Comunicação / Jornalismo / Viés

O poder do jornalista

“O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter.” (Cláudio Abramo)

Eu, como futura profissional da notícia e fã da minha carreira, posso elencar as várias experiências que tive nesse curto período de tempo na faculdade para dizer o quão interessante é exercer essa atividade.

Estive refletindo a semana que passou sobre a beleza da profissão…

É incrível como tu podes aprender infinitas coisas através não só das pesquisas para a pauta, mas sobretudo com as entrevistas que tu fazes para complementar muitas vezes o senso comum. O jornalista vai com a cara e a coragem, mas também com a bagagem intelectual que cabe a si- suas ideias, seus conceitos formados- imbuído do dever de ser imparcial e querendo, muitas vezes quebrar o entrevistado com perguntas maliciosas,mas por fim, acaba por derrubar os seus paradgmas.

Escutar os diversos lados de um mesmo fato, que o dever de todo bom profissional da notícia, faz você parar para bem analisar o que cada um está falando, e ao mesmo tempo que você cria um paralelo de informações para os leitores decidirem o que é certo na notícia ( ou reportagem) tu mesmo acabas por decidir a sua opinião sobre aquele assunto.

A verdade

Muitos, dos próprios jornalistas, se acham os donos da verdade, acima do bem e do mal -e eu conheço muitos que mesmo ainda na faculdade ainda são assim. O que é um simples ato de prepotência.Para uma aspirante, a real verdade por trás dos acontecimentos, está em que pode contar aquilo que aconteceu, ou que tem  autoridade no assunto.

E na maioria das vezes, tu, jornalista, principalmente, enxergas que não há uma verdade plena. O que há são versões, e todas com um lado da verdade. O que existe é um “puxar a sardinha para seu lado” e defender a sua veracidade, cabe ao bom profissional refinar o que deve realmente ser dito.

O verdadeiro poder do jornalista, ou melhor, o dom que lhe é dado pela profissão, é de se reconstruir a cada dia! Tu sais para uma pauta de um jeito e volta de outro bem diferente, tu consegues saber de diversas opiniões sobre o mesmo assunto e elenca-las para o leitor: é o ato de informar, construir uma nova percepção da realidade pelo consumidor final.

Além de tu sempre conhecer gente nova, tu aprendes novas ideias, percebes novos mundos a sua volta.

 

Imagens do post: capa- http://substantivocomum.blogspot.com.br/2011/01/jornalismo-para-quem-precisa.html

No texto- http://www.ojornalista.com/tag/jornal/

Tags: , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*