Cultura / Viés

Ja. Warum nicht? Porque aprender alemão!

Fonte: 9GAG

Será mesmo?

De começo, fica aqui uma canção para ajudar a integrar o que é popular e o que pode soar diferente. (Perdoar algumas ressalvas na hora da tradução que nosso quarteto de Liverpool fez, para que a letra não alterasse a métrica da música. Deixe estar!)

Dos diversos motivos que me levaram a ingressar nessa indiada de aprender alemão, resolvi  reunir tudo em 3 grandes grupos: Porque é Importante! Porque é Difícil!  e Porque é Charmoso!

 

Porque é Importante!

Alles Gute.

Brincadeiras à parte, dos cinco grandes e clássicos  idiomas que se pode querer aprender, o alemão definitivamente  é o que fica mais à esquerda, taxado de assustador, quadrado e frio. Mais equivocado impossível.

Mas bem, para quem ainda não sacou isso, é nesta mesma língua assustadora que grandes filósofos, sociólogos, físicos, músicos e romancistas foram educados e criaram suas grandes teorias e contribuições para a humanidade. Ao ler obras de Nietzsche, Freud ou Kafka em português ou inglês, por exemplo, as notas de roda pé são, claramente, um livro à parte. Pois tem coisa que só faz sentido dentro da lógica do idioma. Por isso é tão importante, e isso vale para todas, tem certo conhecimento na língua. E não é coincidência, não. Sabe aquela premissa  ” Só é possível filosofar em alemão”? Pois é, isso é uma questão bem gramatical, mesmo. Na maioria das construções em alemão, a sintaxe joga o verbo que está sendo conjugado lá para o final da frase, ou seja, só depois que você leu quem, onde, quando e porque é que você descobre o que era afinal! Daí tem que prestar atenção, ou… enfim, pelo menos é divertido!

 

Porque é Difícil!

Fonte: Tumblr – technicolour6

Sehr, sehr, sehr schwer!

Como já deu pra perceber: Sim, aprender alemão é difícil. Mas pensemos no lado bom de tudo que é difícil, então! É um desafio, algo novo, diferente de tudo que você já fez e claro, como já foi dito, ainda assim, útil.

Diferentemente do inglês ou do espanhol, que no caso de nós brasileiros, são línguas próximas do nosso dia a dia e por isso aprendê-las se torna bem mais fácil. Ou mesmo o francês ou italiano, que embora um pouco mais distantes, assim como o português, são línguas provenientes do latim, ou seja, nossas cordas vocais não vão estranhar tanto assim na pronúncia. O alemão não é nada disso. Você tem que procurá-lo, tentar pô-lo no seu cotidiano (filmes e músicas são o caminho mais fácil), senão uma aula por semana não vai adiantar de nada (falo por experiência própria!). Você tem que treinar a pronúncia de cada novo fonema e reeducar suas cordas vocais. Ainda mais, o inglês e o alemão têm origens semelhantes, sendo assim, já ter o background mais básico do inglês ajuda muito a se virar na hora de aprender alemão. Mas na hora de falar… Prepare-se para desaprender tudo que sua teacher tinha te ensinado, ou levar puxão de orelha de sua Lehrerin!

E antes que você se assuste com as palavras gigantescas: na verdade, elas não são nenhum monstro. O que acontece é que eles economizam nos espaços, só isso. São palavras separadas, e se você prestar atenção, pode identificá-las e lê-las pausadamente. Eles o fazem. Sem nóia, bitte!

 

Porque é Charmoso!

 Das finde ich…sexy!

Isso mesmo, mais do que charmoso, a idioma alemão é sexy. Claro que tanto quanto qualquer idioma pode ser, quando das palavras certas na voz certa. Mas daí, isso sempre é muito particular! Falar alemão (tentar já vale também) é simplesmente cool!

Na opinião desta que vos fala, o português é das línguas mais bonitas (e difíceis de aprender, dizem os gringos). Exatamente como o alemão. Poesia, literatura e música nesses idiomas são obras de arte à parte. O alemão com um charme em especial trazido por suas inúmeras tremas, como em shönes/über/götter; e o eszett, como em weiß/groß/straße.

Mas o que me atraiu, primeiramente, foi o cinema alemão. A crueza, a criatividade, a genialidade de caras como F. Lang e R. W. Fassbinder. Isso não tem muito a ver com o idioma que eles falavam ou em que fizeram seus filmes, é claro. Mas a língua é, afinal, um fator da cultura de um povo.

 

Tips:

Para rir (e não chorar): Alemão da Depressão

Blog de uma professora: Lehrerin Haidi

Só pra não perder o costume: Rammstein

Dicionário online: Pons

und

Deutschland –  Champion der FIFA Fussball-Weltmeisterschaft – 2014!!!

 

 Aufwiedersehen!

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*