Jornalismo / TV / Viés

Uma salada com Christiane Amanpour

Essa semana tive uma conversa que me fez perceber como é difícil pensar sobre nossa própria vida. Situação: almoçar fora com os amigos. Todos estão comendo salada e, mesmo que você não coma nunca, se sente obrigado a se servir para não passar vergonha. O pior é ter a consciência de que, se não tivesse vergonha de passar vergonha na frente deles, isso não importaria.

Rory Gilmore: personagem do seriado Gilmore Girls

Minhas amigas e eu estávamos discutindo quem era o nosso ídolo. Para mim a resposta era certa: Rory Gilmore. Mesmo sendo uma personagem do seriado americano Gilmore Girls (2000), ela, sem dúvida, guiou boa parte do que decidi fazer na vida. Achei que não teria vergonha de admitir isso, até achei que iríamos dar boas risadas e todas elas iam também confessar que seu ídolo não era nada, digamos, intelectual.

Só que, quando a primeira delas revelou seu ídolo, vi meu erro em presumir isso. Christiane Amanpour, que não só é uma pessoa de verdade, como também é famosa por ser uma jornalista brilhante, inteligente e ousada. Quando minha amiga disse o nome de Amanpour, queria ser capaz de explodir sua presunçosa pessoa com o poder da mente. Infelizmente, não tenho poderes mágicos. Mesmo se tivesse, não conseguiria sair de baixo da pilha de vergonha em que eu estava por ter pensado em responder que minha grande inspiração era Rory Gilmore.

Andy McNally: personagem do seriado Rookie Blue

Tentei me acalmar. Ainda tinha tempo de pensar em alguém mais digno de se falar na frente delas. Mas a única pessoa que me vinha à mente era uma ainda pior que Rory Gilmore. Era meu amor secreto, que eu não tinha coragem nem de admitir para mim mesma. Andy McNally, policial estrela do seriado canadense Rookie Blue (2010). Meu sonho era viver como ela: salvar o mundo aos poucos e fazer isso cercada de gente bonita.

Mesmo não podendo viver uma vida como a dela, sabia que Rory Gilmore era um ótimo modelo e tinha uma carreira mais fácil de perseguir que a de McNally. Sem falar que não só tem o mesmo gosto que eu para homens, como também viveu todos os dramas de entrar no mundo jornalístico. Sendo sincera, às vezes acho que escolhi cursar jornalismo só pela forma apaixonada com que ela retratou a profissão.

Jornalista inglesa Christiane Amanpour

A questão é que não importava qual delas eu falasse. Qualquer uma das duas teria que entrar em uma batalha com Christiane Amanpour e nenhuma delas conseguiria ganhar. O que eu queria fazer mesmo é dar um discurso justificando por que Rory ou McNally seriam escolhas sábias. Mas, no fim, não disse nada disso. Resolvi só comer a salada, como sempre faço. Ou no caso, me juntar ao grupo e falar das maravilhas de Christiane Amanpour, guardando as maravilhas dos meus amores apenas para mim.

Tags: , , , , ,

2 comentários

  1. A Christiane Amanpour era o grande ídolo da Rory. Indiretamente, podes dizer que ela também faz parte do teu rol de ídolos. :)

    Gilmore Girls afetou muitas de minhas decisões na vida, incluindo a escolha de cursar Jornalismo.

  2. hi!,I like your writing so much! share we communicate more about your post on AOL? I require a specialist on this area to solve my problem. May be that¡¯s you! Looking forward to see you.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*