrimento da perda. Enfim, uma sequência de tragédias que começa na boca de um revólver… Ou, mas atrás, na linha de montagem da Taurus ou Colt…

  2. Acho que vcs deviam ler mais antes de tirar essas conclusões. Lógico que o que funciona em alguns países pode não funcionar aqui, mas os dados dos estudos pró-armas são fidedignos sim.
    O que defendemos não é q se saia matando a torto e a direito nao, como se qualquer lugar fosse terra de ninguém, mas o direito constitucional de defesa, com treinamento, com responsabilidade e segurança.
    O que não se deve levar em conta são os dados de “instituições” como o Viva Rio, fraudulenta, corrupta e de interesses duvidosos. Instituições essas que prejudicam colecionadores e esportistas e apoiam uma campanha que não resulta em nada. Oou vcs acham que os bandidos entregam as suas armas?
    Vcs sabem o quanto de registro e de burocracia um cidadão comum tem de enfrentar para poder ter uma arma (sem poder portá-la na maioria dos casos)? Pesquisem.
    Além de uma larga discussão sobre violência x armas, não se esqueçam de que as polícias, as forças armadas devem, têm de estar armadas para ordem e segurança e que armas são objetos de esportes olímpicos também!!!
    Pesquisem mais, abram suas mentes antes de tirarem suas conclusões.
    Querem ser antiarmas? Ok. Mas com mais argumentação, por favor, com mais embasamento, com mais vivência de causa.
    Si vis pacem para bellum.
    Abraços,

    Beatriz

    • Fernando Freitas says:

      Olá Beatriz,

      Acredito que as discussões devem ter um propósito, guiar a conclusões. Assim, quero deixar claro 2 pontos:

      1 – Concordo que autoridades competentes tenham direito (regulado) de uso e porte de armas.
      2 – Concordo que praticantes de esportes (regulados) possuam e utilizem armas de fogo.

      Deixando isso de lado, temos o restante da população, pessoas comuns, com mais ou menos educação, instrução ou responsabilidade. É uma massa heterogênea, composta por pessoas fantásticas cheias de amor no coração, mas também por inseguros, ciumentos, briguentos, viciados, prepotentes, etc, etc.

      Sabendo que as pessoas são diversas e agem muitas vezes de forma irracional (basta olhar o trânsito e as barbaridades que são ditas e cometidas), você realmente acha que possa, em qualquer nível, ser positivo facilitar o acesso a um dispositivo que em um segundo de descontrole pode provocar uma tragédia irreparável?

      Temos centenas de casos de violência e agressão todos os dias. Quantos deles acabam em morte quando não há uma arma de fogo envolvida? As armas geram dor e arrependimento, morre quem é atingido, mas também morre quem atira.

      Você reclama da burocracia para se conseguir o porte. Eu te digo que seja qual for, ela é pouca. A segurança não deve ser dever da população. Por isso temos instituições responsáveis, com profissionais capacitados e treinados para zelar pelos cidadãos.

      Agora você argumenta que a polícia não é qualificada. Ok, não é. Então devemos trabalhar para que ela seja, e seja cada vez melhor remunerada e assistida pelo estado. A solução é caminhar ao futuro, não voltar ao passado onde cada um cuidava do seu próprio umbigo.

      Devemos trabalhar para que quem precise usar armas seja responsável e capacitado, e quem não deva, não as tenha e ponto (certamente me refiro aos marginais também).

      Por último, gostaria de comentar sua última frase:

      Si vis pacem para bellum.

      Segundo a Wikipédia (você me mandou pesquisar e foi o que eu fiz), uma tradução usual é “se desejas a paz, prepara-te para a guerra”.

      Guerra é um acontecimento onde 2 grupos com motivações opostas se enfrentam de forma violenta, resultando geralmente no extermínio de grande parte do grupo perdedor.

      Eu não acho que o fim justifique os meios e certamente não acho que a gera levará à paz. A paz é o único que trazer a paz.

      Ah! “Si vis pacem, para bellum” também foi o slogan da Deutsche Waffen und Munitionsfabriken. Que foi, veja a ironia, uma indústria de armas! (muito famosa por sinal, responsável por grande parte das armas utilizadas pela Alemanha na primeira e segunda guerra)

      • João Lucena says:

        Fernando, quando existe a vontade de matar, pouco importa se o agressor está com arma de fogo ou não. Uma faca, porrete ou até as mãos podem ser utilizados como instrumento de morte. Não é certo privar uma maioria ordeira de um direito garantido constitucionalmente (o de defesa) por conta de uma minoria que não respeita as leis. Esses que não respeitam as leis, inclusive, não se importam se a venda é legal ou não. A arma, através da história, foi o maior instrumento libertador que se tem notícia. Além de colocar a vítima em condição de reagir a um criminoso comum, também contribui para a manutenção da democracia de forma crucial. O que seriam de todas as revoluções democráticas no mundo sem que os revolucionários possuíssem armas? Sabendo disso, ditaduras nos últimos dois milênios privaram a posse de armas por parte da população. Quanto ao que normalmente se diz (inclusive corroborado por certas estatísticas) sobre a maior parte dos homicídios no Brasil serem passionais é uma falácia sem tamanho. Essas estatísticas são baseadas somente nos homicídios solucionados pela polícia, que são 8% dos que ocorrem. Ou seja, dos 50 mil homicídios ocorridos no ano, em apenas 4 mil o autor é descoberto.

        • Exatamente, as armas mais perigosas que existem não são pistolas, espingardas, revólveres, fuzis ou metralhadoras, mas sim as mentes maquiavélicas. Quem está disposto a fazer o mal, vai fazer com o que estiver ao seu alcance. E já que estamos falando em estatísticas, fala-se tanto que no Brasil ocorrem muitas mortes por armas de fogo, mas sempre se esquecem de falar que a maioria das mortes por armas de fogo foram bandidos que morreram em confronto com a polícia ou com outros criminosos e cidadãos de bem que são mortos por bandidos, mas o número de pessoas mortas por cidadão de bem com arma legal é desprezível.

      • Fernando, mais uma vez vem os anti armas com essa conversa de educação, eu sou formado em 2 faculdades, minha família (pais) nunca tiveram conflitos, hj tenho a minha família e minha esposa tbm pratica tiro. Então sendo assim não generalize. E mais uma se eu quero PAZ eu vou lutar por ela.

      • Olá pessoal, devemos colocar tudo em seu lugar.
        1- A policia já não consegue defender o cidadão dos bandidos.
        2- Em muitos casos ocorre o latrocínio, sendo que o cidadão não reage a assalto e é morto assim mesmo.
        3- Quem pode retirar o meu direito de possuir uma arma dentro de minha própria casa? Lá eu mando, não os políticos.
        4- Quem mata, a arma ou o cidadão que as usa?
        5- Não poço comprar uma arma legalmente, mas se eu for um bandido eu uso de contrabando e me armo do mesmo jeito.
        6- Eu poderia escrever inúmeros exemplos que nos leva a evidencia de que o cidadão de bem pode ter sua arma em casa, mas vou contar um caso dentre muitos outros verídico!!
        Ex:

        Uma dona de casa está com seus 3 filhos dormindo e o marido está viajando. 2 bandidos aproveitando a ocasião forçam e quebram o vidro da porta para entrar. Diante disto a mulher liga para a polícia, que não aparece, pois é impotencial para defender o cidadão.
        A mulher pede ao garoto de 6 anos que lhe traz uma espingarda. Ela então adiverte os bandidos da mesma mas eles não a escutam, então ela dispara a arma e mata um e o outro foge, caso contrario eles iriam entrar, roubar estuprar e matar e ir embora.

  3. João Lucena says:

    Chamam a campanha de ridícula, mas defende seu posicionamento baseado em “achismos” e senso comum. Se, no lugar de ler as postagens da página sem o preconceito característico de quem defende o desarmamento, teria visto as fontes. Encontraria inclusive o que você diz que falta, o índice de morte em vítimas de agressão que tentam reagir com arma de fogo. E ainda vem falar que é pelo fato de que a internet é uma “terra sem lei” que vemos “essas coisas”… Não sei se é impressão, mas seu comentário não pareceu muito democrático.

  4. Rede Globo continua fazendo direitinho a lavagem cerebral no povo… Ainda tem gente que acredita que desarmamento funciona. Só pra constar, nos EUA, aonde é muito mais fácil ter uma arma que no Brasil, mais bandidos são mortos por cidadãos ordeiros do que pela própria polícia, enquanto que aqui na terra tupiniquim graças à mentalidade desarmamentistas somos mortos por marginais feitos gado em abatedouro.

  5. Já que a Beatriz falou em Movimento Viva Rio, aquele que defende tanto p desarmamento, só pra constar, no ano passado um cara do Viva Rio foi preso vendendo um fuzil que nem policiais pode ter para traficantes.

  6. E os desarmamentistas como sempre com suas atitudes preconceituosas, com essa mania de achar que todo mundo que tem ou se interessa por arma é monstro. Enquanto vocês se preocupam em me desarmar e me chamam de monstro por ter minhas armas LEGAIS por esporte e para me defender, os verdadeiros monstros estão usando suas armas ILEGAIS para roubarem o que vocês conquistaram trabalhando e para matarem vocês feitos cordeirinhos na fila para o abate.

    • Fernando Freitas says:

      Heros,

      Não me interprete mal. Não considero que todos os que gostam de armas de fogo sejam más pessoas ou estejam interessados em cometer um crime. De nenhuma forma pensaria uma besteira como essa. Sei que há pessoas de bem que se divertem tendo, colecionando e praticando com armas de fogo.

      Agora você há de concordar que viver em sociedade é abrir mão de certas liberdades em troca de um bem geral. E na questão das armas de fogo é exatamente isso. O uso por laser deve ser proibido para evitar que o uso para o crime seja possível.

      Sobre armas legais e ilegais você sabe: TODA ARMA FOI FABRICADA EM UMA FÁBRICA. Todas as armas foram legais e pagaram impostos um dia. Uma ARMA LEGAL É SÓ UMA ARMA QUE AINDA NÃO SE TORNOU ILEGAL. E ambas matam.

      Você realmente acredita que cada um deva cuidar da sua própria segurança? O mundo funcionou assim nos últimos 2 mil anos e não deu certo. Por isso se inventou o estado regulador, as constituições com os direitos universais e a instituições de segurança. Não há sentido em regredirmos nesse avanço. Defender o auto-segurança é questionar o próprio conceito de sociedade.

      • -Você pode até não ter esse preconceito que citei, mas isso existe e já aconteceu comigo;
        -Deixar de ter arma para se defender não é abrir mão de uma liberdade simplesmente, é abrir mão de um DIREITO E NECESSIDADE;
        -Se armas legais estão se tornando ilegais, elas não devem deixar de existir, quem deve deixar de existir são os bandidos que estão tornando essas armas ilegais. Se é pra pensar assim, vamos ter que nos fechar em uma redoma e não ter mais nada, nem carro, nem celular e nem roupa, porque tudo pode ser roubado. O que tem que ser combatido não são as armas, mas os criminosos;
        -O cidadão tem que fazer sua segurança sim. A polícia não é guarda-costas que fica 24 horas do lado do cidadão de bem para protege-lo, quando é chamada demora pra chegar, e muitas vezes é má preparada e até mesmo corrupta. Isso sem falar que não podemos confiar cegamente no governo, que age conforme seus próprios interesses. O próprio desarmamento mesmo, por que você acha que o governo defende tanto o desarmamento? Pra que sejamos cordeiros, massa de manipulação sem poder de reação, e entre tantas outras coisas, por medo de Lula e Dilma virarem Kadafi.

      • Marcus The Angelo says:

        OK,
        Para banir as armas porque os criminosos usam, é dizer ao cumpridor da lei que os seus direitos e liberdades não depende de sua própria conduta, mas sobre a conduta dos culpados e os injustos. Lysander Spooner (1808 1887)

  7. Karina Almeida says:

    Que bom que o post tá tendo comentários. Porque assim como o Fernando deu a sua opinião, todo mundo pode dar a sua. Vocês acham que é válido que as pessoas tenham direito a portar armas de fogo pra se defender? Tuudo bem, cada um pensa do seu jeito, e é por isso que existe opinião. Agora, falar em lavagem cerebral por parte da Globo já é demais: é se sentir muito mais inteligente do que as outras pessoas achando que vocês estão imunes à alguma “lavagem cerebral”(coisinha mais ultrapassada né), e isso é arrogância pura. Também sou contra o porte de armas de fogo, sobretudo porque vejo muitos casos que poderiam ter sido evitados caso um cidadão comum não possuísse o artefato: Menino mata irmão com a arma do pai, disponível em :http://noticias.r7.com/sao-paulo/noticias/menino-mata-irmao-com-arma-do-pai-no-interior-de-sp-20111125.html ,

    ou ainda “menino baleou professora com arma do pai, guarda municipal” http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5366121-EI5030,00-PM+menino+baleou+professora+com+arma+do+pai+guarda+municipal.html

    e mais “Jovem usa arma do pai para assaltar no Rio” http://videos.r7.com/jovem-usa-arma-do-pai-militar-para-assaltar-no-rio/idmedia/4f17ed8ee4b06eed7ff01fac.html

    E isso eu encontrei só colocando “arma do pai” no campo de pesquisa do google, quantos mais devem ter, hein?

    Então não me venham com discursos prontos e vazios, citando dados que eu sei lá daonde vieram… e mesmo que esses dados sejam verdadeiros. EUA e Brasil são países diferentes, com pessoas diferentes, culturas diferentes, então exigem políticas públicas muito diferentes.

    • Ah, então a Globo não faz lavagem cerebral nenhuma? Qiualquer pessoa que tenha acompanhado o mínimo da campanha do SIM na época do referendo sabe como a Globo se posicionou ao seu lado. Basta procurar vídeos no Youtube e tu verás personalidades globais como Angélica, Fábio Assunção e Camila Pitanga defendendo o desarmamento. E isso de criança pegar arma do pai é falácia, isso é coisa de pai desleixado. Da mesma maneira que crianças causam acidentes com arma do pai, também causam acidentes com a churrasqueira do pai. E aí, vamos proibir a churrasqueira? Da mesma maneira que pais desleixados deixam crianças terem acesso às suas armas, também deixam adolescentes desabilitados terem acesso a seus carros, e muitas vezes até os associando a bebidas alcoólicas, causando acidentes e mortes. E aí, vamos proibir os carros também por causa dos pais desleixados? Com isso que acabei de falar quero chegar no seguinte: proibir armas por causa de pais desleixados que não souberam cuidar das mesmas é punir os bons pelos erros dos maus.

    • João Lucena says:

      Karina, nos casos que você apresentou nenhuma das mortes foi causada por alguém que possuía o porte legal de arma de fogo. Restrições só atingem quem preza a lei, pois quem está disposto a descumpri-la para cometer um assalto com certeza não se intimidará com a proibição do porte. Sobre os acidentes, isso é puro terrorismo. Estudos de universidades americanas demonstram que, segundos dados governamentais de lá, os acidentes com piscinas são 100 vezes mais comuns do que acidentes com armas de fogo (isso em um país onde há mais armas que piscinas, com um número de aproximadamente 200 milhões de armas). Aqui no Brasil, o número de acidentes com armas de fogo não chega nem a constar nas listas do ministério da saúde para acidentes com crianças. Você diz para não chegarmos com discursos vazios, mas não apresenta discurso algum. Nem você nem o senhor Fernando. Se limitam a soltar “achismos” e agressões ao vento, sem se importar em dizer algo que corrobore o que acredita ser verdade. Quanto a se achar mais inteligente que os outros, não vi ninguém aqui que defendesse o direito de defesa dizendo que quem não pensa como nós é “qualquer um”, “o calcanhar de Aquiles da internet”, ou de “pessoas ridículas, sem um mínimo de critério ou visão social”. Nem falamos que não entra em nossa cabeça que pessoas com polegares opositores e que andem pra frente consigam defender uma ideia tão absurda quanto o desarmamento.

    • Marcus The Angelo says:

      Certo :
      Para banir as armas, porque os criminosos usam é dizer ao cumpridor da lei que os seus direitos e liberdades não depende de sua própria conduta, mas sobre a conduta dos culpados e os injustos. Lysander Spooner (1808 1887)

  8. Fernando, você deveria ler um pouco mais e sair da Televisão, em especial Rede Globo de Merda.

  9. Pacifismo, anti-violência….isso tudo não tem nada haver com desarmamento! Os bandidos não roubam, sequestram e matam com armas legais e sim com as que conceguem no mercado negro. Porte de arma não é dado para qualquer um, é necessário um longo processo e motivos para conquista-lo. As familias que moram no campo e em regiõs com pouco movimento tem que ter o direito de ter armas de fogo nas suas casas para poder se defender. O que vc faz quando escuta e depois vê 3 meliantes entrando no seu terreno as 23:40. Vc morando no Lago Norte, Brasília. Uma região onde se vc ligar para PM pedindo socorro, eles só vão chegar quando os corpos mortos e estuprados já estiverem frios na casa. Vc reza? Eu prefiro rezar e atirar ao ter certeza que são assaltantes. Ser a favor da paz não justifica tirar do cidadão os seus meios para se defender.

    • Exatamente, a polícia não está 24 horas de mãos grudadas com o cidadão para defende-lo e nunca chega de imediato quando é acionada. Acho que todo mundo tem o direito de não gostar de armas e não querer ter uma, mas ninguém tem o direito de tirar o direito das pessoas de ter arma, até porque essa questão já foi votada e o brasileiro deu um sonoro NÃO ao desarmamento. Por sinal, a única vez em que o brasileiro votou certo.

    • Fernando Freitas says:

      Marcus,

      Esse ponto é muito válido. Acho que é um dos poucos momentos em que deve ser permitido que o cidadão faça a própria segurança, quando as instituições competentes não podem garanti-la.

      Agora em todo o demais, não há justificativa, é necessário cobrar que a polícia seja mais efetiva, presente e qualificada. Não que a população cuide cada um de sí. Afinal, o julgamento de uma pessoa não tem mérito sobre a vida de outra, por isso mesmo, temos tribunais e um sistema inteiro feito para julgar e discernir sobre a o destino de cada infrator.

      • Karina Almeida says:

        “Afinal, o julgamento de uma pessoa não tem mérito sobre a vida de outra, por isso mesmo, temos tribunais e um sistema inteiro feito para julgar e discernir sobre a o destino de cada infrator.”

        Disse tudo Fernando.

        • João Lucena says:

          Ainda bem que ninguém pretende julgar ninguém, nem fazer papel de justiceiro. A única coisa que pedimos é poder exercer um direito constitucional, o da legítima defesa.

        • Acontece que tribunais, promotores, juízes, senhores engravatados e afins não estarão com a pessoa na hora de uma emergência.

        • Eduardo Amaral says:

          Karina, vc está equivocada ao reafirmar uma coisa dessas, “temos tribunais e um sistema inteiro feito para julgar e discernir sobre o destino de cada infrator”. E se minha filha tiver sido agredida, estuprada, etc? Os tais tribunais resolverão a questão? Não, não resolverão. No máximo (raramente) colocarão o bandido na cadeia, que fatalmente ou fugirá, ou será beneficiado pela vergonhosa progressão da pena. Se minha filha estivesse legalmente armada, com certeza o estupro não ocorreria, ou teria pouquíssima chance de ocorrer. A grande vantagem do porte de arma liberado aos civis, depois de cumprido o rito burocrático exigido, é o benefício da dúvida. Os bandidos hoje entram num restaurante para um arrastão com a certeza absoluta, que ali está jantando um bando de ovelhas indefesas, haja vista, que o governo demagogicamente retirou-nos o direito ao porte de arma. Caso o cidadão honesto pudesse andar armado legalmente, a reflexão do bando de meliantes seria outra. Quanto às mortes provocadas por armas legais por pessoas despreparadas, inclusive crianças, que se responsabilizem os proprietários irresponssáveis. Vc esqueceu-se de listar as agressões e mortes evitadas por armas de fogo. Evidentemente que se um ladrão tentar entrar na minha casa e eu reagir com arma de fogo, ele fatalmente fugirá, e este caso não entrará em estatística nenhuma. Ou seja, as estatísticas nos remetem para casos conclusos, o que se evita não é contabilizado. E a enorme quantidade de pessoas mortas por armas de fogo no Brasil, todos sabemos, deve-se aos confrontos policia-bandido e bandido-bandido. Se vc gosta de ser ovelha, ande com uma cópia do tal estatuto do desarmamento na bolsa, e quando o meliante armado a arrastar para um local ermo, mostre o estatuto e exija que o mesmo seja cumprido.

          • Tanto é verdade que quanto mais se desarma CIDADÃO HONESTO (porque nada é feito pra desarmar BANDIDO) no Brasil, mais a violência vem crescendo.

    • Pessoal, acho que entendi a percepção de mundo dos defensores do desarmamento: é uma visão da janela do apartamento, em um condimínio fechado e com segurança privada.
      Será que é muito difícel entender que marginais não fazem uso de armas registradas e nem passam por avaiçãoes psicológicas e testes e muito menos pagam (custa caro registrar uma arma e não é qualquer um que consegue liberação para porte de arma)pelo direito de ao menos possuir uma arma!

  10. Fernando,
    Então qual é o ponto? Mesmo antes do desarmamento não se dava porte de arma para qualquer um. A imensa maioria das armas apreendidas nas mãos dos bandidos eram raspadas (sem o seu número de série que impossibilita a sua identificação), quer dizer frias. Porém, quem morava em lugares com pouco ou sem policiamente poderia garantir, pelo menos, um tiro para o alto avisando que ali tinha gente armada. A polícia nunca vai conseguir chegar a tempo em todos os casos, como vc mesmo concordou, e é humanamente impossível pedir isso deles. A paz, a harmonia de uma sociedade vem com educação, trabalho, saúde, fraternidade…Essas máximas não são conquistadas de um dia para o outro e muito menos tirando armas legais das ruas pq não são elas que cometem os crimes, e sim os homens.
    Bandido não tem dificuldade de conseguir arma. Mesmo se acabarmos com o mercado negro ele pode roubar uma ou matar com armas brancas. Temos que dar jeito no homem e não na arma.

  11. Paulo Roberto Camera Vertikal says:

    Prezado Senhor, graças às armas temos um Pais livre e soberano, graças às armas o senhor pode ir a igreja e à Universidade. Desejo fazer dois questionamentos apenas: Primeiro, em quais países foram implantados o desarmamento e quais foram as ‘verdadeiras’ intenções… [aproveite e leia sobre stalinismo ou Estalinismo] Segundo, o Senhor conhece algum Profeta que andou desarmado ? Via de regra, armas não matam, homens matam e o seu direito de querer ou ter termina onde inicia o direito do outro. Entretanto, mesmo discordando diametralmente oposto às suas infundadas informações, defenderei seu direito de da faze las.

  12. Marcelo Chaves says:

    “Assim sendo, aposto que os atuais marginais pensariam duas vezes antes de sair armados na rua para cometer crimes…’

    Ahã…da mesma forma que fazem hoje né???

  13. Paulo Roberto Camera Vertikal says:

    http://www.youtube.com/watch?v=mfOqdpWAELE observe quanta gente violenta.

    • Fernando Freitas says:

      http://www.youtube.com/watch?v=HYMHRs1EroI – Atirador mata 12 nos Estados Unidos. Apenas um de muitos vídeos

      • João Lucena says:

        O fato ocorreu no estado americano que mais restringe o comércio e o porte de armas de fogo. E mesmo nos casos nos quais o atirador era de um estado onde a compra é mais fácil, muito raramente a arma havia sido adquirida por meios legais. Também não acontecem massacres desse tipo em escolas ou universidades onde os professores ou alunos estão armados.

      • Sempre esse papo de “atirador mata trocentos nos EUA”… Aqui no Brasil também somos mortos por “atiradores” nos faróis, nos caixas eletrônicos, nos restaurantes, nos transportes públicos e até dentro de casa. A diferença é que nos EUA as pessoas têm o direito de reagir a tudo isso. E todas as vezes que casos do tipo “atirador mata trocentos nos EUA” são mencionados, os críticos dos EUA sempre se esquecem de mencionar que já houve caso do tipo cujo desfecho foi um cidadão de bem que estava ARMADO no local revidar e matar o agressor, evitando uma tragédia ainda maior.

  14. Lucas Silveira says:

    Prezados colegas,

    Permitam-me que eu me apresente. Meu nome é Lucas Silveira e eu sou um dos idealizadores da Campanha do Armamento.

    Em primeiro lugar devo dizer que, apesar do propósito negativo do autor do texto, fiquei muito satisfeito em ver o debate se desenvolvendo nos comentários.

    Todo e qualquer debate nos fortalece.

    Somos um movimento social em fase de constituição jurídica, que objetiva defender o direito fundamental a legítima defesa, que está sendo gradativamente subtraído no Brasil.

    Convido a todos a conhecer a página e obter mais informações sobre nossos fundamentos, que vão muito além do achismo, e envolvem estatística, ciência, história e filosofia.

    Por fim, mas nao menos importante, gostaria de lembrar que este texto está hospedado na UFRGS, Universdade de um estado onde quase 90% da população é favorável à nossa causa.

    Não pretendo continuar o debate por esta página, mas eu e minha Equipe estaremos disponíveis via Twitter, Facebook e em breve na nossa página oficial, para quaisquer esclarecimentos.

    Um abraço a todos.

    • Karina Almeida says:

      “Por fim, mas nao menos importante, gostaria de lembrar que este texto está hospedado na UFRGS, Universdade de um estado onde quase 90% da população é favorável à nossa causa.”

      Me desculpa Lucas, mas de onde é este dado? E outra, o site está hospedado na Ufrgs, não representa a opinião da universidade, e sim de alguns de seus alunos. Não tente invalidar a opinião do colega Fernando dizendo que ele é uma minoria.

  15. Sergio Lopes says:

    Sr. Fernando

    Para quem fala tanto em democracia, vivência e outras coisas. O Sr. não acha a frase “Defendida por pessoas ridículas, sem um mínimo de critério ou visão social.”, muito forte? É uma injuria generalizar toda a população. O Sr. citando a frase acima, está agredindo os cidadãos de bem que procuram exercer o direito de defesa, por desacreditar no nosso governo corrupto, onde a bandidagem age livremente. Antes de proferir essas calunias, o Sr. deveria entender primeiramente a Campanha do Armamento. Não queremos obrigar ninguem a usar uma arma, ou fazer a propria defesa. Simplesmente queremos exercer o nosso direito de defesa.

  16. João Lucena says:

    “Na década de 90 Curitiba tinha 40 mil portes expedidos e em um ano apenas 4 tiveram algum tipo de problema. Apenas UM foi homicídio passional.”

  17. Já ouviram falar em Suiça? Sabiam que lá, depois do serviço militar obrigatório, você leva sua arma MILITAR pra casa? Obrigatoriamente?
    Conhecem Canadá? Uma arma para cada 1,5 casas? Menos de mil homicídios ano?

    E.. cercear a minha liberdade de defender a idéia de me armar? É ridículo expressar minha opinião.. não sabia! Desculpe por existir!

  18. O direito a possuir armas é assegurado pela constituição, além de ter sido referendado em 2005.
    Amigo, a verdade é que contra FATOS não há argumentos.
    FATO: O maior problema do Brasil é a certeza da impunidade e não a quantidade de armas LEGAIS.
    FATO: Mesmo em regiões dentro do Brasil, notamos que onde há mais armas há menos crimes e vice-versa.
    FATO: Se a quantidade de armas estivesse relacionada com o número de homicídios, a Suíça seria um campo de batalha.
    Eu ter ou não armas é uma prerrogativa única e exclusiva minha. Ninguém tem o direito de interferir.
    Sim, defendo o direito ao porte e o estatuto do desarmamento devia ser revogado, pois defente apenas o direito dos bandidos, não da população.
    Lembre-se: o bandido não respeita lei alguma, ele coloca a arma na cintura e sai para praticar seus crimes.
    Se você não quer ter armas, ótimo, é um direito seu. Só não acho correto você adotar uma postura ditarial e sugerir que um rolo compressor passe por cima do resultado do referendo.

    Abraço,

  19. Mostra q quem escreveu o artigo, tem claras intensões de controle do povo. A proibição da arma, a doutrina do não reaja e a culpa de vc ser assaltado é somente sua traduz por completo o controle sobre a população. Respeito se vc não quer ter arma mais respeite a minha que tenho a 16 anos e sempre a terei. E ao longo desses 16 anos sabe quantas vezes me envolvi em crimes, pasmem NENHUMA. A lei está para coibir aquele que tem algo a perder como trabalho, família, lar. O bandido não tem nada a perder e se vc por 100 anos de prisão para quem está armado, não irá mudar nada, pois vai da índole de cada um.

  20. Daniel Baltar says:

    hehehe Engraçada é a “solução” que o autor sugere:

    “Eu sugiro (e comentei na postagem do facebook exatamente isso) que o porte de armas seja ABSOLUTAMENTE PROIBIDO (autoridades competentes podem, óbvio). Que seja proibido vender e comprar e que seu porte (automaticamente ilegal) seja considerado crime gravíssimo, com pena de 30, 50, 100 anos, quanto for possível.”

    Alguém avisa a ele que na prática não existe mais porte de armas no Brasil há quase dez anos.

    • Fernando Freitas says:

      Daniel,

      Bom, o que dizer… Eu falei, em uma pena de 30 ou mais anos, a legislação prevê:

      “Porte ilegal de arma de fogo de uso permitido

      Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.

      Leia mais: http://jus.com.br/revista/texto/5155/dos-crimes-de-arma-de-fogo-em-especie#ixzz1rfeANI4i

      Assim, não entendo o que há de errado na minha afirmação.

      • Daniel Baltar says:

        Fernando, eu sou advogado. Sua sugestão é engraçada por muitas razões. Dentre elas porque existe uma coisa chamada Princípio da Proporcionalidade, que estabelece a relação entre o dano social provocado pela conduta anti-jurídica e a pena imposta como sanção, e você sugere penas mais altas que para os chamados crimes hediondos, como se portar uma arma na rua fosse algo tão grave, que exijisse um grau de malícia, crueldade e desumanidade tão grande quanto sequestrar, torturar etc. Segundo porque leis são feitas para quem as obedece. A duração da pena não é nem de longe o fator mais importante. E, neste caso, para quem respeita a Lei já é severa demais, o suficiente para que o cidadão se abstenha da prática do delito. Para um criminoso pertinaz isso não faz diferença, e oitenta por cento de nossa população carcerária é de criminosos pertinazes, pessoas para quem o crime faz parte do quotidiano, pessoas que entram e saem da cadeia o tempo todo, que voltam a delinquir na primeira oportunidade, basta estar em liberdade condicional, e isso inclui homicidas, latrocidas, sequestradores, estupradores etc. Não adianta dizer que que ficarao na cadeia por 30 anos se forem pegas portando uma arma, elas não deixarao de faze-lo por conta disso. Roubar, matar, traficar, tudo isso já é proibido e punido com penas adequadas e no entando não inibe a criminalidade. O eu que inibe é outra coisa, a certeza da punição, mas aí já são outros quinhentos. Poucos países no mundo produzem tantas leis como o Brasil, há um excesso de atividade legiferante, leis proibindo isto, regulamentando aquilo, e isso é um indicativo de que, primeiro, o Brasil é um país muito problemático, e de que, segundo, não sabe como resolver seus problemas, nossos legisladores acham que basta promulgar uma lei, aumentar uma pena, e tudo se resolve.

    • “Alguém avisa a ele que na prática não existe mais porte de armas no Brasil há quase dez anos.”

      Existe: pra bandido.

    • Grande Simon de Montfort, concordo contigo e não abro!

  21. Olá Fernando,
    Achei incrível este teu post, acho interessante ver como existem pessoas lunáticas que acreditam que armas de fogo resolvem tudo. Acredito que pessoas com treinamento e autorização devem usar, agora qualquer um que nem sabe a real função de uma arma de fogo não. Parece ridículo pensarmos assim em pleno século XXI. Achei que as pessoas já caminhavam para uma conscientização à respeito das coisas que envolvem a sociedade como um todo, mas pelo visto não.
    Parabéns pelo texto :)

    • Daniel Baltar says:

      Acho que você devia procurar se informar melhor pra não dizer bobagem, não distorcer as coisas nem ficar repetindo clichês politicamente corretos que ninguém mais aguenta ouvir (ou ler)

      • Karina Almeida says:

        Assim como vocês vem aqui expor sua opinião, todo mundo o pode. Agora estão querendo convencer todos que a ideia de vocês é válida, e depois é o Fernando que tem intenções de controlar o povo (hahaha morri com essa!!).

    • Já repararam que as ofensas sempre vêm dos desarmamentistas? Já repararam que tudo que vem deles é nesse tom, falando que quem defende armas é lunático?

      • Daniel Baltar says:

        Pois é, Heros. Desarmamentistas e politicamente corretos em geral seguem uma linha de pensamento essencialmente proibitiva e autoritária. Querem proibir, proibir, proibir, banir do mundo tudo que não lhes agrada. Não gostam de cigarros, então querem banir os cigarros do mundo. Não gostam de armas de fogo, querem baní-las do mundo, e por aí vai. E não se prestam a apresentar argumentos que fundamentem seu posicionamento, é tudo sempre baseado em puro e simples preconceito.

      • Pois é, lunático é quem luta pelo legítimo direito de defender seu lar, sua família e seu país.
        Alguém pode me dizer o que é um sujeito são por favor ?

        • Acho que pela filosofia de certos desarmamentistas como a Taira, um sujeito são é um sujeito que perante um criminoso age da seguinte maneira: “olha meu senhor, pode entrar na minha casa à vontade e fazer o que quiser, pois não temos armas para te afrontar, somos da paz e quem deve mandar é o senhor bandido, se quiser até peço uma pizza para o senhor e sirvo minha esposa de sobremesa.”

  22. Num ponto sou obrigado a concordar com o Fernando Freitas (que não conheço). Toda defesa extrema é ridícula. Não obstante e, respeitosamente à sua opinião contrária, ouso discordar peremptoriamente. Alguém conhece algum marginal que se intimida diante da lei ou, quiçá, teme a aplicação de pena? A evidência que não! Se fosse assim senhor Fernando, por que não sugerir a pena capital? Simples, porque não intimida o delinquente. V.Sa deveria entender que bandido é bandido e eles é que têm que ser punidos. Vc retirar direitos de cidadãos como política criminal, respeitosamente, beira a puerilidade. O Estado, a meu juízo, somente depois de provar sua capacidade para desarmar os bandidos, e tão somente eles (marginais do ordenamento jurídico) é que teria legitimidade para aventar uma campanha pro desarmamento. Na sua linha de raciocínio, e sem fazer apologia a qualquer pesquisa, deveria o Congresso Nacional proibir a aquisição e uso de automóveis, visto que, são mais mortíferos do que muitas guerras. Hipocrisia atestar que armas são as causas da criminalidade. Hodiernamente, crimes muito mais graves são cometidos sem o emprego de qualquer arma de fogo, como deve ser de seu conhecimento, notadamente, os inúmeros desvios de recursos públicos que retiram do cidadão a dignidade de acesso aos mais básicos direitos.

  23. Paulo Barbosa says:

    Fernando, acredito que seu post não foi tão imparcial quanto sua boa intenção previa. O senhor tem obviamente direito de expressar sua opinião. Mas e a verdade? E se o senhor assumir no futuro que esta é uma questão que passa longe da simplicidade dos argumentos que o senhor citou? Faço ao senhor sinceros votos de paz, mas te peço também dedicação a assimilar mais dados acerca das intenções por traz da campanha do armamento. A arma de fogo não deve ser símbolo de morte, e sim símbolo de luta. No nosso caso, luta pela paz e por nossos direitos.

    • Fernando Freitas says:

      Paulo,

      Minha intenção em nenhum momento foi fazer um texto imparcial. O nome deste Blog é Viés. E a ideia é que os textos tenham um… Viés. O que fiz foi expressar minha opinião. Opinião que mantenho firme.

      Gostaria de fazer uma pergunta, qual pode ser o outro uso de uma arma de fogo a não ser ferir ou matar (pessoas ou animais)?

      Pergunto porque no vídeo do amigo Paulo Roberto, vi pessoas praticando inofensimavente em folhas de papel, mas porque a necessidade de desenhar silhuetas humanas nelas? Ou seja, até o papel tem que parecer uma pessoa, senão não tem graça?

      Me perdoem, mas continuo achando difícil acreditar que uma pessoa que empunha um revolver realmente queira a paz.

      • João Lucena says:

        Outro uso para a arma de fogo a não ser ferir ou matar? Defender, proteger, libertar… A necessidade de ter silhuetas humanas não tem relação alguma com a “graça”. No treino, a situação real deve ser simulada com o máximo de fidelidade, portanto o treino em silhuetas humanas é o mais adequado para a defesa.

      • João Lucena says:

        não vi ninguém aqui que defendesse o direito de defesa dizendo que quem não pensa como nós é “qualquer um”, “o calcanhar de Aquiles da internet”, ou de “pessoas ridículas, sem um mínimo de critério ou visão social”. Nem falamos que não entra em nossa cabeça que pessoas com polegares opositores e que andem pra frente consigam defender uma ideia tão absurda quanto o desarmamento. O convívio em sociedade tem tudo a ver com respeito a opinião alheia. E o que é paz sem isso? Até agora, nessa página, quem se mostrou mais alterado não foi ninguém que “empunha um revólver”, e sim o que mais defende sua abolição.

        • Fernando Freitas says:

          Caro João,

          É importante deixar claro que as palavras que você citou são minhas e apenas minhas. E são todas opiniões. Por favor não se ofenda com elas, eu realmente não mereço tal importância.

          Sobre ficar alterado é verdade. No momento do texto eu estava realmente muito chateado e até com raiva, alterado mesmo. Ainda bem que eu não tinha uma arma não é?

          • João Lucena says:

            Ainda bem que você não tinha uma faca, ou poderia esfaquear alguém. Ainda bem que não tinha um isqueiro, ou poderia botar fogo na casa do seu vizinho depois de uma briga. E um carro, que vira arma em briga de trânsito? Também poderia ser proibido o treino de artes marciais, pois o próprio corpo se torna uma arma nas baladas e festas. Motocicletas e bicicletas são muito utilizadas para assaltos, porque não proibir também? Se você tivesse uma arma e matasse alguém, a culpa não seria da arma, mas exclusivamente sua. Não me sinto ofendido com suas palavras, mas você há de convir que não foram nem um pouco respeitosas. O que eu não gosto é de hipocrisia. Diz que fazemos defesas vazias e não temos opinião crítica, mas em nada do que você escreveu vi nada que embasasse sua opinião fora sua própria consciência, o que, a meu ver, não passa nem perto de pensamento crítico.

          • A velha mentalidade de que quem tem arma quer resolver tudo na bala… De achar que por qualquer motivo quem tem arma vai sair dando tiro aos quatro cantos…

          • Marcus The Angelo says:

            Queria te agradecer ( e a tua colega de auxilio Karina Almeida ) pela postagem do BLOG , e principalmente por ter levado ” um tranco ” intelectual como foi visto aqui , és um bom exemplo assim , pois ai quando alguém quiser defender o DESARMAMENTO que se prepare , estude , que tenha base para falar e defender esta derrotada bandeira, e não seja manipulado por falácias , pois estas são tão frágeis , instáveis e mentecapta quanto a tua defesa de pensamento. Novamente obrigados e bons estudos.

        • Concordo plenamente! Até agora só vi essas meninas que são contra armas usarem termos ofensivos.

        • Concordo totalmente! Até agora só vi essas meninas que são contra armas usarem termos ofensivos.

        • Não sei se o blog que tá com problema ou a minha internet, portanto pela terceira vez tento colocar esse meu texto no lugar certo:

          Concordo plenamente! Até agora só vi essas meninas que são contra armas usarem termos ofensivos.

      • Pra começar, a maior virtude a ser considerada em uma arma de defesa nem é a sua letalidade, e sim a sua capacidade de incapacitar o agressor.

      • Primeiramente, a maior virtude a ser considerada em uma arma de defesa nem é a sua letalidade, e sim a sua capacidade de incapacitar o agressor.

      • Paulo Barbosa says:

        Me perdoem, mas continuo achando difícil acreditar que uma pessoa que empunha um revolver realmente queira a paz.

        Reintero o ponto central da minha pergunta anterior. E a verdade?

        A busca da verdade exige métodos, dos quais o senhor passa longe. Será que o senhor está disposto a pôr em cheque seus conceitos atuais?
        Caso sim, talvez toda essa discussão ajude.

        Bombeiros usam armas. Será que é para matar?
        A polícia conseguiria fazer seu trabalho sem armas? E no entanto eles atiram sempre que sacam suas armas?
        A soberania de um país seria garantida sem armas?
        Antes da invenção das armas de fogo, a humanidade era pacífica?
        Amigo, não se dê ao trabalho de responder essas perguntas a mim. Penso que se um homem honesto e maduro tem interesse de conhecer alguma realidade, ele chegará a essa realidade por seus próprios meios.
        Por isso mesmo o desarmamento merece suspeita, comece por aí, ou aceite sua condição de pessoa parcial e formador de opiniões parciais.

        ps.: Suíça e as armas:
        http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=975

  24. Daniel Baltar says:

    Onde quer que imperem as trevas da ignorância e do preconceito não há como desenvolver um debate honesto.

  25. Marcus The Angelo says:

    Para banir as armas, porque os criminosos usam, é dizer ao cumpridor da lei que os seus direitos e liberdades não depende de sua própria conduta, mas sobre a conduta dos culpados e os injustos. Lysander Spooner (1808 1887)

  26. Alexandre Calixto says:

    Nunca li, em qualquer outro meio, tanta besteira num só blog. Não assim, como o autor (Fernando Freitas) deste texto o fez.

    Distorce o ideal da campanha fazendo alusão ao “velho oeste”.

    Demonstra total desconhecimento e desrespeito as leis e aos cidadões, respectivamente, engajados a este movimento.

    Fere o direito constitucional de defesa do cidadão e também a livre prática de esportes que envolvem armas de fogo. Assim com, também, regurgita
    suas conjecturas sobre qualquer adjacência ou categoria que necessitem de armas de fogo, além de seu uso para defesa, claro.

    De pronto é sabido que esse senhor nunca foi a um clube de tiro, quanto mais presenciou a prática de qualquer prova de
    IPSC, IPDA, NRA, … ou qualquer outra. Pois se contradiz em suas premissas.

    Exibe sua indiferença às pessoas que precisam – sim, caçadores (e outros) precisam de armas de fogo – de armas de fogo para subsistência, ou aquele sitiante
    que reside a centenas de quilometros de um centro urbano.

    No mais, aproveite a popularidade em seu blog e mantenha o canal para o debate.

    http://www.youtube.com/watch?v=9ICHS5CsnUw

    • Alexandre, nem precisamos ir muito longe. Qualquer cidadão que viva em uma cidade grande precisa de uma arma em semáforos e caixas eletrônicos.

  27. PAULO S. BARCI says:

    Tito Livio (59ac-17dc) dizia:
    “Ad arma pro vestram et libertas fidem,civens” ou então;
    “Às armas cidadãos, para a vossa segurança e liberdade”

  28. Estatuto do desarmamento: há 10 anos fazendo do crime uma profissão mais segura.

  29. Vilma Teodoro says:

    Desde quando marginal precisa de porte de armas pra matar alguém… Pesquisas entre os próprios detentos afirmam que jamais entrariam em uma casa se soubessem que o proprietário estivesse armado. Vários homicídios poderiam ser evitados se a outra pessoa tivesse uma arma pra se defender.

  30. Bom eu não continuaria no debate, pois acho ele desnecessário. But… Em nenhum momento vou mandar ninguém entrar na minha casa e ser politicamente correta, mas também não usaria uma arma, pois não sei manejá-la. Existem dois extremos na minha opinião, não sou a favor de armas serem liberadas a qualquer um, contudo se a pessoa tiver um treinamento e souber usá-la e quiser usar, que use. Mas mantenho meu posicionamento de que se pensarmos que a arma resolve tudo, as coisas só vão piorar.

    • Pois é, no meu caso tenho armas e mantenho meu treinamento em dia com todas elas, e não sou lunático só porque usaria uma delas se estivesse enfrentado o dilema de matar ou morrer. Também sou da paz, mas não sou da paz como os desarmamentistas que vivem a utopia de um mundo sem armas aonde todos se respeitam um ao outro apenas pelo bom senso, sei que a paz é o resultado da guerra.

  31. Bom aí eu concordo contigo Heroes, não vivo uma utopia (como podem pensar) e nem espero que o coelho venha me levar para o país das maravilhas. Acho legal quem tem essa consciência de manter treinamentos e tudo mais. Só acho que deveria haver um monitoramento dos que, ao contrário de ti, usam armas para se acharem os bons e para assustarem as pessoas.

    • Concordo Taira, mas aí que tá o problema, ninguém que quer fazer merda compra arma legal e mantém as questões burocráticas em dia, até porque comprar uma arma no mercado negro é muito mais fácil, barato e a justiça não tem registro dessa arma. O problema é esse, tudo que os políticos têm feito só têm atingido o cidadão de bem que tem ou quer ter uma arma, nada tem sido feito efetivamente para desarmar bandidos e desordeiros.

  32. Sr. Fernando Freitas.

    Não acha que eestá sendo um pouco infantil? Parece que neste texto o senhor está gritando,berrando,como uma criança que quer uma coisa,não consegue e faz birra pra ter. O grande problema das armas aqui no Brasil é o mau uso dela. Sempre usadas e manuseadas na maioria das vezes por pessoas sem perícia,sem prática e sem nenhum tipo de instrução. Por isso que pessoas como você generalizam disendo que armas deveriam ser banidas,etc. Se proibir,é pior ainda. População desarmada,bandidagem armada. Quem vocÊ acha que vai ganhar? a população desarmada que não terá como se defender? Ora essa,o direito de legítima defesa e o direito do cidadão de bem se defender está assegurado pela Constituição.

    O que foi,o senhor quer passar por cima da Constituição Federal? Quando um bandido invadir sua casa,estuprar sua esposa,roubar todo seu patrimônio,e vocÊ não poder defender a si mesmo e sua família,se arrependerá profundamente de dizer palavras tão tolas e mesquinhas. Pense um pouco antes de sair por aí dizendo idiotices.

  33. Realmente a internet se presta a muita porcaria, como estas baboseiras que você escreveu. Quanta falta de informação e preconceito. Se não quer ter armas é um Direito Seu, como é meu ter uma. Vá pregar o desarmamento dos bandidos e a criminalização do CONSUMO DE DROGAS, acho que assim você vai realmente contribuir para diminuir a violência.

  34. Marcus The Angelo says:

    Sr Fernando :

    Queria te agradecer ( e a tua colega de auxilio Karina Almeida ) pela postagem do BLOG , e principalmente por ter levado ” um tranco ” intelectual como foi visto aqui , és um bom exemplo assim , pois ai quando alguém quiser defender o DESARMAMENTO que se prepare , estude , que tenha base para falar e defender esta derrotada bandeira, e não seja manipulado por falácias , pois estas são tão frágeis , instáveis e mentecapta quanto a tua defesa de pensamento. Novamente obrigados e bons estudos.

  35. Fui assaltado, fui ameaçado de morte, procurei os orgons públicos e nada.E fui comprar uma arma, ao intuito de me defender, levou mais de 4 meses e vivendo com o medo. Ai vejo um bando de idiotas como esse desse site falando sobre as armas como se ela fosse a causa da destruição do homem e não ele próprio. Vem cá tolinho, andamos nos matando o tempo todo, quem faz o bem recebe o mal e não tem nem o direito de se defender? Qualquer marginal anda armado, mata de canivete ou com pedra, e vem por a culpa nas armas? Na boa, esse brasil é um lugar infernal por pessoas metidas a tais intelectuais que querem aparecer com hipocrisia… Na boa, ja faz 4 anos e o poder público nem procurou o tal assaltante que me roubou e muito menos a pessoa que me ameaçou de morte, e ainda eu não tenho nem o direito de possuir uma arma ou um porte? Vai criar vergonha nessa cara! Me da nojo ver tais coisas bizarras como essa, que salvar vidas? Faça um programa anti mídia que escraviza o povo brasileiro…..

    Imagina a alegria dos políticos corruptos ao saber que o povo está fortemente armado…… Essa publicação é mais uma apoiando a corrupção, que mata, estupra, assalta etc.. Quem apoia o desarmamento apoia a matança de qualquer jeito sendo pior tirando o direito de se defender, como um homem com um pau agredindo um a cachorro indefeso. Esses são vocês.

    • Passei por uma situação semelhante a sua e entendo perfeitamente o que você sentiu ao ler o post deste blog. No meu caso, já fui assaltado duas vezes e, na terceira, resolvi reagir mesmo sem arma. Consegui escapar dos dois assaltantes que estavam com estiletes e me atacaram na covardia (por sorte, tenho um pouco de habilidade em AM). FERIDO, liguei várias vezes para o 190 e nem a polícia e nem o SAMU apareceu. Minto, passou uma viatura da polícia e a mesma se recusou a me levar ao hospital e à delegacia. Felizmente, bons samaritanos me levaram de carona para esses lugares. O atendimento do Hospital foi péssimo e na delegacia ainda veio aquela velha recomendação idiota do funcionário para não reagir a um assalto. Pra finalizar, na delegacia encontrei o mesmo PM que se recusou a me levar na viatura. Depois disso, o mesmo descaso dos órgãos públicos que você relatou. Evidente que foi apenas mais um caso registrado e os criminosos não foram encontrados. Porém, a única coisa que me confortou nesta história toda… foi o gostinho de ver os meliantes não levar meus pertences e aquilo que é mais valioso para um homem (a dignidade)

      Por fim, assino embaixo tudo o que você disse!

      Atualmente, ando estudando mais sobre armas e, em breve, vou frequentar uma escola de tiro e vou enfrentar toda a burocracia para conseguir o meu porte. Quanto ao dono desse blog, não se preocupe, o mundo da voltas, especialmente no Brasil, e ele ainda vai passar pelo grande momento da vida dele.

  36. Pingback: Um ponto de vista sobre a pena de morte no Brasil | Viés | O outro lado da rede

  37. Cara, se você achar que marginal compra arma em loja, você tá vivendo num mundo diferente do meu.
    Nenhum marginal compra arma em loja. Não é de hoje isso, ontem era assim, amanhã será assim.

    Arma no mercado negro é mais barato, você compra de imediato (leva-se mais de 6 meses pra conseguir uma arma passando pelo tramite legal da coisa) e não requer emprego fixo, exame psicológico, exame prático, etc…

    Sério, por favor, se você quer ser um completo ignorante num assunto, seja, apenas não fique espalhando sua ignorância por aí, ok?

  38. Paulo Guarnieri says:

    Essa campanha do desarmamento não deveria existir, pois isso é um desrespeito à vontade manifestada da população no plebiscito que JÁ aconteceu em 2006, onde a grande maioria queria manter o direito de se defender. Deveriam respeitar o resultado do plebiscito e aceitar a derrota, não ficar eternamente recorrendo da vontade do povo.
    Acredito que se as armas de fogo não tivessem existido, seria melhor, mas sem hipocrisia, elas não vão sumir, e os bandidos estão armados, não com as armas que estão liberadas para compra pelos cidadãos, mas pistolas, fuzis, e outras JÁ proibidas, então não estão atacando a verdadeira fonte do problema. Estão atirando no alvo errado.
    Pela própria lógica, bandidos avaliam riscos, e não querem ser recebidos a tiro ao invadir uma casa, logo são a favor dessa campanha. Certa vez, ladrões desistiram de tentar entrar em minha casa pois acreditaram que eu estivesse com um revolver!!
    Eu não atribuo simploriamente a violencia ao número de armas, nem pra mais nem pra menos. Mas gosto de conferir os dados. Nos EUA tem 15x mais armas que aqui no Brasil, e o índice de homicidios por arma de fogo é
    pelo menos 3x menor que aqui, sendo a população de lá quase o dobro da nossa.
    Vamos parar de distrair o povo com essas campanhas ridículas e atacar a corrupção e a impunidade. Quando vai existir uma para botar os políticos corruptos na cadeia e proibir efetivamente a corrupção? Resposta: Nunca!

  39. acho você um imbecil

  40. Pretty section of content. I just stumbled upon your blog and in accession capital to assert that I acquire in fact enjoyed account your blog posts. Any way I¡¯ll be subscribing to your feeds and even I achievement you access consistently quickly.

  41. Pessoal, li todos os comentários e na minha opinião quem quiser se armar tem mesmo, fui a favor do desarmamento e hoje se me perguntarem de novo voto contra o desarmamento e a favor do armamento. Pois a população está desarmada e os bandidos e políticos podem fazer o que quiser. Que tal um novo plebiscito?

  42. Estevan Gracia says:

    Independente do assunto abordado, me chama a atenção o tom de espanto e surpresa do autor do Blog. Ele toma sua posição pessoal quanto ao assunto a única alternativa lúcida de opinião e se diz estupefato com o fato de existirem pessoas que discordem do que ele pensa.

    Assim, mais assustador do que existir dois grupos de pensamento opostos em um debate sobre a relação armamento/violência está no fato de que alguém simplesmente ache normal que as pessoas com opiniões diferentes sejam relegadas à condição de loucas, insanas e excêntricas.

    “Que absurdo, ela não pensa como nós! Dá pra acreditar?”

    Esse nivelamento em torno do pensamento do “status quo” é justamente o que caracterizam abelhas e formigas, dependentes que são das rainhas. Mais do que isso, é exatamente esse nivelamento de pensamento, que não admite oposição e se espanta que ela existe é justamente o que caracteriza os intolerantes, intransigentes e os autoritários. Quando isso parte de um blog relacionado a uma Instituição federal de Ensino, então o medo se torna maior ainda.

    É justamente nesse ponto que vemos para onde caminhamos. Dois traços importantes verificáveis em qualquer ditadura que tenha ocorrido na história:

    1 – A necessidade de castrar a autonomia de pensamento da população, fazendo com que elas “pensem com o coletivo”.

    2 – A necessidade de evitar a capacidade de reação do povo contra o poder que se impõe a ele: e aqui, o desarmamento da população é fator de imensa importância.

    Recentemente, por ocasião dos 100 anos da Guerra do Contestado, muitos militantes de esquerda recordam a “reação do povo contra as multinacionais e o Governo”. Mas essa reação só foi possível porque eles tinham capacidade de pensamento e armas.

    No mais, me assusto mais com um povo que não pensa por conta própria do que com um vizinho que tenha uma arma em cima do guarda-roupas.

  43. Eu também era a favor do desarmamento… um adolescente ingênuo que acreditava nas falácias de “intelectuais” esquerdistas. Pessoal, 5 Adesivos Campanha do Armamento – Frete Grátis: http://nopz.com.br/loja/index.php/adesivos/outros/campanhadoarmamento.html

  44. Não entendo porque fica chocado… deveria ficar chocado em ver o governo federal desrespeitar a decisão popular de 2005 e continuar a gastar uma fortuna com propaganda do desarmamento, campanha essa que tem viés ideológico. Esse “estatuto do desarmamento das vítimas” só trouxe segurança para os bandidos e deixou todo mundo à mercê da criminalidade. E acima de tudo, lembre-se a Campanha do Armamento está defendendo um direito seu também… pois mais vale ter um direito e não querer usá-lo do que não ter e precisar dele!!!

  45. filipe garcia says:

    posso matar com uma faca, pedra ou até mesmo com minhas mãos não preciso de arma de fogo para isso.
    mas se você tiver uma arma de fogo para se proteger de mim?…

  46. Eu nunca vi tanta falácia e tanta falta de visão em uma postagem só. Sinceramente, você diz isso e aquilo dos armamentistas, mas você é simplesmente… Tudo que vocÊ está dizendo dos mesmos.
    “Falta de visão social”? Sua? Você, um cidadão que vive numa sociedade pacata, vai para a sua baladinha no FDS, no carrinho financiado… Você sim, jamais iria querer armas, pois você acha que iriam dar armas sem responsabilidade nenhuma, acha que todos seriam esquentadinhos, só porque no fundo você é uma pessoa que não se confiaria uma arma, ou vive perto de várias. Se você não precisa de proteção, ótimo, mas há quem necessite, então deixe de ser tão cego, para não digitar algo pior…
    Polícia, tratar de tornar os agentes da segurança mais treinados, certo, mas e quando eles não estiverem para proteger você ou sua família? Ainda que a estação policial esteja próximo à você, haverá um tempo entre você e a estação, nesse tempo, o mal já foi feito pelo marginal armado.
    Você só viu as notícias ruins e terroristas das armas, e por isso é um alienado, condenando as armas, não vê o outro lado da moeda.
    LIBERDADE não é LIBERTINAGEM, se o mesmo teste psicológico feito para se obter armas fosse feito para eleitores, estaríamos armados E seríamos um país decente. Vá pesquisar direito.
    Poderia apresentar milhões de argumentos sólidos, mas é perda de tempo mostrar conhecimento aos porcos…
    E apesar de errado, eu espero que um dia vocÊ seja atingido por uma Ironia do destino, e aí você vai se ver na pele de quem necessitou de segurança, mas não teve… =)

  47. Porra qual é a minha culpa de ter pessoas que não gostam de armas??..eu adoro armas ..adoro praticar tiros…já pego em armas desde os 5 anos , quero ter o direito de me defender …o direito de uma pessoa começa quando o mesmo não passa pelo direito da outra..Respeito a todos…

    Quero preço justo por uma arma legal..não um revolver de noiado na esquina por 50 pila quem vem do Paraguai, que acontece muito aqui em SC ….e tem gente que acha que proibindo vai se acabar…uhahuahuha..Papai Noel também existe…Pelo menos deem ao cidadão o direito de armas não discretas livres….Sinceramente eu não acredito nesse pais …os que não deveriam governar viram até presidentes…
    ATT.Ricardo .Secretária de Meio Ambiente SC.

  48. Olha amigo..voce questionou os estudos e criticou-os, porém não teve a boa vontade de procura-los antes de vir aqui e sair falando e defendendo o SEU ponto de vista. Voce tem duvidas sobre os dados, ok..vai aki alguns links para esclarecer suas duvidas.
    http://www.unodc.org/documents/data-and-analysis/statistics/Homicide/Globa_study_on_homicide_2011_web.pdf (Glo­bal Study On Homicide), não há como se estabelecer cientificamente uma relação entre a quantidade de armas em circulação e o número de homicídio. Segundo o estudo, nos países onde há mais armas legais em circulação, menores são os índices de homicídio.
    Sobre estupros – http://www.saf.org/lawreviews/espohl1.htm
    http://www.saf.org/journal/other/silverkates.pdf
    Isso foi só uma pesquisinha. Simples

  49. Ridículo é ver esse preguiçoso mental postar coisas descabidas sobre a campanha do armamento na net.
    Não coube a ele, por ignorância talvez, rebater os argumentos, apenas ridiculariza-los.

  50. Caro Fernando Freitas, tenho uma graduação, uma pós-graduação e uma MBA, sou pai de família, sustento minha casa e trabalho a 8 anos na mesma empresa, servi ao meu pais no exercito.
    Não sou um pessoa ridícula, possuo duas armas, tenho direito de defender a mim e a minha família, pois se um marginal entrar na minha casa e ate ligar para a policia e ela chegar terá se passado longos minutos, assim “Si vis pacem, para bellum”.
    Sugiro que você leia e entenda com funciona a atual legislação brasileira de armas.
    A comunidade “Campanha do Armamento” prega que temos o direito de possuir armas e que todo CIDADÃO de BEM pode ter este direito.
    Somente para lembra-lo, os marginais não compram suas armas em lojas, compram no mercado negro, não ligam nenhum pouco sobre a restrição na compra de armas, imagino que ate prefiram, pois terá a certeza que em poucas residencias existiram uma arma para defesa.
    E sem duvidas um marginal não vai cometer uma ação que gere um risco maior para ele, sempre ira procurar pessoas que são mais fáceis (mulheres e idosos por exemplo), os marginais são covardes, em confronto fogem, deixam seus comparsas feridos para trás.
    Se você fosse um marginal entraria em uma casa sabendo que o proprietário é um policial ou que possui uma arma, sabendo que tem uma grande chance de levar um tiro assim que apontar com a cabeça em uma janela!
    Não seja um intolerante!
    Não tenha um preconceito sobre questões na qual você não domina!

    • Nota 10, é repugnantemente ver esses playboys metidos a formador de opinião, falarem sobre uma coisa totalmente fora da esfera deles. Sai de casa meu amigo, sai da frente da TV, sai da frente do seu PC e viva o mundo real, acorda ! Ninguém mais aguenta viver na detenção sem muros.

  51. Moro num sítio, e já fui assaltado algumas vezes.
    Lá, pra polícia chegar precisa no mínimo meia hora. Vai depender da polícia pra garantir sua defesa e de sua propriedade? Aos anencéfalos que defendem o desarmamento, abram um pouco suas mentes e tentem se colocar numa situação de risco. Vai rezar pra polícia chegar a tempo? É preciso desarmar o marginal e não o cidadão de bem, trabalhador e de conduta ilibada. E não me venham falar em Direitos Humanos, que só servem pra defender marginal mesmo. Aliás, lugar de marginal não é na cadeia. É pra servir de adubo.

  52. Como podemos fazer para ter outro plebicito, e desta vez votarmos corretamente ?

    • Christiano says:

      A única coisa que nós votamos em 2005 foi o Art. 35 da Lei Nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003:

      “Art. 35: É proibida a comercialização de arma de fogo e munição em todo o território nacional, salvo para as entidades previstas no art. 6º desta Lei (apenas agentes de segurança públicos e privados, praticamente).
      § 1º: Este dispositivo, para entrar em vigor, dependerá de aprovação mediante referendo popular, a ser realizado em outubro de 2005.”

      E nós votamos corretamente, pelo NÃO, com 63,94% dos votos válidos (59M vs 33M).

      A proibição da aquisição de arma e porte já estavam praticamente validados pela mesma Lei, nos artigos 4º e 6º, independentemente do resultado do referendo:

      “Art. 4º: Para adquirir arma de fogo de uso permitido o interessado deverá, além de declarar a efetiva necessidade, atender aos seguintes requisitos:” (vide a Lei) – (requisitos legais mais do que justos, o injusto é ter que declarar a efetiva necessidade, já plenamente discutida nos comentários. Deveria ser um direito e ponto).

      “Art. 6º: É proibido o porte de arma de fogo em todo o território nacional, salvo para os casos previstos em legislação própria e para:” (vide a Lei) – (apenas agentes de segurança públicos e privados, praticamente).

      Ou seja, nunca fomos questionados se queríamos ter o direito à armas ou não. Simplesmente proibiram.

  53. Caro Fernando, se um marginal entrar hoje em sua residência e achar sua mãe atraente, sua irmã de 13 anos sexy, o que você poderá fazer pra impedi-lo de abusar sexualmente delas? a sua opinião?! Opinião esta que eles adoram, pois eles não estão nem ai pras leis ou pra sua vida ou a vida de qualquer um!!! Privar um cidadão de bem de se proteger é o único crime em questão aqui, pois eu gostaria de poder me defender dentro da minha casa ou dentro do meu carro quando estou passeando com minha esposa filha e netas, é o mínimo que se pode querer. Pelo que percebi você não entende nada de direitos ou de leis, pois trabalhei armado durante 6 anos e nunca matei ninguém!!!A minha arma era para garantir a minha segurança e das demais pessoas que dependiam de minha proteção, isto não fez de mim um marginal! porém o fato de estar armado garantiu minha vida por várias vezes sem contar a segurança dos demais.Fui contra a proibição na ultima votação e serei contra enquanto vivermos nestas condições…

  54. Quando um bandido entrar na sua casa ou cutucar o vidro de seu carro com uma pistola na sua cara, e vc ter condição de reagir e não fazer por não ter uma arma no alcance das mãos, vc entenderá.
    Mas enquanto vc se esconder no seu prédio ou na sua casa com cerca elétrica, vc apenas será mais um refém do medo.

  55. Muita gente aqui tem razão. Você não passa de um alienado que é controlado pela televisão. Boa parte dessas pesquisas que você julga “falsas” são verdadeiras. E pra finalizar: Se você quiser morrer pra bandido, ter sua família assassinada, viver sem segurança e etc. Ótimo. A escolha é sua, é seu direito não ter armas. Mas não tire esse direito de todos os cidadãos de bem que querem uma pra se proteger e proteger sua família.

  56. Vcs querem dados de pesquisas reais? De 2000 a 2010 foram fechadas 90% das lojas que comercializavam armas de fogo no nordeste. Nesse mesmo período a criminalidade aumentou 200%, segundo o mapa da violência.
    Arma de fogo não é só para matar, é para pratica esportiva tb. Sou atirador a mais de 20 anos, tenho porte de arma e já livrei minha família de assalto sem deflagrar se quer um tiro.
    Não vejo problema em o cidadão de bem ter direto a um porte de arma, nas condições que é concedido hoje. Um atirador desportivo tem que provar que é apto a adquirir uma arma através de teste psicológico e de aptidão técnica com a arma. O exercito visita à residência do atirador, pelo menos duas vezes por ano, para fiscalizar se as armas desses atirador estão guardadas no cofre. Um atirador de IPSC, por exemplo, atira melhor, com mais rapidez e precisão, sem esquecer a segurança, do que 97% dos policiais no Brasil. Porque não tem o direto de portar sua arma para se defender? As armas de fogo que matam exacerbadamente no Brasil, são de bandidos ou da policia despreparada, não do cidadão de bem. Temos que acabar com essa ideologia demagoga. Carros matam 3 vezes mais que armas de fogo e no entanto são vendidos sem nenhuma restrição.

  57. Willian Moura says:

    Eu discordo do seu ponto de vista autor do texto.
    1º Compare o número de porte de armas por habitante dos EUA e o indíce de mortes com arma de fogo com os do Brasil;
    2º Quando nós vemos um massacre em que um “maluco” invade uma escola, cinema etc. e assassina vários inocentes logo se pensa: “Desarmamento da população.”
    Mas pense, você crê que por causa de uma Lei de desarmamento, o elemento que quer cometer crime vai deixar de cometer? Será que essa Lei não irá apenas coibir que pessoas de bem portem um instrumento de defesa?
    Agora pense por este lado: em vez de desarmar a população, já pensou se na escola ou no cinema tivesse cidadãos de bem armados, qual seria o êxito do “maluco” assassino? Aposto que ele seria neutralizado bem antes de matar tantos.
    3º A questão não é OBRIGAR que todos se armem, mas sim não impedir o direito de o fazer se caso sentir necessário. Mas lógico, não seria concedido a qualquer um. Há meios para fazer tal medida de forma certa.
    4º Se for só pensar em mortes, então proibe bebida alcoolica, fumo, trânsito etc.
    ARMA: é melhor ter e não precisar usar, do que precisar usar e não ter.
    E quanto a esses estudos, eles são comprovados, basta você buscar mais informações antes de sair “metralhando” por aí.

    Um forte abraço.

    P.S. Mais três perguntas:
    1) Por que ninguém ataca um policial com um pedaço de pau, faca etc. Porque ele está armado.
    2) O marido chega em casa e encontra a esposa o traindo no sofá da sala.
    Como medida para acabar com isso, ele retira po sofá da sala.
    Entendeu a analogia? O objeto não tem culpa. Se você tirar a arma, quem é assassino vai procurar outro meio de matar; e
    3) Se toda pessoa que anda armada é um assassino em potencial, então todo o homem é um estuprador em potencial, já que “porta” dentro da cueca o instrumento do crime.

    Pense, meu bem.

  58. Você se julga capaz de dizer até que ponto eu tenho direito de defender minha vida? Seus argumentos são infantis, e você deve cuidar de se informar melhor e com honestidade de pensamento.
    “Armas não matam pessoas, pessoas matam pessoas.” Essa é a verdade.

  59. Marcos Jose Ferraz says:

    Achei a matéria ridícula! aonde esta o debate??? LEIA MAIS SOBRE ESSA CAMPANHA!ai vera que as estatísticas apresentadas tem total fundamento! não adianta apenas dizer que esta descontente… mostre ao que veio e DEBATA!seus argumentos ridículos me fazem lembrar os argumentos do meu primo da 1° serie…Conselho pra você: leia mais e estude mais o assunto antes de abrir a boca ou ligar seu computador…

  60. the latest Texas most important some electronic ballots have been counted six periods. In Maryland voting equipment froze mid vote triggering governor Robert Ehrlich. To bash the costly procedure and public. I do not treatment paid if we paid fifty percent a billion bucks or billion dollars if it is really gonna set the election or danger there’s no selling price tag wore a phony election. Very well as you know earlier this 7 days all of this 7 days we have been inviting the country’s most significant maker of electronic voting equipment to affix during this discussion they usually took us up on our these days we are joined now by Mark Recchi that’s Diebold director of promoting he’s in Maryland. By the way wherever the State’s governor is urging citizens in order to avoid the machines and we

  61. Os paises antigos desenvolvidos ja passaram por experiencia de um brasil semidesenvolvidos, e já sofreram tudo que estar passando aqui hoje no Brasil. Já chegaram conclusao que todo cidadao de bem tem o direito de se defender, porque a policia nao consegui esta em todos os lugares ao mesmo tempo para protejer a populacao de crimes barbaros que estamos vendo. Entao é somente copiar os paises desenvolvidos e liberar a arma somente para pessoas de bens, claro que criminosos nao vao conseguir. Sabendo que muitos vao estar armados em onibus metros , carros e por todo lado, muito bandido vai pensar bastante de cometer um crime, o cidadao de bem vai fazer o papel da policia nas ruas, vai gerar imposto empregos e o governo vai diminuir a despeza com a seguranca policial que é muito alta e nao atende a seguranca da polulação. E vamos reduzir os crimes.

  62. Bruno Frank says:

    Prezado, verdadeiramente respeito sua opinião e opção por não ter armas, porém vamos aos fatos:

    1 – Armas, proibidas ou não, os bandidos sempre a terão, pois uma arma é um mecanismo bastante simples e qualquer torneiro consegue fabricar armas no quintal da sua casa, com um cano de cadeira e um prego dá pra fazer uma arma.

    2 – Se um caminhão de madeira é contrabandeando pelas fronteiras sem ninguém ver, imagina uma arma que cabe no bolso.

    3 – Você disse no seu comentário que todos os brasileiros, que trabalham, pagam seus impostos, tem filhos são criminosos em potencial e só precisam de uma arma para se tornarem bandidos.

    4 – Você acredita mesmo que uma bandido que sai de casa pronto pra matar ou morrer, vai deixar de andar armado por causa de uma lei?

    5 – Pra matar, ninguém precisa de uma arma de fogo, temos carros, facas, paus, veneno, canetas, garrafas, foices, facões e etc.

    6 – Existem um estudo da ONU que diz que armas legais na mão da população não aumenta a violência.

    7 – Você acredita mesmo que o de o desarmamento é uma ação de segurança pública? Não seria uma manobra de um governo autoritário para que a população não tenho condições de se revoltar contra o governo que fez ou está fazendo alguma merda?

    8 – Hitler, Stalin, Mussolini, Fidel Castro e Mao Tse-Tung estão entre os que proibiram o povo de possuir armas

    Tenho mais uma centena de argumentos lógicos e não ideológicos como os seus, mas estou com preguiça de escrever tudo aqui.

    Armas não matam pessoas, pessoas matam pessoas e elas não precisam de uma arma de fogo pra isso!

  63. Também discordo com o autor, bandidos, assaltantes, estupradores entre outros meliantes iam pensar várias vezes antes de fazerem mal há algum cidadão, sabendo que poderia estar armado, poderia até ter chacina, mas era de bandidos, o que adiante prender se daqui a pouco a justiça solta!?. é como dizem, as leis do nosso país é feita pra proteger bandidos, se acham que o desarmamento funciona, por que não criam uma Campanha do Desarmamento de Bandidos, sem falar também que a própria polícia corrupta é que fornecem armas pra eles. Essa campanha do desarmamento nada mais é os políticos com medo da população se revolta quando eles fizerem uma cagada, apesar de que todos os dias eles fazem isso.
    SOU A FAVOR DO ARMAMENTO PARA A POPULAÇÃO!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*