Esportes / Viés

Feliz aniversário, Grêmio.

Futebol é inexplicável. Como algumas pessoas podem amar tanto o Futebol? Não estou falando nem do fato de praticar o esporte. Me refiro às pessoas que deixam pra trás seus estudos, trabalhos e família para bater no peito e dizer “eu amo o meu time”. Pessoas que choram derrotas como se fossem culpadas pelos gols sofridos, que comemoram vitórias como se o próprio pé fosse responsável por levar a bola ao fundo da rede. Pessoas que arriscam seus empregos para enfrentar horas e mais horas de estrada para acompanhar uma partida fora do estado, pessoas que brigam com suas famílias por dedicar mais tempo ao time do que aos pais.

Hoje, mais de 10 mil pessoas foram até o Estádio Olímpico Monumental  parabenizar o Grêmio pelo seu aniversário e “abraçar” o estádio em uma espécie de pré-despedida carinhosa. Isso em um sábado de manhã, teoricamente o primeiro dia da semana em que se pode dormir até mais tarde. Toda essa galera resolveu abrir mão de umas horinhas a mais de sono para se deslocar até o Olímpico e novamente bater no peito e repetir “eu amo o meu time”.

Abraço ao Olímpico (Fonte: https://www.facebook.com/MeuGremio)

Confesso que às vezes ao demonstrar nosso amor pelo clube parecemos meio patéticos, mas é uma coisa que é mais forte que nós, é sobre-humano, e é justamente essa a magia do futebol! É totalmente inexplicável o que sentimos, é totalmente independente de resultados, é lindo e é verdadeiro. A sensação de estar dentro de um estádio lotado que ecoa em uma só voz os mais belos cânticos é incrível! O vibrar em conjunto na arquibancada mete uma goleada de emoção no sofá com pipoca. Eu amo o meu time. Quando ganha, sinto que também ganhei, quando perde, sinto que também perdi, quando faz aniversário, sinto que também envelheci.
Parabéns, meu Grêmio, por mais um ano de glórias. Tu ainda me darás muitas alegrias.

 

Tags: , , ,

2 comentários

  1. futebol = alienação, faz com que as pessoas deixem de se importar com assuntos que realmente importam e passem a se importar com algo irrelevante, ainda por cima fazendo com que ricos enriqueçam mais e pobres fiquem ainda mais fodidos. dilua o futebol e a concentração de riqueza gerada pelo mesmo e verá uma sociedade melhor, mais justa e igualitária.

    o texto n passa do relato de um alienado sobre a força alienante que age sobre o próprio.

    lamentável :/

    • É exatamente essa a crítica do texto… Como pode ser que tanta gente ache que o futebol é mais importante que os problemas do mundo? Não sei, mas é assim que acontece no “país do futebol”. É o que diz uma frase que li pixada em uma parede em Porto Alegre: “Enquanto te exploram, tu grita gol.” E é verdade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*