Consumo / Moda / Viés

Os curiosos nomes dos esmaltes

Diferentes cores de esmaltes

Indústria de esmaltes inova para seduzir

Pode-se dizer que, desde 2009, a indústria dos esmaltes cresceu drasticamente. Vermelhos clássicos e tons clarinhos cederam espaço a cores berrantes, foscas e com efeitos tridimensionais. As empresas que lançavam apenas duas coleções ao ano tiveram que se adaptar a crescente demanda das mulheres por novidades. O esmalte passou a ser acessório indispensável na composição do look feminino e a diversidade de cores proporcionou à mulher uma realização de sonho: mudar o estilo ao pintar as unhas.

Como pôde ser lido em post anterior, os nomes dos esmaltes estão cada vez mais criativos e, muitas vezes, são eles que impulsionam as vendas. Mas a questão é: De onde surgem esses nomes todos?

Perceba a sacada: a Aeger, empresa que fabrica os esmaltes da modelo Ana Hickmann, revelou que um time de mulheres especialistas em marketing e moda reúnem-se pelo menos quatro vezes por ano para inventar os nomes que irão acompanhar as novas cores, como aqueles da coleção It Girl: Vibe, Topless, Kiss, Vip, Minissaia…

As empresas de esmaltes, logicamente espertas, sabem que, além da cor sedutora, o nome deve suscitar boas emoções para que conquiste o público feminino. Em meio à quantidade de cores, é crucial que existem nomes realmente atraentes para diferenciar nuances.

De acordo com Denise Joerges, gerente de marketing da Aeger, “o nome deve ser curto, em português ou com palavras populares em inglês. Pode ou não ter ligação com a cor, mas precisa passar a mensagem da coleção e gerar identificação com o público-alvo”. São os nomes que promovem a coleção. Exemplos como #ficadica e #bjomeliga utilizam linguagens específicas de meios digitais para alcançar os jovens antenados e twitteiros.

A palavra chave do processo é a emoção. Comprar esmaltes é encontrar naquele pequeno frasquinho uma sensação surpreendente que se encaixa perfeitamente com aquilo que se quer no momento do uso. Ou você acha mesmo que mulheres que usam os esmaltes Abusada e Deliciosa da marca Avon ColorTrend não querem se sentir desejadas? Há, tá bem.

Fonte da imagem: http://nosamamosesmaltes.blogspot.com.br/

Tags: , , , , , ,

20 comentários

  1. Adorei o post! E realmente acabamos nem percebendo que por trás dos nomes esquisitos e diferentões, existe uma jogada de marketing e comunicação também, é claro! 😉
    Afinal, quem nunca se perguntou: ‘mas por que raios o nome do esmalte é tal?’

  2. Bom tema! Apenas por curiosidade, em 2008, numa crise de curiosidade extrema, tentei sistematizar os nomes dos esmaltes existentes até então em categorias: https://spreadsheets.google.com/pub?key=pwk9QSJkcDJuq_nDsKlilTQ
    Não tem lógica nenhuma! 😛

    • Alice Kuchenbecker says:

      Há, nossa! Que trabalheira hein! Mas ficou bem legal, deverias divulgar mais essa lista, talvez até vender para um blog de “loucasporesmaltes”, ou algo do tipo.
      Só que para isso, terias que dar uma atualizada. Se é que terias paciência, afinal, computar hoje essa crescente quantidade de esmaltes é quase uma missão impossível.

    • Gabriela Goularte says:

      Que demais! hahaha Realmente, a escolha dos nomes me parece um pouco desligada das cores (“Noite quente” para roxo, “Canoa” para laranja…). Mas recentemente, desde que os esmaltes passaram a ser acessórios de moda, como a Alice diz no post, eles vêm sendo lançado em coleções temáticas, em que há uma relação entre os nomes de cada coleção, apesar de não necessariamente uma relação com a cor em si.

      • Alice Kuchenbecker says:

        É mesmo Gabriela! Como é o caso dos esmaltes Pirilimpimpim, Duende, Andando nas nuvens, Ventinho bom, Imagine…, Me Belisca! e Harpa. São todos termos que remetem à Terra dos Sonhos, nome da sua coleção, lançada pela Colorama.

  3. Patricia Valente says:

    Muito bom mesmo o tema do post e muito interessante a tentativa de catalogar os nomes dos esmaltes da Gabriela. Mas, sério, alguns nomes eu não consigo mesmo entender, porque eles não tem a mínima lógica com a cor! E caem no gosto da mulhereda mesmo assim…incrível não é?

    • Alice Kuchenbecker says:

      Realmente. Tratando-se de novidade, a mulherada não perde uma! Mas por outro lado, tem aqueles cujos nomes tem tudo a ver com a cor. Como é o caso da coleção Aurora Boreal, que consegue representar muito bem as cores desse efeito visual que é um verdadeiro show de luzes coloridas e brilhantes. E para isso, conta com o efeito holográfico, pra ficar mais fiel ainda.

  4. Alice:

    Adorei teu post. Sou apaixonada por esmaltes e nunca tinha parado para pensar de onde vem os nomes. Muito legal saber que existe um trabalho por detrás e não meramente nomes aleatórios.
    Parabéns!

    Taira

    • Alice Kuchenbecker says:

      Hehehe, verdade. Quem sabe um dia, já que também és apaixonada por esmaltes, tu não te tornas uma das responsáveis por essa criação de nomes? Seria legal, não é mesmo?

  5. aline de lima pereira says:

    Alicee, muito legal, adoro esmaltes e gosto de saber os nomes, pois realmente eles remetem sensações e tentam impulsionar quem o usa a adotar aquela característica, geralmente sensuais no caso dos tons de vermelho. Uma curiosidade bem interessante. Parabéns pelo post. Bjobjo

    • Alice Kuchenbecker says:

      Brigada Aline! Fico feliz em ver que as meninas da sala gostaram do post. Também né, esse assunto cai bem quando tratam-se de mulheres antenadas, hehehe.
      Vamos ganhar o mundo com nossos esmaltes sedutores! ÊÊÊ!

  6. É….. Após ter lido esse blog acredito que nós homens temos que prestar mais
    atenção nos pequenos detalhes. Nunca pensei que um simples esmalte poderia
    significar tanto para uma mulher, para mim sempre foi só uma cor. De agora em diante vou prestar mais atenção na cor e no nome!
    Gostei de ver hein!! Continue assim que você vai longe!!

  7. Karina Almeida says:

    Amei o post. Sempre fiquei me perguntando o porque de alguns nomes. Até que tem alguns que fazem algum sentido, mas digamos o “Gabriela” não me remete à nada, e ai? comofas?

    • Alice Kuchenbecker says:

      É. Acho que esses com nomes de mulheres são os mais nada a vê. Eu, Alice, não encontrei o esmalte com o meu nome, poxa, eaí? :) E quem disse que um nome feminino remete a uma cor? Eu posso me chamar Bárbara, por exemplo, não gostar de azul e adorar vermelho. E quando lançam o esmalte com meu nome ele ser justamente vermelho. Daí já eras, marketing negativo. Hehehehe. Obrigada pelo comentário, Karina.

  8. Alice Kuchenbecker says:

    Obrigada Marchioro!
    E sim, que bom que alguns homens já estão aderindo a essa nova percepção do mundo feminino (apesar de que, quando muito exagerado, na minha opinião, também não é tão bom – homem não precisa reparar em todos os mínimos detalhes, se não perde a característica masculina). Da próxima vez, quando fores presentear uma mulher, compre uns esmaltes que combinam cores bonitas e nomes encantadores que daí já juntas o cartão e produto num só presente!

  9. Salut à tous! Je voulais juste vous demander si jamais vous avez des problèmes avec les pirates ? Mon dernier blog ( wordpress ) a été piraté et j’ai fini par perdre quelques mois de dur labeur en raison de aucune sauvegarde des données . Avez-vous des méthodes pour empêcher les pirates ?

  10. Bonjour, j`ai beaucoup aimé votre blog. Je ne suis pas spécialiste dans la matière, avez-vous d`autres posts sur le même sujet ?Continuez comme ?a, c`est toujours agréable de lire votre blog !

  11. Little ones are increasingly being passed alongside in large faculty, Mr. The “A” grade is showing you the student’s amount of endurance and persistence, not his final level of competence. This maturity carries about to Very long Seaside Neighborhood Faculty and also the student does disproportionately perfectly because his friends at your faculty are so fully shed that they must be back in 8th quality..

  12. The brand new York Put up is reporting that Jordan, along with mates and his former agent David Falk, put in a couple of days during the Dominican Republic participating in golf and drinking up a storm. Signing up for Jordan was previous basketball player colleague Charles Oakley, who played with him in the Chicago Bulls. to the tabloid, Prieto agreed to indicator a prenup which protects Jordan’s $650 million NBA prosperity and estates if they ever get divorced.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*