Síntese de filme para fotodegradação de compostos orgânicos

Panorama tecnológico
Alguns óxidos metálicos semicondutores têm sido utilizados na fotodegradação de compostos orgânicos através de processos oxidativos avançados pelos quais se pode oxidar grande variedade de compostos orgânicos complexos, transformando-os em produtos de mais fácil degradação por via biológica. Nesse contexto, o emprego de TiO2 adquire relevância devido à sua eficiência na decomposição de poluentes da água, do ar, bactérias, células cancerígenas e na degradação de compostos orgânicos tóxicos. Contudo, as capacidades fotocatalíticas do TiO2 se mostram ativas somente em 3% do espectro solar, fato que limita sua amplitude de utilização. Com base nisso, a sintetização de novos filmes contendo fibras de TiO2 com dopantes pode ser estudada a fim relacionar as propriedades fotocrômicas e fotocatalíticas.

Descrição da tecnologia
Síntese de filmes, sobre placas de vidro, contendo fibras de dióxido de Titânio (TiO2) dopados com precursores de tungstênio.

Problema resolvido
Mecanismo mais eficiente para o desenvolvimento de tratamento de efluentes, conversores de energia solar, e outros.

Vantagens
-Degradação de compostos orgânicos mais eficiente que os atualmente utilizados.

Aplicações
-Tratamentos de efluentes;
-Conversores de energia solar;
-Dispositivos para armazenar informações;
-Painéis de vidros inteligentes;
-Cosméticos;
-Brinquedos;
-Indústria têxtil.

Estágio de desenvolvimento (TRL – Technology Readiness Level)
Status da tecnologia
Pedido de patente depositado no INPI.

Inventores
Annelise Kopp Alves
Luana Góes Soares da Silva

Visite nossos laboratórios (clique no logo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *