Quadrinhos / TV / Viés

Eu prefiro anime

Alguns dirão que preferem anime. Uns dirão que não, que mangá é melhor porque é mais “fiel” à história e não contém fillers(episódios completamente desvinculados do enredo original) e outros… bem, esses provavelmente dirão que não gostam nem de um, nem de outro. Eu deixo bem clara a minha preferência por animes. Não vejo nada de errado em ler mangás. Até acompanho Naruto por meio deles. Mas é que animação me fascina! Ver aos personagens em movimento, expressando-se, interagindo uns com os outros em um suporte que não mais o papel, com suas vozes, mesmo que dubladas, o som do ambiente… tudo isso torna a história mais interessante, com mais vida! E daí se vai haver fillers?

Quem não lembra da cena em que Goku transforma-se pela primeira vez em super saiyajin Lembro que meu coração quase saiu pela boca. Finalmente o lendário super saiyajin apareceria. A emoção que senti não seria a mesma se eu tivesse lido o mangá.

A primeira cena na história de Dragon Ball que fez meu coração quase sair pela boca.

Há quem ache que o anime se torna monótono pelo fato de já mostrar o que o mangá mostrou bem antes. Para mim isso depende muito da obra e, se for o caso, é só não assistir ao anime, oras. Cenas que durariam 17 páginas, ou nem isso, no um mangá, podem durar até dois episódios no anime. “Mas o anime enrola demais, então”, tu podes estar pensando. Talvez. Mas é uma enrolação que colabora com o clima da cena que se pretende passar. E não podemos esquecer que a dinâmica de leitura de ambos os formatos é difere uma da outra. Eu, por exemplo, leio Naruto porque não aguento esperar até o próximo episódio. Ao mesmo tempo, também assisto ao anime porque por meio das imagens em movimento consigo captar melhor a mensagem. 

Tags: ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*