Kit de avaliação de deglutição

Panorama tecnológico
Os distúrbios da deglutição são caracterizados por problemas envolvendo a cavidade oral, faringe, esôfago ou junção gastroesofágica, qualificados como qualquer dificuldade no processo de engolir, com início na formação do bolo alimentar na boca e sua posterior propulsão através da faringe, esôfago ou estômago. As instituições representantes da Fonoaudiologia, principal ciência que estuda e reabilita a função da deglutição, de padronização e validação do conjunto de avaliações clínicas, pois cada instituição e cada profissional adota diferentes métodos e consistências alimentares de acordo com a sua realidade. Entre os métodos diagnósticos existentes há a avaliação clínica, a avaliação videofluoroscópica e a avaliação endoscópica da deglutição, ambas realizadas com a testagem de alimentos, objetivando analisar a eficiência e segurança da deglutição dos indivíduos avaliados.

Imagem ilustrativa de um problema de deglutição.

Descrição da tecnologia
Um kit de material para avaliação da deglutição na consistência sólida que permitirá a padronização da avaliação clínica da deglutição na população, assim como facilitará a prática de fonoaudiólogos e demais profissionais engajados na identificação precoce e reabilitação do processo da deglutição.

Problema resolvido
O principal problema é a falta de padronização entre os métodos utilizados para a avaliação da deglutição na população através do uso de pães de forma, pães sovados, pães caseiros, bolachas recheadas ou secas, barra de cereal e etc. Não há alguma alternativa que possa padronizar a consistência utilizada, além disso não existem em ambientes clínicos, consultórios particulares, universidades (clínicas escolas), alimentos disponíveis para avaliação. Ou o profissional compra ou o paciente trás de casa, porém na prática diária, na maioria das vezes, eles esquecem de trazer, ficam envergonhados, não sabem o que levar e apresentam desculpas pela situação constrangedora. Sem alimento na consistência sólida a ser testado, a principal consistência de alimentação diária, esta deixa de ser examinada, exigindo nova marcação de consulta, maiores custos em saúde e menor resolutividade do caso. Há perda de tempo e dinheiro, além de um paciente que fica sem um diagnóstico fonoaudiológico completo correndo riscos a desnutrição, desidratação e pneumonia aspirativa.

Vantagens
– Baixo custo,
– Reprodutível,
– Permite o armazenamento em consultório e clínicas por um longo período de tempo, passível de quantificação na clínica e nas pesquisas,
– O kit agilizará a identificação dos doentes, que prontamente já poderão ser encaminhados para reabilitação,
– Facilitar a análise de exames complementares.

Aplicações
Um kit a ser aplicado como método de avaliação clínica da deglutição (fase oral e faríngea), assim como, se for do desejo do profissional, pode ser avaliada apenas a mastigação (fase oral). Poderá ser aplicado por diferentes profissionais em diferentes locais hospitais, clínicas, consultórios, escolas e instituições de longa permanência.

Estágio de desenvolvimento (TRL – Technology Readiness Level)

Status da tecnologia
Pedido de patente depositado no INPI.

Inventores
Rafaela Soares Rech
Elisa Zancanaro de Figueiredo
Fabrício Mezzomo Collares
Vicente Castelo Branco Leitune
Fernando Neves Hugo
Juliana Balbinot Hilgert

Visite-nos (clique no logo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *