Monitoramento de tubulação ou cabo submarino flexível

Panorama tecnológico
As armaduras de tração e de pressão de um duto flexível são responsáveis por conferir resistência mecânica ao componente. Estas armaduras são localizadas na região do anular e são protegidas por barreiras de isolamento que, idealmente, devem manter estas armaduras livre da presença de gases e de líquidos. No entanto, é sabido que durante operação ocorre permeação de gases e de água para dentro do anular, gerando uma condição bem mais severa de operação, com um ambiente que promove a aceleração da corrosão e pode levar a falha por mecanismo de corrosão sob tensão. A dificuldade de monitorar as condições de operação dentro do anular tem sido uma preocupação constante das empresas petrolíferas que operam no pré-sal brasileiro e não existe até o momento nenhum sistema desenvolvido que permita realizar esse monitoramento de forma confiável e eficiente.

Descrição da tecnologia
Sistema que visa alertar os operadores de uma tubulação (riser ou flowline) ou cabo (umbilical) flexível a respeito da existência de regiões em que tenha ocorrido deformação excessiva de elementos estruturais, ou eventos que podem levar à corrosão e fragilização destes elementos, como ingresso de líquidos (alagamento) e permeação de gases (como H2S, CO2, CH4) por entre as camadas da estrutura.

Problema resolvido
Esta tecnologia possibilita o monitoramento em tempo real das condições no interior do anular permitindo identificar se as armaduras de tração e de pressão estão ou não em contato com gases ou líquidos durante operação do componente.

Vantagens
– Monitoramento contínuo, controle remoto e sem fio;
– Facilmente integrado ao processo de produção e de instalação dos dutos flexíveis;
– Aumento da segurança de operação em dutos utilizados na exploração de petróleo e gás, diminuindo risco de danos ambientais e prejuízos sociais e econômicos das empresas;
– Pequena espessura dos sensores, ideais para inserção entre camadas da estrutura em questão;
– Os sensores, os dispositivos de excitação e leitura, e os módulos eletrônicos de operação são baratos e amplamente utilizados em outras indústrias, o que garante boa competitividade da tecnologia;
– Dispositivos eletrônicos utilizados para excitação e leitura dos sensores podem operar com afastamento de dezenas de centímetros, inclusive por sobre camadas poliméricas.

Aplicações
Empresas que atuam no setor de exploração de óleo e gás.

Estágio de desenvolvimento (TRL – Technology Readiness Level)

Status da tecnologia
Pedido de patente depositado no INPI.

Inventores
Alberto Bisognin
Henrique Tormen Haan de Oliveira
Marcelo Favaro Borges
Matheus Freitas Kuhn
Thomas Gabriel Rosauro Clarke

Visite-nos (clique no logo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *