Aperfeiçoamento em aplicador de cola quente

Panorama tecnológico
Atualmente, os modelos de aplicadores de cola quente mais populares e adotados pela maioria dos fabricantes são os mais baratos e simples, que apresentam uma série de problemas e deficiências: forma de pistola, alimentação pela parte anterior (o que gera problemas e deficiências: forma de pistola, alimentação pela parte anterior (o que gera problemas), aquecimento por resistência elétrica de baixa potência (tempo elevado para aquecimento), inexistência de um canal para correr a cola (que corre pelo meio da ferramenta e pelos componentes elétricos), gatilho ineficiente, fios de alimentação curtos (restringem a área de uso), inexistência de isolamento térmico (possibilidade de queimar o usuário).

Descrição da tecnologia
A presente invenção propõe um equipamento manual para aplicação de cola quente. São objetivos da invenção: aprimorar o sistema de alimentação e transporte de cola, de modo a possibilitar maior controle e precisão na aplicação de cola, usos diferenciados e mais específicos, menor esforço do usuário e diminuição do risco de contrair uma lesão por esforços repetitivos ou queimaduras.

Figura 1 – Esquema ilustrando detalhes do aplicador de cola quente aperfeiçoado.

Problema resolvido
A tecnologia objetiva melhorar a ergonomia do produto, propondo melhorar o controle do fluxo e eliminar o desperdício do adesivo e de energia; aumentar significativamente a vida útil da ferramenta; e proporcionar uma ferramenta com características de segurança aperfeiçoadas, que garanta a integridade física do usuário, diminuindo significativamente o risco de se queimar.

Aplicações
O aplicador pode ser utilizado no setor tecnológico de ferramentas e utensílios para profissionais de artesanato, artistas e usuários domésticos que pratiquem artesanato como diversão ou que realizem pequenos consertos e reparos domésticos.

Vantagens
– Melhor ergonomia do produto, para maior controle e precisão na aplicação de cola;
– Aprimoramento do sistema de alimentação e transporte de cola, evitando desperdícios;
– Aumentar significativamente a vida útil da ferramenta;
– Proporcionar uma ferramenta com características de segurança aperfeiçoadas;
– Aperfeiçoamento da usabilidade de precisão: a ferramenta em forma de caneta permite ao usuário segurar a ferramenta apenas com uma mão.

Nível de maturidade da tecnologia (TRL – Technology Readiness Level)

Status e oportunidade
Patente concedida pelo INPI sob n° do pedido PI 1003826-4.

A patente pode ser encontrada na íntegra no Lume pelo link.

Inventores
Cássio Schmitz Felin
Ricardo de Menezes Costa

Visite o Lab… (Clique no logo)