Política / Viés

Todo apoio à greve

A.S.P.T.C.

Os trabalhadores da Carris, empresa pública de transporte de Porto Alegre, continuam em greve. Mais uma greve em 2012. O ano já teve muitas paralisações. Muita gente acaba prejudicada, é verdade.

Mas, qual é o poder de negociação dos trabalhadores assalariados? As negociações começam com greves? É divertido fazer greve?

A greve é o último recurso dos trabalhadores que não tem poder de barganha. Eles não possuem poder de lobby para buscar direitos, melhores condições de trabalho ou salários dignos. A única forma de mostrar como o serviço prestado é importante, é parando, fazendo-se notar.

O que me deixa bastante incomodado é a falta de consciência de classe dos trabalhadores. Hoje os rodoviários fazem uma paralisação, os professores reclamam, amanhã será o inverso. Será tão difícil perceber que estão do mesmo lado?

Muitas vezes escuto: greve não adianta nada, não muda nada. O estudo da História é importante. Muitos dos direitos que temos hoje, a maioria deles, não foram presentes governamentais, foram fruto de muita luta e muita greve. Acho interessante também os trabalhadores que furam as paralizações paralisações. Quando um aumento é conquistado todos recebem, mas quando é para lutar, muitos não se envolvem.

Enquanto não retomarmos a consciência de classe que nos levou a diversas conquistas, continuaremos cada vez mais perdendo direitos.

Amanhã, teremos menos ônibus na cidade, precisarei me organizar, mas eu sei que é por uma boa causa.

Tags: , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*