Equipamento para reabilitação de membros superiores

Panorama tecnológico
Existem diversas pesquisas que exploram a utilização da Movimentação Passiva Contínua (MPC) na reabilitação do cotovelo em diferentes patologias. Por outro lado, a vibração muscular repetitiva localizada tem sido utilizada para melhorar a propriocepção e o equilíbrio em pacientes após cirurgias de ligamento cruzado anterior do joelho, bem como em estudos para o tratamento de diferentes neuropatias.

Descrição da tecnologia
A tecnologia aqui apresentada consiste de um recurso importante para a melhoria da qualidade do tratamento de reabilitação de cotovelo e antebraço.
O equipamento possui dois módulos: o módulo de Movimentação Passiva Contínua (MPC) e o módulo de vibração muscular localizada, ambos compostos por partes mecânicas e eletrônicas. Assim podendo realizar os movimentos passivos contínuos programados de flexão e extensão do cotovelo com distração articular e de pronação e supinação do antebraço, bem como a vibração muscular localizada do músculo bíceps braquial. Inclui um sistema de distração muscular que evita a compressão dos tecidos articulares durante o movimentos do cotovelo.

Problema resolvido
O principal problema resolvido pelo equipamento é a compressão de tecidos articulares do cotovelo durante a MPC realizada após lesões do cotovelo e antebraço. Desta forma, esse equipamento pode ser utilizado pelos profissionais responsáveis pela reabilitação dos membros superiores.

Vantagens
– Movimentação Passiva Contínua com distração muscular e vibração muscular localizada sincronizada e/ou independente.
– Equipamento programável e com salvamento de resultados.
– Pode ser utilizado na reabilitação dos movimentos passivos de flexão e extensão de cotovelo e dos movimentos passivos de pronação e supinação de antebraço.
– Integra todas as funções em um mesmo equipamento.

Aplicações
– Indústria de equipamentos médico hospitalares de reabilitação fisioterapêutica (ortopedia – traumatologia – neurologia).
– Ideal para hospitais, clínicas e consultórios.
– Pode ser alugado pelo paciente de modo a otimizar o tratamento.

Vídeo apresentando e demonstrando funcionamento da tecnologia.

Nível de maturidade da tecnologia (TRL – Technology Readiness Level)

Status da tecnologia
Pedido de patente depositado no INPI.

Inventores
Aline Marian Callegaro
Carla Schwengber Ten Caten
Carlos Fernando Jung
César Henrique Rocha Silveira

Visite-nos (clique no logo)

Resultado de imagem para ppgep logo ufrgs


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *