Carvão ativado magnetizado para remoção de contaminantes

Panorama tecnológico
A obtenção de carvão ativado magnético depende de procedimentos ou protocolos mais complicados e laboriosos exigindo um número maior de etapas para a preparação. O aumento dos custos de diferentes processos de tratamento de águas e/ou de gases onde são utilizados carvões ativados  muitas vezes inviabiliza a recuperação e a reutilização desses materiais.

Exemplo de ligno-celulósica.

Descrição da tecnologia
O carvão ativado altamente magnético é produzido em uma única etapa a partir de biomassa vegetal residual ligno-celulósica (serragem de madeira), esta tecnologia é indicada para a remoção de contaminantes emergentes orgânicos de mananciais e/ou efluentes aquosos.

Problema resolvido
Procedimento de obtenção simplificado, com menos procedimentos, misturas reacionais mais simples e não necessita de soluções adicionais para ajuste de pH.

Vantagens
-Aplicação em qualquer biomassa residual de origem vegetal;
-Baixo custo;
-Ecofriendly;

Aplicações
-Química ambiental;
-Tratamento de águas para remoção de contaminantes orgânicos;
– Processos catalíticos semicondutores ou processos de purificação.

Estágio de desenvolvimento (TRL – Technology Readiness Level)
Status da tecnologia
Pedido de patente depositado no INPI.

Inventores
Éder Claúdio Lima
Pascal Silas Thue
Silvio Luis Pereira Dias
Cibele Sant`anna Umpierres
Janaína Berne da Costa
Anderson José Barcellos Leite
Gabriel Vanni

Visite nossos laboratórios (clique no logo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *