Sensor óptico de marcação de combustível

Panorama tecnológico
Para detectar adulterações na gasolina, a ANP realiza diversos estudos físico-químicos, que incluem densidade relativa, destilação, medida da octanagem (MON – motor octane number, e RON – research octane number), ponto de fulgor, entre outros, e mesmo assim, muitas das amostras aprovadas possuem adulterações. Os principais adulterantes encontrados na gasolina comum são solventes orgânicos em geral, querosene, thinner, etc. ou etanol anidro adicionado em quantidades diferentes da preconizada pela legislação vigente.

Descrição da tecnologia
A tecnologia utiliza corantes orgânicos para a marcação de gasolina comercial servindo assim como um sensor para a rastreabilidade e controle de adulteração de combustível. As características químicas de tais compostos permitem observar pequenas variações de polaridade do meio, sendo empregados com sucesso na detecção de diferentes concentrações de etanol anidro em gasolina automotiva comum.

Problema resolvido
Permitindo rastreabilidade e consequentemente o controle de adulteração do combustível, devido à comprovação da sua ausência ou alteração da concentração do marcador no mesmo, independente do tipo de substância que esteja sendo utilizada para realizar esta adulteração. Além disso, suas características químicas permitem ainda observar pequenas variações de polaridade do meio, sendo empregados com sucesso na detecção de diferentes concentrações, daquelas preconizadas pela legislação, de etanol anidro em gasolina automotiva comum.

Vantagens
– Rastreabilidade do combustível marcado, permitindo a utilização de marcador fluorescente dentro da concentração exigida pela legislação vigente;
– Marcação de segurança para detecção de adulteração de gasolina frente a qualquer agente que altere a concentração do marcador;
– Detecção de adulteração de gasolina automotiva comum por utilização de concentração de etanol diferente da exigida pela legislação vigente;
Técnica simples e direta para detecção de adulteração via espectroscopias de absorção na região do UV-Vis e de emissão de fluorescência.

Aplicações

Marcação, rastreabilidade e detecção de adulteração de gasolina automotiva comum por adição de solventes diversos ou etanol anidro fora da concentração exigida na legislação vigente.

Estágio de desenvolvimento (TRL – Technology Readiness Level)
Status da tecnologia

Pedido de patente depositado no INPI.

Oportunidades de parceria

Licenciamento
Parceria estratégica
Captação de recursos

Inventores
Angélica Venturini Moro
Fabiano Severo Rodembusch
Victória Goulart Isoppo

Visite nossos laboratórios (clique no logo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *