Política / Viés

Imundície Eleitoral

Finalmente acabaram as eleições poderei voltar a enxergar Porto Alegre sem precisar desviar os olhos, já enojados, da poluição visual que esse bando de candidato nos proporciona. A cada dois anos o Brasil inteiro se incomoda com o excesso de propaganda eleitoral. Como se não bastasse modificar toda a programação da televisão e do rádio para poder transmitir o Horário Eleitoral Gratuito, investem milhões em materiais visuais que ao invés de promover os candidatos, só irritam o eleitor.  Parece que gastam toda a madeira da cidade pra montar os cavaletes e todo o papel do estado pra imprimir os malditos santinhos que, convenhamos, ninguém lê, né?

Danilo Verpa/Folhapress

Imagino que seja muito divertido chegar no dia das eleições e jogar para cima todos os santinhos que sobraram como se fossem confetes, soltá-los pela janela do carro deixando que o vento os leve para onde forem e deixar a cidade toda colorida… NÃO! Não é legal! A cidade inteira fica infestada de papeizinhos coloridos com foto de gente feia e números que não me interessam. Afinal, se eu fosse votar no cara que tá lá no panfletinho, eu provavelmente já saberia o número dele, e caso não soubesse, eu poderia olhar na lista. É, sabia que tem uma lista com todos os candidatos e seus números na porta da seção eleitoral?

“Ah… mas vou jogar os santinhos tudo no chão, vai que alguém indeciso olha ali e resolve votar?” CLARO QUE NÃO! Que tipo de pessoa olha um papelzinho no chão, perdido no meio de outros milhares, e por causa diso resolve votar naquele sujeito? Eu pelo menos não conheço ninguém que faria isso. Daí até pode vir alguém e dizer “Ah meu, mas qual o problema? Sempre jogaram os papeizinhos pela cidade toda! Pra que reclamar agora?”. O problema é que sempre reclamaram! Sempre deixam a cidade imunda e estamos realmente torcendo pra que um dia isso acabe.

Nessas últimas eleições ainda deu sorte de chover apenas o suficiente para derrubar árvores, afetar o abastecimento de água e luz e, adivinhem só, arrastar os santinhos pros boeiros mais próximos! Inclusive falaram que mais de 800 garis iriam limpar as ruas ao fim das eleições. Pois é, 870 trabalhadores varrendo as ruas na chuva por que nossos queridos candidatos resolveram brincar de sorteio da Tele Sena e jogar os papeizinhos todos pra cima!

As frases que eu mais ouvi ontem sobre as eleições giravam em torno de  “Tinha um monte de santinhos do fulano no chão da escola em que eu votei, perdeu meu voto!” ou “na próxima eleição vou votar em quem não tiver santinhos no chão”. Isso significa apenas uma coisa: O povo não gosta de santinhos! Eles só servem pra gastar papel e poluir a cidade! Parem com isso, senhores candidatos! Fica a dica.

Tags: , , ,

2 comentários

  1. Pingback: Candidatos, limpem sua sujeira | Viés | O outro lado da rede

  2. Bah, esse é um dos textos mais porcamente apolíticos que li nos últimos tempos.
    O modus operandi da maioria dos candidatos é questionável? Sim, é. Mas esse texto é mais um libelo antieleições do que qualquer coisa. Exala egocentrismo, mesquinhez e aversão à ciência política.
    Envergonho-me de ter estudado na mesma universidade do autor do texto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*