Dispositivo para exame ginecológico mais confortável e eficiente

Panorama tecnológico
No Brasil, o alcance do exame Papanicolaou (exame de coleta e análise do material do colo uterino, que serve para diagnosticar precocemente o câncer no local) ainda é considerado baixo e a parcela de mulheres vítimas da doença é elevada. Em 2015, 5.727 brasileiras faleceram em decorrência de câncer do colo do útero e as estimativas do Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) para cada ano do biênio 2018-2019 são de 16.370 novos casos de câncer no colo do útero no país. Nos dias atuais, a falta de conhecimento sobre os exames, barreiras socioculturais (como, por exemplo, oposição do cônjuge), emocionais (tais como, medo de sentir dor e/ou por vergonha) e a relação médico-paciente, parecem ser os principais fatores associados à não realização do exame citopatológico. Dessa forma, e visto que este tipo de tumor apresenta grande probabilidade de tratamento quando diagnosticado nos estágios iniciais, uma diminuição da mortalidade causada pelo câncer de colo do útero, depende de uma redução nas barreiras que impedem as mulheres de realizarem o Papanicolaou e de equipamentos mais amigáveis, que diminuam as dores ou constrangimentos sentidos por elas.

Dispositivo elaborado pelas autoras.

Descrição da tecnologia
Dispositivo que pode ser utilizado para afastar as paredes vaginais de forma gradativa durante os exames ginecológicos e facilitar o acesso ao colo do útero. O dispositivo tem a vantagem de possuir aparência mais amigável, abrir de forma uniforme e possuir sistema de travamento, causando menos desconforto à paciente e mais eficiência à prática ginecológica.

Problema resolvido
O dispositivo  possuí aparência mais amigável, de formas mais suaves e harmônicas; também pode abrir de forma uniforme e possuir sistema de travamento, causando menos desconforto à paciente e mais eficiência à prática ginecológica.

Vantagens
-Formato anatômico;
-Aparência amigável;
-Não pressiona a bexiga;
-Sem parafusos ou elementos cortantes a mostra;
-Capacidade de distensão das paredes vaginais;
-Transparência e facilidade de manuseio;
-Assepsia.

Aplicações
-Indústria de polímeros com foco no setor médico e farmacêutico;
Uso em consultas ginecológicos, principalmente durante exame de Papanicolaou. Outras aplicações podem ser consideradas como em autoexames ginecológicos ou na área veterinária.

Estágio de desenvolvimento (TRL – Technology Readiness Level)

Status da tecnologia
Pedido de patente depositado no INPI.

Inventores
Camila Civardi Rissato
Mariana Pohlmann de Oliveira

Visite-nos (clique no logo)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *