Variedades / Viés

Dia mundial da guerra de travesseiros (quê?)

O World Pillow Fight Day vem sendo realizado em diversas cidades do mundo oficialmente desde 2008. Funciona assim: os interessados combinam pela Internet um determinado local e horário e levam consigo seus travesseiros para guerrearem entre si. Sábado, dia 2 de abril, o flash mob chegou a sua 3ª edição, e já conta com mais de 20 países e centenas de cidades participantes. Aqui no Brasil, o evento ocorreu simultaneamente em 21 localidades, entre elas Porto Alegre, São Paulo, Salvador, Manaus, Belo Horizonte e Florianópolis. Mundo afora, londrinos, americanos, australianos, canadenses e etc. também entraram na brincadeira.

Desconhecidos guerreando com travesseiros na edição do Pillow Fight Day em Belo Horizonte, em 2009.

Vai uma travesseirada aí? (World Pillow Fight Day - Belo Horizonte/2010)

No meio da bagunça existem até regras, como levar os respectivos travesseiros escondidos em sacos de lixo ou dentro da mochila para não chamar a atenção, e a proibição de almofadas e afins com espuma dura demais e fronhas com zíper. Ah, são vedadas também manifestações políticas ou ideológicas. E se houver imprensa presente, a orientação é se fazer de desentendido: “Vim agora das Casas Bahia, fui lá comprar travesseiros. Passei aqui e de repente me jogaram no meio disto.” – resposta sugerida pelo próprio site organizador do evento no Brasil.

No âmbito internacional, o evento é realmente um desperdício de travesseiros sucesso, já que milhares de pessoas reúnem-se de fato no horário e local marcado dispostos a guerrearem até a última pena de ganso. Tem até contagem regressiva em fóruns e comunidades. O vídeo abaixo mostra a multidão presente no Pillow Fight Day de Nova Iorque em 2009.

Instituído no Brasil desde 2009, o dia das travesseiradas ainda não emplacou de fato em algumas cidades. É o caso de Porto Alegre, onde meia dúzia de gatos pingados poucas pessoas se reuniram no Arco da Redenção no horário previsto. O vídeo abaixo é de 2009, na primeira edição do evento, mas que não obteve muitos adeptos desde então:

Já outros estados tiveram uma participação massiva, contanto até com a participação de Vesgo e Silvio, do programa Pânico na TV, e de Danilo Gentili, do CQC.

Fazendo uma analogia, é de se pensar aonde levariam as forças de tantos brasileiros engajados em uma causa realmente eficiente para a sociedade. Nossa nação está acostumada a reclamar sentada no sofá ou em uma mesa de bar. Os impostos aumentam, a situação da saúde pública é caótica e as ruas seguem esburacadas. Fazemos piada com a nossa desgraça, e somente unimos forças para coisas “inúteis” como eliminar um participante do BBB, colocar uma hashtag nos trending topics, e, por incrível que pareça, passar a tarde no parque dando travesseiradas em desconhecidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*